You are on page 1of 1

A reunião de análise crítica pela direção na ISO 9001

Esclarecendo as etapas e a importância da reunião de Análise Crítica


É durante esta reunião que a alta direção verifica a eficácia do Sistema de Gestão da Qualidade implementado e é neste
momento em que ações de melhoria contínua deverão ser propostas e executadas.
Na reunião, são discutidos os resultados da auditoria realizada para a certificação ou recertificação ISO 9001.
Detalhadamente, é revelada a quantidade de não-conformidades e as ações para corrigir esses erros. Da mesma forma, é
lido um feedback dos clientes, em que se mensura a satisfação do cliente e análise do negócio, por exemplo.

A alta direção analisa os indicadores de desempenho da qualidade do mesmo, de forma que os objetivos
propostos antes do processo sejam verificados. Assim é possível saber em quais pontos as mudanças apresentadas
não surtiram efeito ou atingiram resultados diferentes do esperado.
Ao mesmo tempo, é durante este estudo que é verificada a eficácia da implementação ISO 9001. A organização que
passou pelo processo terá assim as melhorias, detectadas pela alta direção e muitas vezes não perceptíveis, descritas em
um documento.
A reunião termina com um plano de melhorias necessárias para se atingir um grau maior de qualidade, já que a
perfeição não existe. Também são mencionados os recursos e investimentos necessários para a realização destes
aperfeiçoamentos.

Condução da reunião de Análise Crítica em detalhes


Segundo a norma ISO 9001, “A alta direção deve analisar criticamente o sistema de gestão da qualidade da
organização, a intervalos planejados, para assegurar sua contínua pertinência, adequação e eficácia…”.
Portanto, é importante saber conduzir a reunião de Análise Crítica, de forma a atingir os objetivos que foram
estabelecidos na norma e também para trazer benefícios estratégicos para a sua organização.
Para isso, vamos esclarecer alguns conceitos importantes:

1. O que é uma Análise Critica?


Analisar criticamente é verificar se os requisitos estabelecidos de um projeto foram alcançados e quais são as melhorias
que possam agregar valor.

2. Por que realizar Análise Critica?


Antes de responder a essa pergunta, vamos pensar na quantidade de dados que recebemos por dia de diversas fontes
diferentes.
Segundo um estudo da University of Southern California, todos os dias, a quantidade de informação que recebemos
equivale ao conteúdo de 174 jornais.
Agora vamos refletir… De todo esse bombardeio de conteúdo que recebemos todos os dias, quantos dados são
analisados por nós de forma consciente e objetiva? Quase nenhum.
Então é dentro dessa perspectiva que é importante agendar em intervalos planejados, reuniões para discussão de
informações importantes da organização que não são percebidos no dia a dia e para planejar os próximos passos a serem
seguidos.

3. Como fazer uma Análise Crítica?


Em primeiro lugar, é necessário pensar no TODO.
Não tem como analisar criticamente uma situação com dados parciais ou então quando se conhece apenas um lado da
situação ou também quando não se conhece o ambiente em que está inserido, seja ele econômico, político, social ou
ambiental. Afinal, avaliar impactos positivos e negativos de uma decisão faz parte de uma análise crítica bem realizada.
É importante também ter um foco e dados objetivos para a análise. Reuniões sem pautas definidas normalmente não
levam a nada e são um desperdício de tempo e dinheiro.

4. Quais são as pessoas que devem participar de uma Analise Crítica?


São aquelas que têm poder de decisão na empresa e que não possuem interesses específicos para defender.

5. Reunião de Análise Crítica do sistema de Gestão da Qualidade pela Alta Direção


Bom… agora acredito que ficou claro para todos o motivo pelo qual a norma ISO 9001 exige a realização dessa reunião
em intervalos programados.
Ora, se uma das premissas básicas da ISO 9001 é a melhoria contínua, a realização da análise crítica do sistema de
gestão da qualidade é um fator indispensável para essa meta.
Então gestor, aproveite a análise crítica do sistema de gestão da qualidade como um momento para agregar real valor
para a sua empresa e acompanhar o planejamento estratégico da sua empresa e realizar os ajustes necessários.