You are on page 1of 1

Filosofia

 –  10º  Ano                                                                                                                              A  religião,  a  razão  e  a  fé:  argumentos  a  favor  da  existência  de  Deus  
   
 
ARGUMENTOS  A  FAVOR  DA  EXISTÊNCIA  DE  DEUS  

“Desde   a   antiguidade   que   as   pessoas   dadas   à   reflexão   procuram   justificar   as   suas  


crenças  religiosas.  Talvez  a  crença  mais  fundamental  que  se  procurou  justificar  seja  a  crença  
de   que   Deus   existe.   Em   geral,   a   tentativa   de   justificar   a   crença   na   existência   de   Deus  
começou  quer  por  factos  acessíveis  tanto  a  crentes  quanto  a  descrentes,  que  por  factos  que  
normalmente  só  são  acessíveis  aos  crentes,  como  a  experiência  direta  a  Deus.  (...)  Teólogos  e  
filósofos   desenvolveram   argumentos   a   favor   da   existência   de   Deus,   argumentos   que,  
segundo  eles,  provam  que  Deus  existe,  sem  margem  de  duvida  razoável.    
É   comum   dividirmos   os   argumentos   a   favor   da   existência   de   Deus   em   argumentos   a  
posteriori  e  argumentos  a  priori.  Um  argumento  a  posteriori  depende  de  um  princípio  ou  
premissa  que  só  se  pode  conhecer  através  da  nossa  experiência  do  mundo.  Um  argumento  a  
priori,   por   outro   lado,   assenta   supostamente   em   princípios   que   se   podem   conhecer  
independentemente   da   nossa   experiência   do   mundo,   refletindo-­‐se     apenas   neles   e  
compreendendo-­‐os.   Dos   três   principais   argumentos   a   favor   da   existência   de   Deus   –   o  
argumento  cosmológico,  o  argumento  do  desígnio  e  o  argumento  ontológico  –  apenas  o  
último   é   completamente   a   priori.     No   argumento   cosmológico   começa-­‐se   com   factos   simples  
acerca  do  mundo,  como  no  facto  de  nele  haver  coisas    cuja  existência  é  causada    por  outras  
coisas.   No   argumento   do   desígnio   o   ponto   de   partida   é   um   facto   um   pouco   mais   complicado  
acerca   do   mundo,   o   facto   de   exibir   ordem   e   teleologia.   No   argumento   ontológico,   contudo,  
começa-­‐se  simplesmente    com  um  conceito  de  Deus.            
William  L.  Rowe,  (2011),  Introdução  à  Filosofia  da  Religião,  pp.39-­‐40.  

ARGUMENTO   ARGUMENTO   ARGUMENTO    


ONTOLÓGICO   COSMOLÓGICO   DO  DESÍGNIO  
    A  PRIORI       A  POSTERIORI  

Baseado  na  ideia  de  que  a   Baseado   na   ideia   de   que   Baseado   na   ordem   do   mundo   e  
existência   de   Deus   se   tem   de   haver   uma   só   causa   na   adequação   das   coisas   a  
segue   da   sua   definição.   para   a   totalidade   do   determinados  fins  (teleológicos)  
(conceito  de  ser  divino).   universo   (baseiam-­‐se   na   –  semelhança  do  universo  a  uma  
contingência  do  mundo)   uma  máquina  (engrenagem).  

Professora    Joana  Inês  Pontes