You are on page 1of 16

GESTÃO DE CUSTOS

Aula 14/03/2018

Profa. Daniela Sanjuan


RATEIO DOS CUSTOS INDIRETOS

Quando a empresa produz mais de um produto há uma


dificuldade para se alocar os Custos Indiretos de
Fabricação – CIF aos produtos, pois esses custos são
consumidos pelos produtos de forma indireta sendo muito
difícil, às vezes impossível, sua mensuração correta. Assim
os CIFs são alocados através de rateio, cujos critérios
serão definidos pela empresa.
Vejamos o exemplo a seguir:
RATEIO DOS CUSTOS INDIRETOS
Item DADOS Base para o PROD. A PROD. B TOTAL
Critério de
Rateio

1 Material Direto 40.000 60.000 100.000

2 Mão-de-Obra Direta 18.000 42.000 60.000

Total dos Custos Diretos 58.000 102.000 160.000

Custos Indiretos de Fabricação


3 Material Indireto 1 4.000 6.000 10.000
4 Supervisão 2 6.000 14.000 20.000
5 Aluguel da fábrica 13 3.000 2.000 5.000
6 Depreciações 11 2.800 5.200 8.000
7 Transporte de Pessoal 14 2.400 3.600 6.000
8 Energia das Máquinas 12 6.000 4.000 10.000
9 Iluminação da fábrica 13 2.400 1.600 4.000
10 Outros CIFs 15 5.000 10.000 15.000
Total dos Custos Indiretos 31.600 46.400 78.000

Custo Total (Direto + Indireto) 89.600 148.400 238.000


RATEIO DOS CUSTOS INDIRETOS
Dados de Medição

11 Tempo de utilização das máquinas 70 hs 130 hs 200 hs


(horas)

12 Potência das Máquinas 1.200 800 2.000

13 Área ocupada (m2) 120 m2 80 m2 200 m2

14 Quantidade de funcionários diretos 40 60 100

15 Quantidade Produzida 4.000 8.000 12.000


unid. unid. unid.
Prática: Uma Indústria montou 300 impressoras do modelo A e
200 impressoras do modelo B em fev/2018. Nesse mesmo mês
apresentou os seguintes gastos:
Aluguel do barracão onde está instalada a Indústria no valor de R$5.200,00.
Depreciação das máquinas utilizadas na montagem de ambos os produtos no valor
de R$2.750,00.
Mão de obra dos empregados equivalente ao pagamento de R$18,50 por unidade
montada (A e B).
Propaganda concentrada em outras cidades do Estado no valor de R$12.500,00
mensais.
Peças adquiridas e utilizadas para montar as 300 unidades do modelo A:
R$26.000,00. Para que essas peças chegassem a Indústria, houve pagamento
também de frete e seguro no valor de R$2.000,00.
Peças adquiridas e utilizadas para montar as 200 unidades do modelo B:
R$32.000,00.
Utilização de 500 embalagens comuns aos dois modelos de impressora: R$1.500,00.
Salário e Encargos do Supervisor de Produção: R$15.200,00.

Considerando que o critério de rateio dos CUSTOS indiretos é a quantidade


produzida, indique o CUSTO TOTAL e UNITÁRIO das impressoras modelos A e B.
CUSTO DE PRODUÇÃO
Custo de Produção do Período – é a soma dos custos incorridos
no período dentro da fabrica.

Custo da Produção Acabada – é a soma dos custos contidos na


produção acabada no período. Pode conter custos de Produção
também de períodos anteriores existentes em unidades que só
ficaram terminadas no presente período.

Custo dos Produtos Vendidos – é a soma dos custos incorridos


na produção de bens e serviços que só agora estão sendo
vendidos. Pode conter custos de produção de diversos períodos,
caso os itens vendidos tenham sido produzidos em diversas
épocas diferentes.
CUSTO DE PRODUÇÃO

Estoque de
Matéria-prima

Estoque de
em fase de fabricação
Produto em
Elaboração

Estoque de
pronto para ser vendido
Produto Acabado

Quando o produto acabado for vendido, será baixado da conta


estoque e lançado a custo na Demonstração de Resultado.
CUSTO DE PRODUÇÃO INDUSTRIAL

BALANÇO INICIAL - CIA INDUSTRIAL

ATIVO PAT. LÍQUIDO

Caixa 1.000,00 Capital 1.300,00

Estoque Matéria-prima 100,00

Equipamentos 200,00

Total do Ativo 1.300,00 Total: P + PL 1.300,00


PRODUÇÃO NO PERÍODO
Custos no período

Utilização de matéria prima 80,00

Mão de Obra direta 90,00


(aluguel e taxas deptos.produção)
Custos Indiretos de Fabricação 15,00

Depreciação 20,00

Custos da Produção 205,00

Unidades Acabadas 20,0


(01 unid. com grau de acabamento de
Unidades em fase de elaboração 0,5 50%)

Total de unidades produzidas 20,5

Custo Unitário: $ 205,00 / 20,5 unid. $10,00


FLUXO DE CAIXA

Saldo Inicial 1.000,00

Pagamentos
Mão de Obra (90,00)
Custos Indiretos de Fabricação (15,00)

Total de Desembolsos (105,00)

Saldo Final 895,00


BALANÇO INTERMEDIÁRIO

ATIVO PAT. LÍQUIDO


Caixa 895,00 Capital 1.300,00

Estoque Matéria prima 20,00

Estoque de Produto em Elaboração 5,00

Estoque de Produtos Acabados 200,00

Equipamentos 200,00

Depreciação Acumulada (20,00)

Total do Ativo 1.300,00 Total: P + PL 1.300,00


MOVIMENTAÇÃO NO FINAL DO PERÍODO

Unidades vendidas no mês 15


Receita unitária 12,00
Despesas Administrativas 20,00

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO

Receita de Venda: 15 unid. x $ 12,00 = 180,00

CPV: 15 unid. X $ 10,00 = (150,00

Lucro Bruto 30,00

Despesas Administrativas (20,00)

Resultado Operacional 10,00


FLUXO DE CAIXA

Saldo anterior 895,00

Recebimento das Vendas 180,00

Pagto. das Despesas Administrativas (20,00)

Saldo atual 1.055,00


BALANÇO FINAL
ATIVO PAT. LÍQUIDO

Caixa 1.055,00 Capital 1.300,00

Estoque Matéria prima 20,00 Lucro 10,00

Estoque de Produto em Elaboração 5,00

Estoque de Produtos Acabados 50,00

Equipamentos 200,00

Depreciação Acumulada (20,00)

Total do Ativo 1.310,00 Total: P + PL 1.310,00


Bibliografia

• Almeida, Marcelo Cavalcanti. Curso de Contabilidade


Introdutória em IFRS e CPC . São Paulo; Atlas; 2014.
• BORNIA, Antonio Cezar. Análise Gerencial de Custos:
Aplicação em empresas modernas. 3ª. edição. Atlas 2010.
• LEONE, George Sebastião Guerra. Curso de contabilidade de
custos. São Paulo: Atlas, 2010.
• MARION, José Carlos. Contabilidade comercial. 8. ed. São
Paulo: Atlas, 2009.
• MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos. 9. ed. São Paulo:
Atlas, 2010.
• PEREZ, José Hernandez Junior. Gestão estratégica de Custos.
7. ed. São Paulo: Atlas, 2011.