You are on page 1of 25

COMO

GERENCIAR E
ESTRUTURAR
PROJETOS
Encontro
de Capacitação
do PEM/PDM
Julho/2007
Conceitos

OBJETIVO é algo geral e desafiador

ESTRATÉGIA é a forma pela qual o


objetivo será atingido

AÇÃO é o detalhamento da estratégia

META é um alvo que pode ser medido para


alcançar o objetivo
Conceitos

ATIVIDADE consome tempo, pessoas,


materiais e faz parte de um projeto

PROGRAMA é o conjunto de projetos que


cumprem os objetivos

ADMINISTRAÇÃO DO PROJETO é o
esforço no sentido de melhor alocar os
recursos para atingir as metas
estabelecidas
FASES DE UM PROJETO

CARACTERIZAÇÃO

• Identificação do problema-alvo

• Análise do ambiente do projeto

• Definição de objetivos específicos, desafios


e metas

• Definição dos critérios e parâmetros de


avaliação
FASES DE UM PROJETO

• Negociação e combinação dos recursos


necessários

• Identificação dos envolvidos


(ED/Ministérios/Etc...)

• Programação e alocação dos recursos

• Análise dos recursos necessários:


financeiros e outros
FASES DE UM PROJETO

EXECUÇÃO

• Utilização dos recursos disponíveis de


acordo com o programado
• Supervisão das equipes de trabalho
• Criação de um canal de comunicação
• Acompanhamento e controle das
atividades
• Avaliação constante dos resultados
GERENCIAMENTO DE PROJETOS

O PAPEL DO PASTOR/A COMO:

LIDER DO PROJETO

• Concentrar os esforços nos resultados


esperados

• Ser flexível e busca de ajuda ( oração,


pastor(a), etc...)

• Conseguir apoio constante


GERENCIAMENTO DE PROJETOS

LIDER DO PROJETO

• Manter contato direto com os envolvidos

• Manter a situação realista, não pendendo


para otimismo ou pessimismo

• Incentivar debates mantendo coerência


nas atitudes e decisões
GERENCIAMENTO DE PROJETOS

LIDER DO PROJETO

• Resolver os conflitos

• Verificar a análise de conteúdo,


recursos e pessoas

• Minimizar as dificuldades e buscar


soluções alternativas

• Controlar e avaliar constantemente o


projeto
GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Características de sucesso de um projeto

• Cumprimento dos prazos preestabelecidos

• Enquadramento aos custos preestabelecidos

• Satisfação das pessoas envolvidas

• Cumprimento das metas preestabelecidas

• Busca de soluções alternativas diante de


dificuldades
GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Estabelecendo um projeto

• Indicar os responsáveis e as áreas da


igreja

• Estabelecer o comitê do projeto

• Apresentar/desenvolver os objetivos
específicos e as metas

• Indicar os recursos necessários e as suas


principais fontes
GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Estabelecendo um projeto

• Indicar o produto final esperado


• Verificar as interligações entre as áreas da
igreja
• Estabelecer as atividades a serem
realizadas
• Estabelecer reuniões periódicas de
acompanhamento
• Estabelecer canal de comunicação
CLAM e GT-PEM Local
Releitura dos projetos
Nunca estabelecer objetivos que sejam
conflitantes com a missão/visão.
Focar uma área ou
projeto específico
quando definir um
objetivo.
Verificar se o
objetivo atende a
alguma necessidade
prática da igreja local.
Estratégias
Concretizar os objetivos
Como fazer para atingir os objetivos?
Nunca estabelecer estratégias que
sejam conflitantes com os objetivos
Cada ministério, grupo societário, escola
dominical, Amas precisam se identificar com
os projetos e objetivos para compartilhar
idéias, experiências e sonhos
conjuntamente
Ações
Concretizar as estratégias
Ações simples, ousadas e criativas, mas
viáveis em seu conteúdo, recursos e
magnitude
Plano de Ação
Responsável?
Onde?
Quando?
Quanto vai custar?
Calendário
Última parte de um PEM-PDM local
Diferença do antigo modelo
Menos atividades, mais foco e maior
interação entre os ministérios, grupos
societários, Escola Dominical e Amas
Reservar momentos no calendário para
eventos distritais e regionais
Um padrão para as ações
Ponto 1: Contribuir na missão
da igreja
Ponto 2: Atingir os objetivos
do planejamento
Ponto 3: Atender as necessidades
das pessoas
Ponto 4: Sair da mesmice
Ponto 5: Inovação
Ponto 6: Vai glorificar a Deus?
Estabelecer prioridades
Comparem os objetivos com as áreas
consideradas prioritárias

Orçamento
Definir as prioridades de investimentos
Estudar formas de levantar recursos
alternativos
Avaliação
Fim reparador, não-punitivo
Aspectos motivacionais
Acompanhar o desempenho dos
projetos
Corrigir problemas,
evitando reincidência
Aproximar resultados
esperados
Avaliar estratégias
Perceber maximização
de recursos
Atividades
Coordenadores devem envolver toda
a comunidade
Processo participativo e envolvente

GT-PEM/PDM Local
Apoiador da CLAM
Participação em reuniões dos Ministérios,
ED, Grupos Societários, AMAS
Fazer cumprir o PEM
Resumo: 10 passos
Considerar a missão da igreja
Focar uma área específica da
delimitação dos objetivos
Verificar necessidade prática da igreja
Que estratégias podem atingir o
objetivo
Que ações podem concretizar as
estratégias
Resumo: 10 passos
Consolidar calendário e orçamento
Envolver a igreja nos projetos
Avaliar constantemente os resultados
Lembrar que o processo é dinâmico
Caso necessário, reprogramar as
metas, conforme os resultados
GERENCIAMENTO DE PROJETOS
Exercício:

• O quê queremos
• O quê vamos fazer
• Como vamos fazer
• Metas a serem alcançadas
(qualitativa/quantitativa)
• Áreas responsáveis
• Quando vamos fazer
• Quanto vai custar/recursos necessários
GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Exercício:

• Quem: esse projeto depende de qual


ministério/ED/etc...
• O que: quais são as atividades
• Porquê: Porque esse projeto é necessário
• Onde: Aonde esse projeto será aplicado
• Quando: Início/duração
• Recursos: humanos, financeiros, outros
GERENCIAMENTO DE PROJETOS

Exercício:

Projeto Quem O que Porque Onde Quando Recursos