You are on page 1of 3

PORTARIA Nº 2660 /2017, de 20/09/2017 – DOE n°20.623, de 25/09/2017.

Estabelece critérios à concessão de afastamento remunerado para frequentar curso de pós-graduação


ao servidor do Quadro do Magistério Público Estadual, lotado na Secretaria de Estado da
Educação/SED, nos níveis de Mestrado e Doutorado, conforme disposto no Art. 18, da Lei
Complementar n° 6.745, de 28 de dezembro de 1985, e previsto no Decreto nº 1.863, de 25 de novembro
de 2013.

O SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições, delegadas no Art. 5°,


itens I e III, do Decreto nº 1.158, de 18 de março de 2008, para concessão de afastamento remunerado
para frequentar curso de pós-graduação ao servidor do Quadro do Magistério Público Estadual,

RESOLVE:

Art. 1º Ao membro do Magistério Público Estadual poderá ser concedido afastamento remunerado do
exercício do cargo para frequentar curso de pós-graduação, com prévia autorização do Secretário de
Estado da Educação, para cursos realizados no país e do Chefe do Poder Executivo, para casos de cursos
realizados no Exterior, observados os critérios estabelecidos nesta Portaria.

Art. 2º Esta Portaria se destina à concessão do afastamento remunerado para frequentar curso de pós-
graduação, conforme regulamentado no Decreto n° 1.863/2013, aos servidores pertencentes ao Quadro
do Magistério Público Estadual, lotados no âmbito da Secretaria de Estado da Educação/SED (Órgão
Central, Conselho Estadual de Educação e Escolas).
Parágrafo Único: Excetuam-se dos critérios aqui estabelecidos, os servidores do Quadro do Magistério
lotados em órgãos alheios à Secretaria de Estado da Educação/SED.

Art. 3º Não será concedido afastamento ao servidor que possuir impeditivos legais ao usufruto do
direito, conforme previsto no Decreto n° 1.863/2013.

Art. 4º O afastamento será concedido na carga horária do cargo efetivo, não sendo consideradas
alterações temporárias, que são rescindidas previamente à data da concessão do afastamento.

Art. 5º A concessão de afastamento se destina, exclusivamente, para participação em cursos na área da


Educação ou nas disciplinas da Educação Básica e da Educação Profissional, que compõem a Matriz
Curricular da Rede Estadual de Ensino de Santa Catarina.

Art. 6º O quantitativo de vagas e cargos para concessão de afastamento será divulgado em Quadro de
Vagas específico.

§ 1º O Quadro de Vagas será publicado, semestralmente, na home page da SED, www.sed.sc.gov.br e no


Diário Oficial do Estado de Santa Catarina, prevendo, no máximo, a concessão de 25 (vinte e cinco)
afastamentos por semestre.

§ 2º O Quadro de Vagas será divulgado no mês de outubro e no mês de maio de cada ano.

§ 3º O Quadro de Vagas divulgado no mês de outubro ordenará as concessões para afastamento no 1°


semestre do ano seguinte e, o Quadro de Vagas publicado no mês de maio disporá sobre as concessões
de afastamento para o 2° semestre do mesmo ano da publicação.
§ 4º As vagas não ocupadas em um semestre não serão acumuladas no quantitativo de vagas oferecidas
no semestre seguinte, retornando ao limite máximo de até 25 (vinte e cinco) vagas por Quadro de Vaga.

§ 5º É reservado à Secretaria de Estado da Educação o direito de não abrir Quadro de Vagas, quando a
concessão de afastamento não for compatível com os interesses da Administração Pública.

Art. 7º A concessão dos afastamentos, de acordo com o Quadro de Vagas, obedecerá a ordem de
autuação dos Processos de Solicitação de Afastamento para Pós-Graduação no Sistema Geral de
Protocolo Eletrônico do Estado de Santa Catarina/SGPe, observada a data limite prevista no Art. 8º e/ou
o esgotamento das vagas.

Art. 8º O período para autuação do Processo de Solicitação para pleitear a concessão de afastamento será
do 1° dia útil do mês de fevereiro ao último dia útil do mês de março, e do 1° dia útil do mês de julho ao
último dia útil do mês agosto, para os que iniciarão o afastamento no 1° e no 2° semestre,
respectivamente.

Art. 9° A data de autuação do Processo de Solicitação de Afastamento para Pós-Graduação no Sistema


SGPe deverá ser, obrigatoriamente, posterior à data de divulgação do Quadro de Vagas vigente no
Diário Oficial do Estado.

Art. 10 O Processo de Solicitação de Afastamento para Pós-Graduação deverá, obrigatoriamente, conter:


a) Requerimento em formulário próprio – MLR 107;
b) Projeto inicial do trabalho de dissertação ou tese, que foi aceito no processo seletivo da universidade;
c) Comprovante de matrícula do candidato, expedido pela instituição executora do curso;
d) Programa e horário de funcionamento do curso, expedidos pela instituição executora do curso;
e) Cópia da autorização e/ou reconhecimento do curso, emitidos pela instituição competente, exceto se
for realizado no exterior.

§ 1º A data do comprovante de matrícula do servidor na universidade, expedido pela instituição


executora do curso, deverá ser, obrigatoriamente, anterior à data do protocolo no SGPe do Processo de
Solicitação de Afastamento para Pós-Graduação.

§ 2º No comprovante de matrícula na universidade deverá constar, obrigatoriamente, que o curso é na


área da Educação ou nas disciplinas da Educação Básica e da Educação Profissional, que compõem a
Matriz Curricular da Rede Estadual de Ensino de Santa Catarina.

Art. 11 Não será concedida vaga a Processo que, por incompletude de documentação ou
descumprimento a esta Portaria e ao Decreto 1.863/2013, já possuam, em sua tramitação no Sistema
SGPe, anterior despacho como indeferido.

Art. 12 Sempre que alcançada a totalidade de concessões de afastamento prevista para um semestre, a
SED divulgará, em sua home page, o nome dos servidores e número do protocolo dos respectivos
processos deferidos.

Art. 13 À Diretoria de Gestão de Pessoas compete a análise dos processos de solicitação, o controle de
ordenamento das autuações no Sistema SGPe e a publicação da portaria de afastamento.

Art. 14 Os processos indeferidos serão devolvidos à origem para arquivo.


Art. 15 Compete ao Secretário de Estado da Educação dirimir as dúvidas emergentes da aplicação desta
Portaria, assim como emitir pareceres decorrentes disto.

Art. 16 Revoga-se a Portaria N/2603, de 14/10/2016.

Art.17 Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

Eduardo Deschamps
Secretário de Estado da Educação