You are on page 1of 20

PROGRAMA

PROGRAMA

DEDE

ERGONOMIA

ERGONOMIA

-- PROERGO PROERGO --

  • (PG- (PG- 230019-A)

230019-A)

ERGONOMIA

ERGONOMIA

ERGO: trabalho NOMICS: normas, regras

Definição

Definição

Ergonomia éé aa Ciência

““Ergonomia

Ciência que

que estuda

estuda aa

adequação dos

adequação

dos

Postos ee Processos

Postos

Processos dede Trabalho

Trabalho

aos

aos

Limites Fisiológicos

Limites

Fisiológicos ee Psicológicos

Psicológicos

dede cada cada trabalhador, trabalhador, evitando evitando assim, assim, ouou

minimizando minimizando osos agravos agravos àà saúde saúde,,

contribuindo contribuindo portanto portanto com com aumento aumento dada

Eficiência-Produtividade Eficiência-Produtividade nono trabalho trabalho”.”.

Ergonomia

Ergonomia

AA Ergonomia

Ergonomia abrange

abrange oo estudo

estudo destes

destes elementos

elementos interagidos

interagidos ::

H O M E M M Á Q U IN A A M B IE N
H O M
E M
M
Á Q
U IN A
A M B IE N TE
O
R G
A
N IZ A
Ç Ã O
T R AB A LH O

Fatores

Fatores que

que Influenciam

Influenciam nana Carga

Carga dede

Trabalho

Trabalho

SALÁRIO

DO TRABALHO

ORGANIZAÇÃO

TEMPO

  • ESPAÇO DE

Fatores que Influenciam na na Carga de de Trabalho Trabalho SALÁRIO DO TRABALHO ORGANIZAÇÃO TEMPO ESPAÇO
  • TRABALHO

TECNOLOGIA

FERRAMENTAS

  • MÁQUINAS

  • SEGURANÇA

Fatores que Influenciam na na Carga de de Trabalho Trabalho SALÁRIO DO TRABALHO ORGANIZAÇÃO TEMPO ESPAÇO
  • RELAÇÕES

Fatores que Influenciam na na Carga de de Trabalho Trabalho SALÁRIO DO TRABALHO ORGANIZAÇÃO TEMPO ESPAÇO
SEXO
SEXO
IDADE
IDADE
Fatores que Influenciam na na Carga de de Trabalho Trabalho SALÁRIO DO TRABALHO ORGANIZAÇÃO TEMPO ESPAÇO
Fatores que Influenciam na na Carga de de Trabalho Trabalho SALÁRIO DO TRABALHO ORGANIZAÇÃO TEMPO ESPAÇO

ATIVIDADES

TRABALHO

ESTADO

FÍSICO

  • REALIZADAS

ESTADO

INTELECTUAL

ESTADO

PSÍQUICO

  • CARGA DE

  • SAÚDE E

ACIDENTES

FORMAÇÃO

EXPERIÊNCIA

Fatores que Influenciam na na Carga de de Trabalho Trabalho SALÁRIO DO TRABALHO ORGANIZAÇÃO TEMPO ESPAÇO

AMBIÊNCIA: TÉRMICA, TÓXICA, VIBRATÓRIA

CARGA DEDE TRABALHO

CARGA

TRABALHO

“ Medida quantitativa ou qualitativa do nível de atividade mental, sensitivo- motora, fisiológica, etc. ,no homem, necessária à realização de um dado trabalho. “

- Não depende apenas da quantidade de trabalho, mas é o reflexo de vários fatores , sempre influenciadas pelas características individuais de cada trabalhador -

FATORES DO TRABALHO

CARACTERÍSTICAS

INDIIVIDUAIS

IDADE

SEXO

ALTURA

PESO

HABILIDADES

ATIVIDADE

FORMA E MEIO DE TRANSPORTE PARA O TRABALHO

PARTICIPAÇÃO EM ATIVIDADES ESPORTIVAS

(TIPO E FREQÜÊNCIA)

CARGO, DESCRIÇÃO DAS TAREFAS, TEMPO DE CARGO

HORAS TRABALHADAS

POSTURAS - DURAÇÃO EM CADA POSIÇÃO: SENTADO, CAMINHANDO, INCLINADO

AÇÕES - FREQÜÊNCIA

FATORES DO TRABALHO CARACTERÍSTICAS INDIIVIDUAIS IDADE SEXO ALTURA PESO HABILIDADES ATIVIDADE FORMA E MEIO DE TRANSPORTE
FATORES DO TRABALHO CARACTERÍSTICAS INDIIVIDUAIS IDADE SEXO ALTURA PESO HABILIDADES ATIVIDADE FORMA E MEIO DE TRANSPORTE

ATIVIDADE DE LAZER

PARTES CORPORAIS DE INCIDÊNCIA DE DOR OU DESCONFORTO

LOCAL OU LOCAIS DE DORES OCASIONAIS

FATORES DO TRABALHO CARACTERÍSTICAS INDIIVIDUAIS IDADE SEXO ALTURA PESO HABILIDADES ATIVIDADE FORMA E MEIO DE TRANSPORTE

OUTRAS INFORMAÇÕES DE SAÚDE

DOENÇAS E ENFERMIDADES GRAVES

HISTÓRICO RELATIVOS A DORES LOMBARES

DORES NAS COSTAS - ATUAIS E PRÉVIAS

IDADE EM QUE OCORREU A PRIMEIRA VEZ, NÚMERO DE EPISÓDIOS

INVENTÁRIO DE DOENÇAS DE ORDEM MUSCÚLO-ESQUELETAL EM RELAÇÃO AS DEMAIS

PETROBRÁS PETROLEO BRASILEIRO S.A
PETROBRÁS
PETROLEO
BRASILEIRO
S.A

FRATURAS RECENTES

VARIÁVEIS CONTEMPLADAS EM UM QUESTIONÁRIO PARA AVALIAÇÃO ERGONÔMICA

FORMAS E PADRÕES DE TRABALHO

ESFORÇOS E SEUS EFEITOS CONDIÇÕES FÍSICAS DO TRABALHADOR DETALHES A SEREM PERCEBIDOS IDADE TIPO DE ATITUDE
ESFORÇOS E
SEUS EFEITOS
CONDIÇÕES FÍSICAS DO
TRABALHADOR
DETALHES A SEREM
PERCEBIDOS
IDADE
TIPO DE ATITUDE
FERRAMENTAS
UTILIZADAS
POSTURAS
ASSUMIDAS
E SUAS
REGRAS
PADRÕES
ANTROPOMÉTRICOS
ASPECTOS ESPACIAIS
DIMENSÃO E ARRANJO
DAS ESTAÇÕES DE TRABALHO
PRECISÃO
PONTOS FIXOS DA
ESTAÇÃO DE TRABALHO
ASPECTOS AMBIENTAIS
ILUMINAÇÃO
ASPECTOS TEMPORAIS
ACESSOS
DURAÇÃO
FREQÜÊNCIA E
RITMO
CONGESTIONAMENTO
CONDIÇÕES
PARA
O TRABALHO
OUTROS
DESGASTE DE FERRAMENTAS
E ETC ...
PETROBRÁS
PETROLEO
BRASILEIRO
S.A

CONDIÇÕES INTERNAS DO INDIVÍDUO PARA

EXECUTAR O TRABALHO

FOCO DA

ANÁLISE

ERGONÔMICA

DO TRABALHO

FORMAS E PADRÕES DE TRABALHO ESFORÇOS E SEUS EFEITOS CONDIÇÕES FÍSICAS DO TRABALHADOR DETALHES A SEREM

(A .E.T.)

10 Tipos de Solução Ergonômica

Preparação para o trabalho - ginástica laboral compensatória Orientação ao trabalhador para atittudes corretas Seleção Mínima Pausas de Recuperação Eliminação de movimento/postura críticos Pequenas melhorias Projeto ergonômico Revezamento Melhoria do Método Melhoria da Organização do Sistema de Trabalho

5 PRÉ-REQUISITOS PARA A BOA

SOLUÇÃO ERGONÔMICA

Biomecânico

Epidemiológico

Fisiológico

Psicofísico

Produtividade

TRABALHO

TRABALHO FISICAMENTE

FISICAMENTE

PESADO

PESADO

A tolerância do Homem a uma > ou < carga

de trabalho físico é uma interação entre:

dispêndio

energético

da tarefa

capacidade

X

aeróbica do

trabalhador

Carga

Carga dede trabalho

trabalho Físico

Físico

(Classificação dede Chrisfensen)

(Classificação

Chrisfensen)

Muito leve ou leve

-------- usa 25% C.A.

Moderadamente pesada-----usa 25 a 37,5% C.A.

Pesada ------------------------ usa37,5 a 50% C.A.

Pesadíssima ------------------ usa 50 a 62,5% C.A.

Extremamente Pesada------- usa > 62.5% C.A.

obs: -

trabalho intelectual é leve;

  • - trabalho tenso, ansioso, receoso devemos acrescer 50% de dispêndio energpetico ( > tônus muscular > consumo).

Posturas

Posturas

EmEm

Posturas Em Em Pé Pé Movimento Estático Movimento Estático & & Ergonomia Agachado Sentado Movimento Dinâmico

Movimento Estático

Movimento

Estático

Posturas Em Em Pé Pé Movimento Estático Movimento Estático & & Ergonomia Agachado Sentado Movimento Dinâmico

&&

Ergonomia

Ergonomia

Agachado

Agachado

Posturas Em Em Pé Pé Movimento Estático Movimento Estático & & Ergonomia Agachado Sentado Movimento Dinâmico

Sentado

Sentado

Posturas Em Em Pé Pé Movimento Estático Movimento Estático & & Ergonomia Agachado Sentado Movimento Dinâmico

Movimento Dinâmico

Movimento

Dinâmico

Posturas Em Em Pé Pé Movimento Estático Movimento Estático & & Ergonomia Agachado Sentado Movimento Dinâmico

Origem

Origem dada Fadiga

Fadiga Muscular

Muscular

Origem da da Fadiga Muscular  Altura Inadequada de Bancadas  Postura Inadequada  Uso inadequado

Altura Inadequada de Bancadas

Postura Inadequada

Uso inadequado de Membro Superior

Posição Inadequada de Instrumentos

Sustentação, Manuseio, Levantamento

e Movimentação de Cargas

Contr. Isométrica contra pequena resis

tência,mas mantida por muito tempo

Condições Anti-Ergonômicas

Altura Inadequada de Bancada

Condições Anti-Ergonômicas  Altura Inadequada de Bancada Cadeira e Assento Inadequados Ferramentas Braços sem Apoio Esforços

Cadeira e Assento Inadequados

Ferramentas

Braços sem Apoio

Esforços Estáticos

Carregamento de Cargas - Postura,

Peso , Frequência, Tipo de Pega, etc

Ergonomia -- Alavancas

Ergonomia

Alavancas

- - Alavancas Ergonomia

Ergonomia -- Computador

Ergonomia

Computador

- - Computador Ergonomia

ALMOXARIFADOS

ALMOXARIFADOS EE

ÁREA

ÁREA DEDE ESTOCAGEM

ESTOCAGEM

No chão = bobinas que rolem (ou roletes);

1º nível ( baixo - 50 cm) = peças pequenas

peças < 10 kg

2º nível ( Intermediário-50 a 150 cm)= peças

10 a 23 kg

3º nível (superior - acima 150 cm)=

peças com menos de 12 kg; na prática estas cargas

somente podem ser movimentadas através de

escadas

ALMOXARIFADOS

ALMOXARIFADOS EE

ÁREA

ÁREA DEDE ESTOCAGEM

ESTOCAGEM

•Estantes com abertura dos dois lados;

•Estantes encostadas na parede, as peças pesad

devem ser posicionadas ao fundo se for possível arras

para próximo do corpo;

•Sinalizar c/Etiquetas o peso de cada níve

•Pallets (raso / chão e 50 cm chão- 12 a 23 kg)

ÂNGULOS

ÂNGULOS

DEDE

CONFORTO

CONFORTO

Pescoço

Pescoço

--32º 32º aa 44º 44º

Braço

Braço c/

c/ Horiz.

Horiz.

-- 75º

75º

Antebraço

Antebraço c/

c/ Horiz.

Horiz. -- 75º

75º

Tronco

Tronco ee coxa

coxa

Coxa

Coxa ee perna

perna

Antebraço/Braço

Antebraço/Braço

--100

100 aa 110º

110º

-- 9090 aa 100º

100º

-- 9090 aa 110º

110º