You are on page 1of 5

  2010/2011

 
  Química  
  12º  Ano  
 

RELATÓRIO  DAS  ACTIVIDADES  LABORATORIAIS  


 

NOME  DA  ACTIVIDADE  LABORATORIAL  


1.2.  –  Um  Ciclo  de  cobre  
Será  Possível  reciclar  uma  substância  usando  processos  químicos  com  rendimento  de  100%?  
 
OBJECTIVOS  
Entender   a   possibilidade   de   reciclar   uma   metal   pro   processos   químicos   com   rendimento   de   100%,  
concluindo  acerca  da  eficácia  do  processo.  
 
INTRODUÇÃO  TEÓRICA  
  Face   à   questão   problema   colocada   propõe-­‐se   a   realização   das   reacções   que   constituem   o   ciclo   de  
cobre.   Este   ciclo   inicia   com   o   cobre   no   estado   elementar   e   por   várias   reacções   de   pretende-­‐se   separar   os  
diversos  constituintes  do  cobre  voltando  a  obter  cobre  no  final  de  todo  o  processo.  
  Ao   longo   de   todo   este   trabalho   experimental   é   fundamental   reconhecer   as   alterações   reaccionais  
em  todas  as  etapas  do  Ciclo  de  Cobre  para  confirmar  a  existência  ou  
não  de  reacção  química  que  permite  concluir  acerca  da  existência  de  
certos   elementos   ligados   ao   cobre   e   que   reagem   na   presença   de   Cu  
certas   substâncias.   As   reacções   químicas   podem   ser   facilmente  
identificadas   quando   ocorre   mudança   da   cor,   variação   da  
temperatura,   libertação   de   gás,   formação   de   um   precipitado,   CuSO₄   Cu(NO₃)₂  

formação  de  chama  ou  carbonização  de  uma  substância.  


  Durante   esta   actividade   laboratorial   é   importantíssima   a  
identificação   das   espécies   químicas   envolvidas   em   cada   uma   das  
etapas  de  modo  a  concluir  acerca  do  estado  da  amostra  antes  e  depois  
de  um  determinado  processo  ou  etapa  do  Ciclo  de  Cobre.   CuO   C   Cu(HO)₂  

  A   etapa   A   corresponde   à   formação   de   uma   composto,   por  


exemplo,   uma   indústria   que   recorre   ao   cobre   para   produzir   um  
composto.   Este   composto   quando   deixa   de   ser   útil   poderá   se   reciclado,   sendo   assim   as   etapas   B,   C,   D   e   E  
corresponde   ao   processo   de   reciclagem   do   cobre   de   modo   a   que   se   posso   reutilizar   esse   metal.   No   caso  
apresentado  corresponde  à  recuperação  do  Cobre  (Cu)  que  se  encontra  no  Nitrato  de  Cobre  (Cu(NO₃)₂).  O  
objectivo  será  não  só  averiguar  os  processos  necessário  para  a  reciclagem  mas  também  concluir  acerca  do  
rendimento   da   reacção.   Será   portanto   importante   comparar   a   massa   de   cobre   esperada   no   fim   do   processo  
com  a  que  se  obterá  realmente,  bem  como  a  ponderação  dos  custos  energéticos  e  de  recursos  necessários  à  
reciclagem  deste  composto.  
  A  actividade  laboratorial  pressupõe  a  utilização  de  reagentes  que  requerem  cuidados  de  segurança  
bastantes   importantes,   daí   ser   de   máxima   importância   a   leitura   e   análise   das   simbologias/informação   de  
perigo  dos  rótulos  dos  reagentes.  Como  o  cuidado  com  o  meio  ambiente  é  cada  vez  mais  considerado  um  
problema   de   carácter   mundial   e   pessoal,   é   necessário   minimizar   a   utilização   de   reagentes   potencialmente  
perigosos   para   o   meio   ambiente,   deste   modo   a   realização   a   actividade   laboratorial   será   em   microescala,  
minimizando  assim  os  custos  e  a  utilização  dos  reagentes.  
   
 
 
 
 
 

1     Henrique  Fernandes  
 
  2010/2011  
  Química  
  12º  Ano  
 
MATERIAL  
Balão  Volumétrico  (100mL)  
Gobelé  (250mL)  
Erlenmeyer  com  rolha  (250mL)  
Pipetas  de  Beral  
Pipetas  conta-­‐gotas  
Pipetas  de  5mL  
Placa  de  Aquecimento  
Tubos  de  Ensaio  
Suporte  de  Tubos  de  Ensaio  
Vareta  de  Vidro  
Vidro  de  Relógio  
 
REAGENTES  
Água  desionizada  
Álcool  etílico  
 
 
 
Ácido  Clorídrico  (HCl)  
[HCl]=3M  
 
 
Ácido  Nítrico  (HNO₃)  
[HNO₃]=70%(m/m)  ou  15M  
 
 
Ácido  Sulfúrico  (H₂SO₄)  
[H₂SO₄]=6M  
 
 
Nitrato  de  Cobre  (Cu(NO₃)₂)  
[Cu(NO₃)₂]=1M  
 
 
Hidróxido  de  Sódio  (NaHO)  
[NaHO]=2M  
 
 
 
Fio  de  Cobre  
Zinco  Metálico  pulverizado  
 
 
 
 
 
 
 
 

2     Henrique  Fernandes  
 
  2010/2011  
  Química  
  12º  Ano  
 
PROCEDIMENTO  COM  ESQUEMA  DE  MONTAGEM  
1. Preparar  cerca  de  0,3g  de  Cobre,  recorrendo  à  imersão  numa  solução  de  ácido  clorídrico,  lavagem  
com  álcool  e  secagem  com  um  papel  
2. Registar  a  massa  de  Cobre.  
3. Colocar  o  fio  de  cobre  no  fundo  de  um  Erlenmeyer  de  250mL.  
4. Adicionar   na   “hotte”   4,0mL   de   HNO₃   concentrado   e   tapar   o   Erlenmeyer.   Agitar   até   à   dissolução  
completa   do   fio   de   cobre.   Transferir   a   solução   para   um   balão   volumétrico   de   100mL   proceder   a  
várias  lavagens  do  Erlenmeyer  com  água  e  perfazer  o  volume  do  balão  volumétrico  com  água.  (A)  
𝐶𝑢 𝑠   + 2𝐻𝑁𝑂! 𝑎𝑞 → 𝐶𝑢 𝑁𝑂! ! 𝑎𝑞 +   𝐻! 𝑂(𝑙)      
5. Tomar  com  uma  pipeta  5mL  da  solução  de  Cu(NO₃)₂  (aq)  para  um  tubo  de  ensaio  e  adicionar  gota  a  
gota  uma  solução  de  NaHO  recorrendo  a  uma  pipeta  de  Beral.  Adicionar  NaHO  e  agitar  até  não  se  
verificar  mais  formação  de  precipitado  Cu(HO)₂.  (B)  
𝐶𝑢 𝑁𝑂! ! 𝑎𝑞 + 2𝑁𝑎𝐻𝑂 𝑎𝑞 ⟶ 𝐶𝑢 𝐻𝑂 ! 𝑠 + 2𝑁𝑎𝑁𝑂! 𝑎𝑞    
6. Aquecer   em   banho-­‐maria   até   à   ebulição   a   solução   contida   no   tubo   de   ensaio,   agitando   para  
uniformizar  o  aquecimento.  
a. Quando  a  reacção  estiver  completa,  retirar  do  aquecimento  e  arrefecer  o  tubo  de  ensaio  em  
água  corrente.  
b. Deixar  repousar  o  sólido  e  retirar  o  líquido  sobrenadante  com  o  auxílio  de  uma  pipeta  ou  por  
decantação.    
c. Proceder  à  lavagem  do  sólido  com  3  a  4  mL  de  água  desiozinada,  agitar  e  decantar  mais  uma  
vez.  (C)  
𝐶𝑢 𝐻𝑂 ! 𝑠   ⟶ 𝐶𝑢𝑂 𝑠 + 𝐻! 𝑂(𝑙)    
7. Adicionar  ao  CuO  (s),  gota  a  gota,  a  solução  de  H₂SO₄  recorrendo  a  uma  pipeta  de  Beral  até  dissolver  
o  CuO.  (D)  
𝐶𝑢𝑂 𝑠 +   𝐻! 𝑆𝑂! 𝑎𝑞 ⟶ 𝐶𝑢𝑆𝑂! 𝑎𝑞 +   𝐻! 𝑂(𝑙)    
8. Transferir  a  solução  de  CuSO₄  (aq)  para  um  tubo  de  ensaio  e  adicionar  de  uma  vez  só  Zn  em  pó  de  
modo   a   que   o   líquido   sobrenadante   fica   incolor.   Se   for   adicionar   Zn   que   não   reagiu   adicionar,   gota   a  
gota,  uma  solução  de  HCl.  (E)  
𝐶𝑢𝑆𝑂! 𝑎𝑞 + 𝑍𝑛 𝑠 ⟶ 𝐶𝑢 𝑠 + 𝑍𝑛𝑆𝑂! (𝑎𝑞)    
9. Quando  não  se  verificar  a  libertação  de  gás,  decantar  a  mistura.    
10. Lavar  o  sólido  com  cerca  de  3  a  4  mL  de  água  desionizada  e  decantar  novamente.  
11. Repetir  o  passo  10.  duas  a  três  vezes.  
12. Com  a  ajuda  da  vareta  de  vidro  com  polícia  transferir  o  sólido  para  um  vidro  de  relógio.  
a. Colocar  o  vidro  de  relógio  na  estufa  e  controlar  a  temperatura.  
13. Medir  a  passa  do  sólido.  
14. Durante  todas  as  etapas  dever-­‐se-­‐ão  registar  todos  os  acontecimento.  
 
RESULTADOS  EXPERIMENTAIS  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

3     Henrique  Fernandes  
 
  2010/2011  
  Química  
  12º  Ano  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
CÁLCULOS  E  TRATAMENTO  DE  RESULTADOS  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

4     Henrique  Fernandes  
 
  2010/2011  
  Química  
  12º  Ano  
 
 
CONCLUSÃO  E  AVALIAÇÃO  CRÍTICA  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
BIBLIOGRAFIA  
SIMÕES,   Teresa;   QUEIRÓS,   Maria;   SIMÕES,   Maria,   Química   em   Contexto,   1.   Metais   e   Ligas   Metálicas,   1ª  
edição,  Porto  Editora,  Porto,  2010  
MACIEL,  Noémia;  MIRANDA,  Ana,  Eu  e  o  Planeta  Azul,  3ºciclo,  1ª  edição,  Porto  Editora,  Porto,  2006  
 

5     Henrique  Fernandes