You are on page 1of 53

RM Globais

0800 709 8100


totvs.com

Todos os direitos reservados. Planejamento e controle orçamentário 1


Sumário VISÃO GERAL 4
Apresentação 4
ACTION 5
Mashup 8
Filtro 9
Grid de Dados 13
MENU SISTEMA 17
Selecionar Coligada 17
Logout/Login 17
Trocar Senha 17
Server 17
MENU CADASTROS 19
Coligadas 19
Filiais 19
Departamentos 19
Centro de Custos 19
Moedas e Índices 19
Cotações 20
Fórmulas 20
Estados 20
Países 21
Bancos e Agências 21
SEGURANÇA 25
Segurança 25
Código de Acesso 25
Perfil 25
Preferência de Anexos 29
Cadastro de RM Part 30
Servidores de Aplicação 30
Gerenciamento de Alias 30
Conexão a Banco de Dados Externos 31
PARÂMETROS 33
Gerais 33
Opções de Login 33
Envio de e-mails 34
Gerador de Relatórios 35
Integração LDAP 36
Consultas SQL 36
PREFERÊNCIAS DO USUÁRIO 39
UTILITÁRIOS 40
Fórmula visual 40
Categoria 40
Atividades 40
Exportação do Log de Uso 40
Importações/Exportações de dados Globais 40
Importação de CEPs 41
Importação de Objetos Gerenciais 41
Consultas SQL 41
Executar 43
Calculadora 43
Controle de Versão Exigida 44

2 RM Globais Todos os direitos reservados.


Agenda 44

Sumário Envio de Mensagem


Leitura de Mensagens recebidas
44
45
Mensagens Automáticas 45
Histórico de e-mails enviados 45
Gráfico 45
Cenário 47
Tarefas na MDI da Linha RM 50
MDI DA LINHA RM 50
TOTVS By You 51

Todos os direitos reservados. RM Globais 3


VISÃO GERAL
Apresentação
O Globais apresentará todos os menus que são comuns aos aplicativos da linha RM. Eles são itens de
extrema importância dentro dos sistemas e seu perfeito aprendizado facilitará significativamente a
utilização dos aplicativos.

4 RM Globais Todos os direitos reservados.


ACTION

Uma Action é designada como sendo a menor parte de serviço do produto. Ela envolve todo o processo
de controle de interação com usuário, processamentos, transferência de dados e tratamento dos dados.
Ela simplesmente pode se comunicar sozinha com o servidor de aplicação e conseqüentemente com o
banco de dados se tornando um item totalmente independente do produto e se tornando mais um item
de serviço ao usuário.

Nas aplicações Win32 todos os formulários são chamados de tela e o conjunto dessas telas forma um
sistema. Neste modelo, cada aplicativo é representado por um arquivo executável. Com a nova tecnologia
.net cada tela se torna uma Action, desde as mais simples como a tela de Preferências de Usuários(Opções\
Preferências de Usuário) até a tela de Cadastro de Cliente Fornecedor.

Conheça uma Action


As Actions são formadas basicamente por dois itens, a Grid de Dados onde são visualizados os dados da
Action e a Barra de Ferramentas.

Barra de Ferramentas

Todos os direitos reservados. RM Globais 5


A Barra de Ferramentas possui as seguintes opções:

- Incluir Registro - Editar registro

- Excluir Registro(s) - Atualizar

- Navegação entre os registros - Configurar Colunas

- Exportar Registros - Relatório Simplificado

- Anexos - Processos

- Filtro - Busca de Registros e Exibe a


quantidade de registros e a posição do
registro selecionado.

Busca de Registros
A busca de registros é uma ferramenta que deve ser utilizada para buscar registros em telas que possuem
inúmeros registros. Ao clicar na lupa será aberta a ferramenta de busca:

No primeiro campo deve-se escolher em qual campo do cadastro será efetuada a pesquisa. No segundo
campo deve-se inserir o valor a ser pesquisado. Para facilitar a pesquisa a medida que se for digitando será
executada a busca nos registros. Caso a busca não retorne nenhum registro será informado ao usuário
que não foram encontrados registros com os dados informados. Um recurso que a Busca permite utilizar
é o do %(percentual). Para buscar um valor que contém o conteúdo digitado.

Exemplo:
Vamos fazer a busca pela palavra TOTVS. No campo texto insira o valor %TVS. Com essa busca será
informado todos os registros que contem em qualquer parte da string as letras TVS.

Configurar Colunas
A opção de Configurar Colunas permite alterar as ordens das colunas exibidas na visão e ocultar ou exibir
as colunas selecionadas. Caso a opção de Preferências de Usuários esteja marcada para salvar ordenação
da visão, os dados serão exibidos sempre que for aberta a visão.

Exportar
O recurso de Exportar permite que sejam exportados para algumas opções de arquivos, os dados que são
exibidos na visão. Os tipos de arquivo são:

CSV – Abre pelo MS Excel


XLS – Abre pelo MS Excel
PDF – Abre pelo Adobe Acrobat Reader
RTF - Abre pelo MS Word
XPS – Abre pelo MS Internet Explorer
Publicar na Agenda – Permite que seja criado um compromisso na Agenda com os dados da visão do
cadastro.

6 RM Globais Todos os direitos reservados.


Relatório Simplificado
Exibe um relatório com os dados que estão visíveis na visão. Esse relatório pode ser impresso ou salvo em
arquivo do Gerador de Relatórios.

Aba Início
Além de Imprimir e fazer a Impressão Rápida, você pode salvar em arquivo.

Aba Visualização de Impressão


Pela aba Visualização de Impressão é possível controlar:

Escala
Você pode diminuir ou aumentar a visão para imprimir a fim de adequar o conteúdo em menos páginas.
Ajuste a escala de acordo com sua necessidade quanto à porcentagem do tamanho

Margens
Escolha a margem da página para impressão. Existem vários tamanhos para escolha. Se você quiser definir
a margem manualmente, basta passar o cursor sobre a margem da página e arrastá-la.

Orientação
Defina a orientação como paisagem ou retrato.

Tamanho
Escolha o tamanho da página para a impressão.

Procurar
Por aqui você pode localizar qualquer palavra que esteja na página de impressão.

Setas de navegação
Use as setas de navegação para avançar as páginas.

Ponteiro, ferramenta mão e lente de aumento


Alterne entre o ponteiro para usar o ponteiro normal do mouse para ajustar as margens, a mão para
arrastar as páginas e a lente de aumento para ajustar o zoom da visão.

Muitas páginas
Escolha qual a quantidade de páginas exibidas para visualização.

Zoom, Afastar Visualização e Aproximar Visualização


Use estes botões para ajustar o zoom com você preferir.

Cor da página e Marca D’água


Você pode escolher qual a cor de fundo da página que será impressa. Pode ainda inserir um texto como
marca d’água, realizando os ajustes de cores, fonte, alinhamento e transparência da letra na página. Se
você quiser colocar uma imagem como marca d’água, clique na aba “Marca d’Água de Imagem” e escolha
uma imagem. Você pode também definir alinhamento, disposição e transparência para a imagem.

Exportação e envio para E-mail


É possível exportar a visão para arquivos de imagem, documentos, planilhas, páginas Web e documento
portátil (PDF), ou ainda enviar para e-mail um destes formatos de arquivo.

Todos os direitos reservados. RM Globais 7


Anexos
Exibem os anexos do cadastro, os anexos criados pela Preferência de Anexos, Inserção de Gráfico Anexo
e Consulta SQL Anexa.

Processos
Serão exibidos caso a tela possua algum processo que possa ser executado pela visão. No
momento de edição sempre existirá um processo para poder utilizar o Mashup nos cadastros.

Mashup
O Mashup trata-se de uma ferramenta que utiliza uma conexão com a internet para inserir dados no
produto RM. Esse recurso está disponível em todas as telas de edição de qualquer aplicativo, no item
Processos.

Para usar o Mashup antes é necessário cadastrar os serviços que serão disponibilizados para ele. Esses
serviços são cadastrados através do Mashuop Studio e quem é responsável pelo seu cadastro é a própria
TOTVS. Os serviços são sites que possuem informações relevantes para serem inseridas no sistema. Sites
como o do Correio, Detran, Receita Federal que fornecem algum serviço e este serviço poderá ser usado
dentro do próprio RM.

Ao acessar o Mashup para o cadastro é exibida a tela de login, esse login deverá ser fornecido pela
TOTVS.

Entre com o Servidor, Usuário e senha fornecidos pela TOTVS. Efetuando o login os dois primeiros botões
serão habilitados para o funcionamento.

O primeiro botão faz a integração da tela com o Mashup, o segundo gerencia esta integração.

Clicando no primeiro botão de integração com o Mashup é exibida a tela para escolher o serviço que será
associado á tela.

8 RM Globais Todos os direitos reservados.


Entre com o serviço desejado no campo Pesquisa. Pode-se entrar com apenas uma parte do nome do
serviço que a busca será feita normalmente. Após buscar o serviço, selecione-o e clique em “Selecionar”
para utilizar o serviço escolhido. Após esse passo, os parâmetros estarão habilitados para serem informados
na busca do serviço utilizado no Mashup.

Com os parâmetros escolhidos clique no parâmetro desejado e arraste até o campo que será informado o
parâmetro, repita isso com todos os parâmetros desejados. Caso não deseje informar mais de um parâmetro,
clique sobre o nome do parâmetro e marque opção valor fixo. Em seguida escolha o item de resultados
no TOTVS Mashup, clique no campo que deseja e arraste para o campo onde deseja incluir um resultado.

Para executar o Mashup preencha os campos de parâmetros e clique em Processo\Mashup\nome do


Serviço que você criou.

Após a execução, os campos onde você escolheu os resultados serão preenchidos com os dados fornecidos
pelo serviço.

A TOTVS não se responsabiliza pelos dados fornecidos de cada serviço.

Filtro
Todas as telas de cadastros do produto RM são providas da funcionalidade de filtro. A tela de filtro permite
que se molde uma busca de um determinado conjunto de valores que permite ao usuário focalizar sua
área de abrangência. É muito importante o uso desse recurso para o desempenho do sistema.

A tela de Gerenciamento de Filtro, por padrão, é exibida no momento em que se abre a Action. Nessa tela
é possível: criar, excluir, editar, re-nomear e copiar filtros.

Todos os direitos reservados. RM Globais 9


A partir da versão 7.20 a quantidade de registros foi determinada em 1000 registros para a visão de cada Action. Esse
número pode ser alterado pelo analista do produto ou através do item de menu Servidores de Aplicação.
Fique
atento

Para criar um Filtro clique no botão “Novo”, será exibida a tela de Filtros. Do seu lado esquerdo serão
exibidos todos os campos disponíveis para montagem do Filtro da Action, os campos que estiverem em
negrito são campos de preenchimento obrigatório no cadastro da Action.

Do lado direto são exibidos os operadores usados para montar o Filtro e o campo Valor, que será usado
para a comparação. Os operadores são os seguintes:

l “=” - Deve ser usado para comparações idênticas do valor com o conteúdo do campo.
l “<>” – Deve ser usado para comparações diferentes do valor com o conteúdo do campo.
l “>” - Deve ser usado para comparações de valores para retornar registros maiores que o valor
informado.
l “<” – Deve ser usado para comparações de valores para retornar registros menores que o valor
informado
l “>=” – Deve ser usado para comparações de valores para retornar registros maiores ou iguais que
o valor informado.
l “<=” – Deve ser usado para comparações de valores para retornar registros menores ou iguais que
o valor informado.
l Is Null – Deve ser usado para buscas de valores vazios (nulos).
l Is Not Null – Deve ser usado para buscas de valores não vazios (nulos).
l Like – Deve ser usado para buscar valores por parte de uma string usada no campo valor. O uso do
percentual (%) deve ser usado nesse comando.
l Not Like – Deve ser usado para buscar valores diferentes da parte de uma string usada no campo
valor. O uso do percentual (%) deve ser usado nesse comando.

10 RM Globais Todos os direitos reservados.


l Between – Deve ser usado para busca de dados entre dois valores.
l IN (SQL) – Deve ser usado para comparação de um valor com um campo retornado de uma Consulta
SQL.
l NOT IN (SQL) – Deve ser usado para comparação de um valor diferente de um campo retornado de
uma Consulta SQL.
l IN – Deve ser usado para comparação de um valor que exista em uma lista de valores.
l NOT IN – Deve ser usado para comparação de um valor que NÃO exista em uma lista de valores.

Quando o campo a ser comparado com o valor desejado for do tipo data, será exibido um calendário para
selecionar a data desejada. Quando for um campo que faz junção com outra tabela (lookup), será exibida
uma lista dos valores disponíveis para utilização.

Para inserir a condição no filtro clique no botão Adicionar.Verifique que no campo“Expressão”foi adicionada
a condição desejada. Caso queira inserir mais condições, basta selecionar um dos operadores “E” ou “OU”
de acordo com a necessidade do usuário. Repita a operação e clique em Adicionar novamente.

Para alterar uma condição que foi adicionada ao Filtro selecione a condição no campo “Expressão”,
observe que, na lista de campo, já estará selecionado qual campo está presente na condição, bem como
seu operador e seus valores. Caso queira excluir uma condição do Filtro basta selecionar a condição e
clicar no primeiro botão com um X vermelho ou para excluir todas as condições clique no segundo botão.
Use as setas para mudar a ordem das condições do Filtro.

Para filtros com um nível de complexidade maior, podemos separar as condições através de grupos usando
parênteses “()”. Para inserir um novo Grupo clique no botão “Novo Grupo”. Observe que serão inseridos dois
parênteses, inclua as condições desejadas dentro dos parênteses.

Existe a possibilidade de criarmos um filtro interativo com o usuário, ou seja, a cada vez que este Filtro
for executado, será exibida uma tela para que o usuário digite o valor a ser pesquisado, esse mecanismos
chamamos de Parâmetros de Filtro. Neste caso, o valor não fica fixo no filtro, podendo ser modificado a
cada vez que o filtro for executado sem a necessidade de alteração do Filtro. No campo “Valor” digite uma
mensagem a qual deverá ser precedida de “[“ e finalizada com “]“.

Exemplo:
Digite a mensagem “[ Código do centro de custo ]”. Após a montagem do Filtro, salve-o com um nome que
seja fácil identificar o filtro. Para verificar o uso do Filtro selecione o Filtro criado e clique em Executar na
tela de Gerenciamento de Filtro.

Alem disso é possível alternar a ordem dos critérios, clicando nos critérios e clicando nas setas na barra de
tarefas da Expressão. No critério do Filtro, você pode definir propriedades para cada item:

Proibir Alteração de Critério


Na primeira coluna representada pelo Cadeado, caso ela esteja marcado o check, indica que é um critério
que não poderá ser alterado.

Proibir Visualização do Critério


Na segunda coluna representada por Pontos Coloridos, caso esteja marcado o check, indica que o usuário
não irá visualizar o critério quando editar o filtro.

Action de Pesquisa
Na coluna Action, caso se escolha uma Action para associá-la ao critério, indica que caso o critério possua
parâmetro, este poderá ser associado á um campo de pesquisa e o resultado dessa pesquisa irá preencher
o parâmetro. Essa pesquisa será com base em um campo disponível pela Action.
Todos os direitos reservados. RM Globais 11
Para definir a Action deve-se acessar á coluna de Actions e clicar no botão reticências. Isso irá abrir a tela
de Auto Procura. Nessa tela será necessário preencher os campos:

Action: Defina a Action que será usada para efetuar a busca do registro.
Campo Chave: Campo que será usado para preencher o parâmetro do critério.
Campo de Pesquisa: Campo que será exibido no momento da execução do Filtro, para fazer a pesquisa do
registro na Action.
Esses itens são permitidos somente aos usuários que sejam Supervisores ou á usuários que sejam
autorizados á Inserir\Editar Filtros Globais no Perfil á que eles pertencem.

Exemplo:
Acesse a tela de Tabelas Dinâmicas e acesse o Gerenciador de Filtro. Crie um novo Filtro com o seguinte
critério: CODCOLIGADA=[CODCOLIGADA]. Na coluna Action da Expressão clique no botão de reticências.
Na tela de Auto Procura preencha os campos da seguinte forma:
Action: FinCFOAction
Campo Chave: CODCOLIGADA
Campo de Pesquisa: NOME

Após o preenchimento clique em OK na tela de Auto Procura. Clique em OK na tela de criação de filtro.
Nomeie o Filtro como “Exemplo de Action”. Execute o Filtro criado.

Será exibido à tela de Parâmetro do Filtro com o Campo CODCOLIGADA como lookup. Clique nas
reticências. Faça a busca por um registro que exista na tabela de Cliente\Fornecedor. Após encontrar o
registro dê um duplo clique ou clique em OK. O valor do campo CODCOLIGADA que estiver no registro
que foi encontrado da tabela de Cliente\Fornecedor será utilizado para preencher o parâmetro. Clique em
OK. Os registros serão filtrados com base na coligada escolhida. Na tela de Gerenciamento de Filtro são
exibidos os filtros que o usuário tem acesso. Existem 3 tipos de filtros:
l Filtro Padrão: filtros que são inseridos no aplicativo e não podem ser alterados.
l Filtro Global: filtros visíveis para todos os usuários.
l Filtro por Usuário: filtro que o usuário cria apenas para ele.

A exibição dos filtros é por usuário, ou seja, os filtros criados por um usuário somente poderão ser vistos
pelo mesmo usuário. Caso um usuário supervisor deseje que o filtro seja exibido para todos os usuários,
ele deve clicar com o botão direito do mouse e escolher a opção Filtro Global. Mas isso somente se o
usuário logado no aplicativo tenha o atributo de supervisor.

Para executar um filtro sempre que for requisitada a Action, selecione o filtro desejado e marque a opção
Sempre usar esse filtro ao abrir a visão. Um Filtro pode ser enviado para a barra de ferramentas da Action.
Clique com o botão direito do mouse em cima do Filtro desejado e escolha a opção Enviar para Barra de
Ferramentas. É permitido incluir quantos Filtros desejar.

12 RM Globais Todos os direitos reservados.


Grid de Dados
A Grid de Dados exibe os dados do cadastro em formato de tabela. Com os dados na tela é possível fazer
ordenação das colunas em ordem alfabética, alterar o tamanho das colunas, selecionar itens para exclusão
ou para execução de processos, mudar as colunas da ordem apresentada e gerar Gráficos Dinâmicos.

Gráfico com os dados selecionados na Grid de Dados


Para gerar um gráfico com os dados da Grid de dados, selecione os itens das colunas com o mouse e
pressione a tecla Ctrl, em seguida clique na área selecionada com o botão direito do mouse e escolha a
opção Gerar Gráfico. Após esses passos selecione qual o tipo de gráfico desejável. Ainda é possível salvar
o gráfico como imagem e enviar o mesmo por e-mail. Somente é possível gerar algum gráfico tendo
selecionada uma coluna numérica.

Formatação condicional
A formatação condicional permite distinguir a exibição de registros das visões de acordo com um critério.
Se um registro se enquadrar as condições do critério, ela será exibida de forma diferente.

Como criar uma Formatação Condicional


Clique no botão“Definições das Colunas Calculadas na Visão”e adicione uma nova Formatação Condicional.
No grupo aparência, formate a linha da à sua maneira, aplicando cores aos registros e formatando a fonte.
Depois é preciso definir a condição para que a formatação da aparência seja exibida.

Colunas Calculadas na Visão


As colunas calculadas são colunas virtuais que podem ser criadas a partir de funções disponíveis no
sistema. As colunas virtuais são exibidas além daquelas que são exibidas por padrão no sistema. Com elas,
você pode, por exemplo, criar uma coluna com uma expressão ou cálculo matemático.

Como criar colunas Calculadas na Visão


Clique no botão “Definições das Colunas Calculadas na Visão” e adicione uma nova Coluna. Preencha
o Nome, Título da Coluna e o tipo de dado da coluna (texto, numérico, decimal...). Depois clique nas
reticências (...) para formatar o campo usando as expressões.

Exemplo:
Em um cadastro que possua endereços, você pode reunir duas ou mais colunas em uma só. Transforme,
por exemplo, as colunas Rua, Endereço, Bairro, CEP em uma única coluna de endereço.

Rodapés da visão do sistema


Pelos rodapés da visão do sistema, você pode incluir campos que possam contar, somar, exibir o máximo
ou o mínimo e a média dos valores das colunas.

Veja abaixo onde os rodapés estão presentes.

Exibição do Rodapé da Visão


Pelo Rodapé da visão é possível verificar quantos registros estão com suas caixas marcadas. Pode ainda
incluir caixas com operações de Soma, Mínimo, Máximo, Contagem e Média. Clique no rodapé com o
botão direito abaixo da coluna e selecione uma das operações.

Exibição do Rodapé do Agrupamento


No Rodapé do Agrupamento você pode realizar as mesmas tarefas que do Rodapé da Visão, mas aplicado
apenas àquele agrupamento.

Todos os direitos reservados. RM Globais 13


Caixa de Agrupamentos da Visão
Ative o a caixa de agrupamento da visão para agrupar colunas da visão. Basta que você arraste-as para o
campo acima das colunas e veja que os dados serão agrupados por aquela coluna arrastada.

Além do agrupamento, é possível ordenar os dados clicando na coluna, ou ainda filtrar os dados clicando
no pequeno filtro que aparece acima da coluna, quando você passa o cursor sobre ela.

Exibir linhas com Cores Alternadas


A exibição de cores alternadas facilita a exibição dos registros aplicando alternadamente uma cor definida
por você.

Mapas Anexos
No RM é possível incluir mapas como anexo nos cadastros que possuírem colunas com dados de endereços.
O mapa é exibido como um anexo, e cada vez que você selecionar um registro, o mapa será recarregado
informando a localização no mapa daquele estabelecimento.

Para configurar o mapa em anexo, siga o passo a passo:

No Google

Procedimento:
1. Acesse o site onde o Google gera as chaves API para o Google Maps: http://code.google.com/
intl/pt-BR/apis/maps/signup.html
2. Faça o login na sua conta Google (clicar em “Fazer login”)
3. Preencher a URL do TOTVS RM Portal. Neste campo deverá ser preenchido o caminho onde
você acessa o TOTVS RM Portal
Exemplo:
http://servidor01/corpore.net/

Este endereço deverá ser exatamente igual ao do parâmetro “URL de aceso ao RM Portal”,
localizado nos parâmetros Globais
4. Ler e concordar com os termos e condições de uso do recurso da Google
5. Gerar a Chave API
6. Copiar a chave API (onde se diz “Your key is:”)

Na aplicação RM:
7. Acesse os parâmetros Globais em Ambiente | Parâmetros | Globais
8. Acesse a pasta “Google” e cole a chave API no campo “Chave de identificação para o Google
Maps”
9. Salve as alterações
Em um cadastro com colunas de endereço:
10. Acesse um cadastro que possua colunas com informações de endereço (Coligadas, Cliente/
Fornecedor, Seção, Filiais, etc)
11. Acesse Anexos | Mapa | Inserir Mapa Anexo
12. Defina um nome para o mapa em anexo e clique em Avançar
13. Associe as colunas Endereço e Coluna da Visão e clique em Avançar
Exemplo:
Onde a coluna solicitar Cidade, selecione o campo Cidade na Coluna da Visão.

É importante associar a maior quantidade de colunas para que a pesquisa seja mais exata
possível e traga apenas um único local.

14 RM Globais Todos os direitos reservados.


14. Selecione o Grupo de usuários que terá permissão para visualizar o mapa e avançar até
concluir o assistente

Depois destas configurações, o Mapa ficará disponível em Anexos / Mapa. Abra o mapa anexo para que
quando clicar em um registro da visão, o mapa indicando a localização do estabelecimento.

Se o registro não possuir as informações necessárias para a busca no Google Maps, o mapa não poderá
ser exibido.

Iniciando o Aplicativo
Procedimento
1. Clique no botão “Iniciar” da barra de tarefas do seu Windows.
2. Clique em “Todos os Programas”
3. Clique no item “TOTVS” e na versão “10.70.0” e selecione o aplicativo RM desejado.

Login

Será exibida uma tela com as informações referentes ao usuário a base onde deseja efetuar o login. Para
logar no aplicativo utilizaremos o usuário mestre. Este é um usuário padrão para aplicativos RM. Sendo o
usuário um supervisor, Ela possuirá todos os privilégios (acesso a todos os menus e campos).

Exemplo:
Usuário: mestre
Senha: totvs

Selecionaremos também o “Alias”, ou seja, a base onde vamos trabalhar. Conheceremos e identificaremos
a função de cada elemento da tela principal do aplicativo.

Barra de Título

Todos os direitos reservados. RM Globais 15


A primeira barra, na parte superior da janela, tem a função de identificar:

l O aplicativo que estamos acessando;


l O número da versão;
l O nome da base de dados (Alias: CORPORERM);
l O nome da coligada que estamos utilizando no momento (1-TOTVS S/A(DEMO).

Na extremidade direita da barra de título estão localizados os botões de controle da tela: “Minimizar”,
“Maximizar” e “Fechar”. Estes botões são padrões do Windows.

Barra de Menus
A barra de menus contém botões de acesso aos itens de comando do produto. Tais como:
l Cadastros l Funcionalidades específicas de cada aplicativo
l Utilitários l Customização

Barra de Ferramentas Global

A barra de ferramentas possui botões que são atalhos para facilitar a execução de algumas funções do
aplicativo. A barra global pode ser desabilitada através do menu Opções / Preferências de usuários, pasta
“Global”, opção “Barra Global”.

Barra de Status

A barra de status exibe informações sobre um comando selecionado ou sobre uma operação em
andamento. Ela fica localizada na parte inferior da tela principal do produto. Por padrão, são exibidos o
nome do usuário e a data do sistema.

A data que é exibida no sistema não é a data da estação de trabalho e sim a data que estiver no sistema operacional do
servidor de banco de dados.
Fique
atento

Anotações

16 RM Globais Todos os direitos reservados.


MENU SISTEMA
Ao acessar este menu, em qualquer aplicativo RM, você poderá utilizar as seguintes opções:

Selecionar Coligada
Esta opção mostra a lista de coligadas que o usuário logado tem acesso. Para acessar os dados da coligada
basta clicar duas vezes na coligada deseja ou então selecioná-la e clicar em OK.

Logout/Login
Permite a saída do sistema e a troca de usuário mantendo o aplicativo aberto, ou seja, permite a troca de
usuário sem a necessidade de se finalizar o aplicativo e reinicializá-lo.

Trocar Senha
Trocar a senha do usuário corrente.

Server
A execução de processos na linha RM sofreu uma grande mudança estrutural. Essa mudança veio para
trazer mais benefícios e mais possibilidades na execução dos processos. Isso foi permitido devido na
nossa mudança de arquitetura de Win32 para .Net.

Execução Assíncrona
A partir de agora todos os processos serão executados do servidor, isso permitirá uma melhor performance
da execução dos processos. O ganho em desempenho é considerável.

O fato de o processo ser rodado no servidor permite que os processos possam ser executados pelo servidor
de aplicação de forma assíncrona, ou seja, você poderá trabalhar normalmente enquanto o processo é
executado. E quem define é o usuário no momento de montagem do processo. Clique no botão opções e
será exibido um check marcado para Aguardar execução do processo, desmarque a opção.
Quando executar o processo observe que a tela de execução irá para seu canto inferior direito e você
poderá continuar executando o aplicativo RM.

Agendamento de Processo
Essa nova forma de se executar um processo permite o agendamento de execução de processos para
um determinado mês/dia/horário, além de poder configurar essa execução com uma periodicidade
pré-definida. Todos os processos são passíveis de agendamento, mas a possibilidade de agendamento
é determinada pelo Analista de cada produto no momento do desenvolvimento do processo. O
agendamento é feito na penúltima tela do processo.

Gerenciamento de Jobs
Todos os processos serão armazenados no servidor, mantendo assim todos os históricos de todos os
processos, executados ou não, inclusive tendo acesso a visualização de Log de processo. Para ter acesso a
tela de Gerenciamento de Jobs acesse “Sistema - Server - Gerenciamento de Jobs”.

A tela de Gerenciamento de Jobs permite que seja controlado todos os Jobs em execução e á serem
executados.Esse recurso permite que parem todas as execuções em andamento e retornem posteriormente.

Todos os direitos reservados. RM Globais 17


Isso permite um melhor uso da estação que executa os Jobs e um melhor gerenciamento dos processos.

Resultado da execução
Essa pasta exibe o resultado da execução do processo, se o Job foi executado com sucesso ou com erros.
Exibe dados como data e horas da solicitação, início do processamento e término do processo.

Pasta Identificação
Essa pasta fornece informações cadastrais do Job.

Pasta Processo
Essa pasta exibe dados técnicos da execução do Job. Esses dados são fundamentais para a sua execução.

Pasta Recorrência
Caso o Job seja agendado para fazer execuções, nessa pasta serão exibidas as configurações de execução
do Job. Podendo configurar as execuções semanais (é pssível selecionar quais dias da semana serão
executados), mensais (é possivel definir qual dia do mês será executado) ou mesmo diariamente (pode-
se escolher qual horário do dia será executado).

Job Monitor
No momento de execução de algum processo, caso tenha fechado o JobMonitor ou queira acompanhar
algum processo agendado em andamento, você poderá abri-lo acessando Sistema - Server - Monitor de
Jobs. Esse recurso é importante para acompanhamento de processos.

Configuração do Alias.dat
Para que a execução de processos nessa nova arquitetura funcione corretamente é necessário que o
banco de dados utilizado tenha uma entrada correspondente no arquivo alias.dat, ou seja, que o mesmo
banco de dados utilizado no aplicativo RM tenha um alias configurado no arquivo Alias.dat.

No arquivo Alias.dat deve possuir a propriedade JobServerEnabled com seu valor igual a“true”para habilitar
a execução dos Jobs. Ainda existem três outras tags para configuração do Job. A tag JobServerMaxThreads
determina o número de processos simultâneos que serão executados pelo Job; a tag JobServerLocalOnly,
caso marcada como true exige que o Job execute somente requisições internas, caso marcada como false
executa qualquer requisição independente do remetente e a tag JobserverPollingInterval, intervalo em
segundo de verificação entre processos pendentes.

Somente usuários com conhecimento da arquitetura e capacidade técnica podem alterar esse arquivo. Qualquer
alteração indevida neste arquivo afetará o funcionamento não só do Job como do próprio aplicativo tendo conseqüências
desastrosas e irreversíveis.

Fique Caso não exista o arquivo alias.dat, ou não exista um alias para o banco de dados em questão, essa configuração é criada
atento automaticamente assim que qualquer tela de processos é aberta, tornando essa questão transparente para o usuário.
Ainda assim, foi criada uma tela para manutenção nas entradas do arquivo alias.dat que pode ser acessada através do
menu “Cadastros - Segurança - Administrativa - Gerenciamento de Alias”.

Sair
Esta opção permite abandonar o sistema. Lembre-se que o sistema fechará mesmo se houver alguma tela
aberta.

18 RM Globais Todos os direitos reservados.


MENU CADASTROS
Cadastros Globais são todos os cadastros que estão presentes em todos os produtos da linha RM.

Coligadas
As empresas que administrarem ou participarem da administração de outras empresas coligadas
(conforme definido na Lei nº 6404/76, artigo 243 SRF/MF) poderão trabalhar com dados de uma ou mais
coligadas, gerenciadas através do banco de dados. Existem duas formas de cadastrar coligadas:

Você pode trabalhar com as coligadas cadastrando-as diretamente no cadastro de coligadas. Você pode
trabalhar com as coligadas cadastrando-as diretamente no cadastro de coligadas. A forma de cadastrar
coligadas “Multi-Empresa” possibilita a clientes que possuírem este tipo de contrato poderão cadastrar
suas próprias coligadas.

Exemplo:
Empresas que geralmente tem contrato multiempresa são escritórios de contabilidade. Como estes
clientes controlam a parte contábil de vários clientes há necessidade de maior flexibilidade e agilidade
para criação de coligadas.

Filiais
Através deste menu poderão ser cadastrados e atualizados os dados das filiais da empresa principal. Filiais
podem ser denominadas como uma extensão da matriz tendo ou não CNPJ próprio. Caso não tenha, a
distribuição entre filiais é feita apenas para controle gerencial. Este cadastro é utilizado para diversos
controles dentro de cada aplicativo.

Departamentos
Neste item de menu serão cadastrados e atualizados os dados dos departamentos de cada filial da
empresa principal. Os departamentos podem ser considerados segmentações gerenciais da filial, ou seja,
usamos departamentos para efetuar um controle gerencial mais detalhado.

Antes de acessar esta tabela, devemos configurar seus parâmetros através do menu Opções / Parâmetros
/ Globais, Definição da máscara do Departamento e do Centro de Custo. Certifique-se que a máscara
cadastrada contém o número de dígitos necessários para a correta operação do sistema. Depois de
cadastrados os departamentos de centros de custo o sistema não permitirá sua alteração.

Centro de Custos
Um centro de custo é uma unidade da empresa (uma seção, um departamento, uma pessoa ou um
processo) com custos diretos que lhe possam ser imputados. A criação dos centros de custos permite
atribuir responsabilidades aos gestores da unidade sendo, por isso, também designados por “Centros de
Responsabilidade”.

Moedas e Índices
Nesta visão podemos cadastrar diversos tipos de moedas e índices financeiros. Podemos cadastrar moedas

Todos os direitos reservados. RM Globais 19


como Dólar, Euro e também trabalhar com índices financeiros como IPGM e UFIR. A grande maioria de
nossos aplicativos trabalha com estas moedas e índices para cálculos diversos (correção monetária,
depreciação, aplicação financeira, entre outros). É de suma importância o correto preenchimento dos
campos.

Cotações
Esta tela permite o cadastro das cotações para cada moeda cadastrada com a data e o valor da cotação. É
permitido incluir várias cotações para a mesma moeda.

Para que não percamos os valores de casas decimais nos arredondamentos, quando se ocorre uma grande
operação, o sistema trabalha com valores multiplicados. A regra de conversão é a seguinte:

O sistema multiplica o valor informado pelo usuário por 1 (um) somado ao número de casas decimais
cadastradas para a moeda. Verifique o exemplo abaixo para entender melhor.

Exemplo:
Cadastramos a moeda “TOTVS” com 6 casas decimais. Ao gravarmos uma cotação com valor 123,887766
este será gravado no banco como 123887766,00. O aplicativo multiplicará 123,887766 por 1 + seis zeros
(número de casas decimais), ou seja, 1.000.000, gravando no banco 123887766,00. A conversão é realizada
internamente pelo aplicativo de forma que ele possa trabalhar de forma confiável o arrendamento das
casas decimais das cotações.

Para utilizar o valor em algum cálculo ou na visualização através do sistema, o aplicativo inverterá
automaticamente a operação efetuada, ou seja, dividindo o valor gravado no banco por 1.000.000 e,
assim, demonstrará o valor conforme informado pelo usuário.

Fórmulas
Fórmulas são formadas por um conjunto de funções específicas criadas para cada aplicativo. Uma ou mais
funções organizadas logicamente em linhas de comando compõem uma fórmula. Existem funções que
podem estar presentes em todos os aplicativos, elas são chamadas de “Funções Globais”.

Exemplo:
“HOJE”,“SUBSTR”,“CONCAT”.

Fórmulas geralmente são usadas em cálculos específicos do aplicativo, além de cálculos de juros
financeiros e cálculo de folha de pagamento. Elas também podem ser usadas para retornar informações
em relatórios do gerador de relatórios.

Estados
Nesse cadastro o usuário poderá cadastrar os Estados que serão utilizados no cadastro de filiais, clientes/
fornecedores e outros cadastros.

O campo Código SINIEF permite informar o código do Sistema Nacional Integrado Econômico Fiscal
do Estado. Mas lembre-se, esse campo é somente informativo. Não é utilizado em nenhuma rotina do
sistema.

20 RM Globais Todos os direitos reservados.


Países
Permite cadastrar os países que, posteriormente, poderão ser utilizados em outras rotinas do sistema,
como no cadastro de clientes/fornecedores.

Bancos e Agências
Através desta visão cadastraremos os bancos e suas respectivas agências, com os quais a empresa opera
para efetuar pagamentos de impostos, funcionários, fornecedores, etc. Para acessar o cadastro de agências
devemos clicar no botão “Anexos” e escolher a opção Agências.

Anexo Agência
Nesta pasta o usuário poderá consultar, incluir ou alterar os dados relativos às agências bancárias. Poderão
ser cadastradas diversas agências de um mesmo banco. Inclua quantas forem necessárias, pois não há
restrições quanto a inclusões de agências.

Anexo Layout Bancário


O Layout Bancário armazenará os layouts necessários para operações bancarias. Os layouts padrões
disponíveis são:

l Layout de Código de Barras;


l Layout de Retorno de Cobrança;
l Layout de Retorno de Custódia;
l Layout de Reconciliação;
l Layout de Mensagens de Erros;

Calendários
O calendário é de grande importância para diversas rotinas nos produtos RM. Nele cadastramos todos os
feriados nacionais, feriados municipais, pontos facultativos, feriados religiosos e qualquer tipo de dia em
que não há expediente de trabalho.

O calendário é usado para cálculo de número de dias úteis no mês, para determinar o dia de pagamento
de férias, para cálculo de aplicações financeiras, entre outros.
Quando criado pode ser associado ao cadastro de filiais, por esse motivo temos a liberdade de cadastrar
vários calendários. Se for necessário, em decorrência de feriados municipais, podemos cadastrar um
calendário para cada uma das filiais dispostas em localidades geográficas diferentes.

Após a criação do novo calendário, o usuário deverá acessar a pasta “Feriados” para efetuar o cadastro e a
classificação do mesmo.

A opção feriado é exclusiva para preenchimento do aplicativo RM Classis.

Todos os direitos reservados. RM Globais 21


Exercícios

1. Cadastrar as seguintes Filiais:

Código: 1
Nome Fantasia: Matriz Belo Horizonte
Nome: Matriz - Belo Horizonte
CNPJ: 05.784.485/0001-75
Estado: MG

Código: 2
Nome Fantasia: Filial Rio de Janeiro
Nome: Filial Rio de Janeiro
CNPJ: 05.784.485/0002-56
Estado: RJ

Código: 3
Nome Fantasia: Filial São Paulo
Nome: Filial São Paulo
CNPJ: 05.784.485/0003-37
Estado: SP

2. Cadastrar os seguintes departamentos:


Matriz Belo Horizonte
001 Financeiro
002 Contabilidade
003 Vendas
004 Compras
005 Marketing

Filial Rio de Janeiro


001 Financeiro
002 Contabilidade
003 Vendas
004 Compras

Filial São Paulo


003 Vendas
004 Compras

3. Conforme a máscara definida cadastraremos os seguintes Centros de Custos:


01 Centros de Despesas
01.001 Financeiro
01.002 Contabilidade
01.003 Compras
01.004 Vendas

22 RM Globais Todos os direitos reservados.


01.005 RH
01.006 Patrimônio
01.007 Almoxarifado
02 Centros de Custos
02.001 Custo do Treinamento RM Saldus
02.002 Custo do Treinamento RM Fluxus
02.003 Custo do Treinamento RM Nucleus
02.004 Custo do Treinamento RM Labore
03 Centros de Receita
03.001 Venda de Treinamento RM Saldus
03.002 Venda de Treinamento RM Fluxus
03.003 Venda de Treinamento RM Nucleus
03.004 Venda de Treinamento RM Labore

4. Cadastre a seguinte moeda:


Símbolo: E$
Nome: Euro
Casas Decimais: 5

Símbolo: R$
Nome: Real
Casas Decimais: 5

Símbolo: T$
Nome: Totvs
Casas Decimais: 5

5. Cadastre as seguintes cotações:


Data de Hoje
Valor: 1,00
Simbolo:R$
Valor:2,00
Simbolo Referência E$

Data de Amanha
Valor: 1,00
Simbolo:E$
Valor:2,00
Simbolo Referência T$

6. Cadastrar o calendário do ano corrente e em segui da os seguintes feriados:


01/01/XX Dia da Paz mundial;
27/02/XX Carnaval;
21/04/XX Tiradentes;
01/05/XX Dia do Trabalhador;
14/08/XX Asc. NSRA;
07/09/XX Independência;
02/11/XX Finados;
15/11/XX Proclamação da República;
25/12/XX Natal.

Todos os direitos reservados. RM Globais 23


7. Acesse alguma Action e crie um filtro usando operadores(=,>,like)

8. Acesse a tela de Gerenciamento de Filtro e insira o Filtro na Barra de Ferramentas

9. Acesse a tela de Gerenciamento de filtro e altere o operador do Filtro criado. E execute o filtro.

Anotações

24 RM Globais Todos os direitos reservados.


SEGURANÇA
Segurança
Atualmente, segurança é um atributo diferencial em qualquer sistema. Principalmente se tratando de
sistemas de gestão. Os aplicativos RM trabalham com a política de segurança por menus e por campos.
Na segurança por menus os itens de cada um poderão ser exibidos ou não. Na segurança de campos (é
necessário ter um conhecimento das tabelas do RM), pode-se proibir o usuário de ver o conteúdo daquele
campo ou simplesmente não permitir o usuário de visualizar os campos.

Ambos os tipos de segurança são definidos através de Perfil. Cada perfil pode conter mais de uma condição
para menus e campos. Uma vez definidos os menus e campos que o usuário terá acesso é associado o
usuário ao perfil que mais lhe atender.

Os itens de segurança são destinados ao usuário supervisor. O usuário supervisor tem acesso a todas as
funcionalidades do sistema. Por isso atribua um usuário supervisor com bastante critério.

Código de Acesso
Este cadastro tem como finalidade permitir a inclusão e manutenção de códigos de acesso ao banco de
dados. Estes códigos são os usuários e senhas para se conectar ao banco de dados. Para uma empresa
que deseja trabalhar a segurança com base em seu banco de dado estes códigos serão associados aos
usuários. Sendo assim, é possível definir um usuário ou grupo de usuários de banco para cada usuário do
sistema.

Exemplo:
Existe um administrador do banco com o seguinte Login:
Usuário do Banco: SYSDBA
Senha: mas ter key

Perfil
O cadastro de perfil é onde definimos quais tabelas e menus o usuário terá acesso. Ao acessar este cadastro,
o usuário supervisor poderá definir permissões de acesso que, posteriormente, serão relacionadas aos
usuários cadastrados no aplicativo.

Perfil é um grupo de limitações de acesso que tem como objetivo agrupar usuários com as mesmas
características. Nele podemos restringir acesso a rotinas, processos, menus, campos da base e relatórios.
Não existem limitações para a quantidade de usuários que podem pertencer a um mesmo perfil, da
mesma forma que não existe quantidade máxima de perfis.

O cadastro de perfil é feito por aplicativo, ou seja, um perfil do RM Fluxus não tem autoridade a permitir
ou restringir acessos no RM Nucleus. Porém, se no RM Fluxus o usuário tem acesso a alguma tela do RM
Nucleus que é usada no RM Fluxus, no RM Nucleus o usuário terá acesso á tela.

Observe que um usuário poderá estar vinculado a vários perfis diferentes. Da mesma forma, um mesmo
perfil poderá estar vinculado para vários usuários diferentes. O sistema permite a exclusão de um perfil
mesmo que ele esteja associado a um ou mais usuários.

Todos os direitos reservados. RM Globais 25


Pasta Acesso a Campos
Através desta pasta definimos o acesso às tabelas e aos seus respectivos campos. Podemos definir
privilégios para alteração ou apenas para consulta, ou seja, se as duas opções “Pode Consultar” e “Pode
Alterar” estiverem marcadas, o usuário terá controle total sobre a tabela.

Se desmarcarmos a opção “Pode alterar”, o Perfil só terá acesso à consulta nesta tabela, não sendo
permitido qualquer tipo de alteração. Caso seja desmarcada a opção “Pode Consultar”, automaticamente
será desabilitada a opção “Pode Alterar”, Por definição, um usuário que não poderá consultar também
ficará incapacitado de alterar. Neste caso, o acesso a esta tabela será negado.

As formas de restrição podem ser total ou parcial, ou seja, podemos restringir o acesso total à determinada
tabela, ou apenas a alguns campos da mesma. Para isso, basta expandir a tabela clicando no “+” (sinal de
adição), selecionar o campo e mudar seus privilégios de alteração ou consulta.

Pasta Acesso a Menus


Nesta pasta são apresentados, em uma forma organizada, todos os menus do aplicativo. É nesta pasta que
podemos permitir ou restringir o acesso a determinado menu. Nela possuímos 4 opções de botões:

Expandir Tudo
Mostra todos os itens disponíveis daquele menu selecionado. Para visualizar todos os itens clique no
nome do aplicativo e clique na opção Expandir Tudo.

Encolher Tudo
Esconde todos os itens disponíveis daquele menu selecionado. Para esconder todos os itens clique no
nome do aplicativo e clique na opção Encolher Tudo.

Permitir Acesso
Permite o acesso ao menu selecionado. Para permitir acesso a todos os itens clique no nome do aplicativo
e clique na opção Permitir Acesso.

Proibir Acesso
Retira o acesso ao menu selecionado. Para retirar acesso a todos os itens clique no nome do aplicativo e
clique na opção Proibir Acesso.
Para executar as operações de acesso selecione o menu desejado e clique no botão desejado. Se a
operação for efetuada em um menu que possui mais sub-menus, a operação será efetuada para todos os
subordinados a ele.

Pasta Acesso a Relatórios/Planilhas


Nesta pasta podemos definir grupos de relatórios onde cada um poderá ter um nível de acesso e emissão
distintos, ou seja, podemos definir se um usuário pode gerar ou alterar determinados relatórios.

Exemplo:
O usuário João possui um perfil como acesso a relatórios do grupo Listagens com nível de alteração 1 e
emissão 2. As situações onde ele se enquadrará são:

l Relatórios sem grupo: João poderá alterar e emitir esse relatório. Pois este relatório está
desprotegido.
l Relatórios com grupo diferente do grupo Listagens: João não poderá alterar e emitir esse relatório.
O relatório não será exibido na visão de relatórios para João porque ele não possui permissão de
acesso a este outro grupo.

26 RM Globais Todos os direitos reservados.


l Relatórios do grupo Listagens com nível de acesso igual a 1: João poderá alterar e emitir esse
relatório porque o nível de acesso ao relatório é menor ou igual aos níveis de alteração e emissão.
l Relatórios do grupo Listagens com nível de acesso igual a 2: João poderá apenas emitir esse relatório
porque o nível de acesso ao relatório é menor ou igual ao nível de emissão. Ele não poderá alterar
porque o relatório possui um nível de acesso maior que o nível de alteração cadastrado no seu perfil.
l Relatórios do grupo Listagens com nível de acesso igual a 3: João não poderá alterar e emitir esse
relatório. O relatório não será exibido na visão de relatórios para João, porque o nível de acesso ao
relatório é maior que os níveis de alteração e emissão dele.

Um perfil pode ser desativado para que nenhum usuário possa ser associado a ele. Para isso, basta acessar
a pasta “Identificação” e desmarcar a opção “Ativo”.

Na pasta “Acesso a Menus” é comum apresentar permissões com o sinal de exclamação (!), isso quer
dizer que esta permissão está presente em outros aplicativos e que devemos verificá-los para certificar a
permissão dada. Para entender melhor veja exemplo abaixo.

Exemplo:
Em um determinado perfil do RM Fluxus foi restrito o acesso ao cadastro de “Clientes/Fornecedores”, e
está sendo apresenta uma exclamação (!) no ícone deste menu. Isso significa que este usuário pode ter
acesso a este mesmo cadastro em outro aplicativo (RM Nucleus, RM Saldus, RM Classis, etc).

Um usuário poderá estar vinculado a vários perfis diferentes. Da mesma forma, um mesmo perfil poderá
estar vinculado para vários usuários diferentes, porém, é recomendável que cada usuário seja associado
à apenas um perfil.

Copiar Perfil
Nesse processo é possível que o usuário supervisor copie as configurações de um Perfil para um Perfil
novo ou para um já existente. Dessa forma todas as configurações feitas na pasta Acesso á Campos, Acesso
á Menus e Acesso á Relatórios/Planilhas.

Relatório de Permissões do Perfil


Este relatório demonstra um resumo de todas as restrições e permissões de um perfil selecionado.

Usuário
Neste cadastro é onde criamos e controlamos os usuários que acessam os sistemas RM. Se trabalharmos
em uma base vazia haverá um usuário inicial (mestre) com status de supervisor que terá total controle do
sistema, tendo acesso a todas as tabelas e funções disponíveis. Caberá a este usuário, definir a inclusão de
novos usuários, a sua condição (supervisor ou usuário comum) e o tipo de acesso que cada um dos novos
usuários terá no aplicativo.

Identificação
Nesta pasta podemos definir para o usuário a validade de acesso ao sistema, preenchimento de email,
acesso ao RM Portal e troca de senha.

Somente usuários na condição de supervisor, terão acesso completo aos itens de segurança, como o cadastro de usuários
e cadastro de perfil. Os demais poderão acessar através dessa tela somente a pasta “Identificação”, onde ele poderá
Fique visualizar somente os dados cadastrais referentes o seu próprio cadastro.
atento

Todos os direitos reservados. RM Globais 27


Configurações de Segurança
As permissões de acesso às coligadas são dadas por aplicativo, ou seja, na pasta “Configurações de
Segurança” devemos selecionar o aplicativo e logo abaixo marcar quais coligadas ele terá acesso.
Para cada coligada podemos definir o usuário como supervisor e produtor de relatórios, além de definirmos
a qual perfil o usuário vai estar associado. Cada usuário deve pertencer no mínimo a um perfil, podendo
ser associado a mais de um para uma mesma coligada.

Exemplo:
Ao selecionar o aplicativo RM Labore, damos acesso ao usuário “Pedro” à coligada 1. Se selecionarmos
outro aplicativo como, por exemplo, o RM Vitae, o usuário “Pedro” não terá acesso à coligada 1. Devemos
acessar o cadastro de usuários em Cadastro /Segurança / Usuários, editar o usuário e marcar a opção
“Permissão de acesso a coligadas”, na pasta “Configurações de Segurança”. Nesta mesma pasta deve-se
associar o usuário ao perfil desejado em “Perfis associados”. Um usuário poderá ser associado a um perfil
diferente para cada coligada.

Associação a filtros
Nesta pasta podemos criar filtros a fim de efetuar restrições mais detalhadas para cada um dos usuários.

Exemplo:
Temos um usuário que só terá acesso à filial 1; acessamos a pasta “Associação a filtros” e criamos um filtro
que restrinja o acesso do usuário somente à filial 1.

Os campos de filtro serão disponibilizados conforme o aplicativo que está sendo executado.

Considerações importantes sobre a forma de administrar usuários


Cada usuário poderá ser associado a vários perfis. Para facilitar a manutenção, evite associar um usuário
a mais de 1 perfil.

Exemplo:
Temos os perfis “Consulta”,“Digitador” e “Administrador”. Foi criado um usuário que será supervisor e terá
acesso total ao aplicativo. Evite associar este usuário aos três perfis acima, dê preferência para a criação
de outro perfil e neste perfil dê acesso total. Associe o usuário a este único perfil, com isso teremos um
cadastro limpo sem muitas associações entre usuários e perfis.

Ao associar um usuário a dois perfis distintos, perfil A01 (permite acessar o cadastro de filial) e perfil Z01
(restringe acesso ao cadastro de filial) a permissão que prevalecerá é a do perfil que permite acesso.

Os privilégios de um usuário podem ser definidos por aplicativo e por coligada, ou seja, um usuário pode
ser supervisor em um aplicativo e em outro ser apenas um usuário comum sem grandes privilégios. Ele
pode ter acesso total a uma coligada sem ter acesso à outra.

Rede
Nesta pasta podemos relacionar um usuário da rede e seu domínio com o usuário da RM. Esses campos
são utilizados nos recursos Logon Unificado e Logon LDAP.

Permissões de Acesso
Essa tela permite que sejam verificadas as quais sistemas o usuário tem acesso e o seu atributo em cada
aplicativo. Alem disso, é possível associar um usuário a um sistema, coligadas e definir o mesmo com
atributo de supervisor e de inclusão de relatórios. Para essa operação são exibidas duas árvores de acesso.
A do lado esquerdo filtra os produtos, coligadas, perfil e usuários. A do lado direito filtra por usuário,
sistema e perfil. As operações que podemos aplicar nessa tela são:

28 RM Globais Todos os direitos reservados.


l Associação de permissões de acesso a coligadas e aplicativos e Definição de usuário supervisor. Para
isso selecione um usuário da árvore da direita e arraste para o item da árvore da esquerda;
l Para definir um usuário como “Supervisor” clique com o botão direito do mouse sobre a descrição
do usuário desejado e selecione a opção “Supervisor”;
l Para definir acesso a um determinado aplicativo selecione o usuário (tela da direita) clique e arraste
o usuário até o sistema/coligada que desejar.

Preferência de Anexos
O item de preferência de anexos no permite tornar um anexo de uma Action visível na visão de forma
padrão ou ainda poder tornar o anexo um item de preenchimento obrigatório ao se cadastrar um registro
na Action principal. O grande ganho dessa funcionalidade acontece quando se tem a necessidade de ter
uma visão onde o anexo é um complemento fundamental para compreensão e analise das informações
de uma Action. A funcionalidade se divide em dois cadastros: Actions Anexas e Preferência de Anexos.

Actions Anexas
Esse é o cadastro que associamos as Actions Anexas com a Action principal, permitindo assim a operação
de Preferência de anexos. Toda Action Anexa pode se tornar uma Preferência de Anexo, desde que ela já
seja uma Action Anexa á Action principal.

Para facilitar, ao escolher a Action principal são filtradas as Actions anexas da Action principal, sendo
assim ao selecionar o item do campo Action Anexo, serão exibidas apenas as Actions anexas da Action
principal. Os campos presentes na tela são:

l ID: identificador do registro, não editável.


l Action Principal: insira o nome da Action principal
l Action Anexo: insira o nome da Action anexo que deseja se tornar uma preferência de anexo.
l Parâmetros de entrada: Insira a indicação dos recursos que será associado à Action de Anexa. Somente
usado a partir da 10.80
l Nome do Grupo: Insira um nome para separar os Anexos em grupos. Uma vez que o grupo seja
preenchido, o Anexo será exibido em um Grupo dentro do menu de Anexos

Preferência de Anexo
Nesse cadastro é que são escolhidas quais funções serão exercidas pelas Actions anexas, se serão
como registro obrigatório no cadastro da Action principal ou se serão Actions que serão carregadas
automaticamente na visão. Os campos desse cadastro são:

l ID: Escolha uma Action Anexa


l Nome Action Principal: Esse campo é carregado automaticamente ao escolher a Action Anexa e será
exibido o nome da Action principal, campo não editável.
l Nome Action Anexo: Esse campo é carregado automaticamente ao escolher a Action Anexa e será
exibido o nome da Action anexo, campo não editável.
l Obrigatório: marque esse campo caso deseja que o anexo seja de preenchimento obrigatório.
l Carregar Automaticamente: marque esse campo para que o anexo abra na visão e na edição junto
com a Action principal.
l Ativo: Marque esse campo para tornar seu cadastro ativo.

Ao marcar para o anexo ser obrigatório, o campo Carregar é automaticamente desabilitado e o anexo passa
a ser visível somente na edição da Action principal. Não sendo possível marcar as opções de Obrigatório
e Carregar ao mesmo tempo.

Todos os direitos reservados. RM Globais 29


Na visão desta funcionalidade existem 3 abas: Permissões gerais, Permissões por Perfil e Permissões por
Usuário.

l Permissões gerais: Quando existe uma Action anexa na aba Permissões gerais essa Action será exibida
como preferência de anexo para TODOS os usuários do produto RM.

l Permissões por Perfil: No momento de cadastro é exibido o campo Perfil na edição, esse campo é de
preenchimento obrigatório. Deve-se escolher um Perfil para associar a Action Anexa. Quando existe
uma existe uma Action anexa na aba Permissões por Perfil, essa será exibida como preferência de
anexo para TODOS os usuários que estão associados ao Perfil escolhido.

l Permissões por Perfil: No momento de cadastro é exibido o campo Usuário na edição, esse campo é
de preenchimento obrigatório. Deve-se escolher um usuário para associar a Action Anexa. Quando
existe uma existe uma Action anexa na aba Permissões por usuário, essa será exibida como preferência
de anexo exclusivamente para o usuário que foi escolhido.

A ordem de hierarquia é das Permissões gerais a Permissões por Usuário. Isso implica que se uma mesma
Action Anexa esteja cadastrada nas abas de Permissões por Perfil e em Permissões por Usuário, mas com
funcionalidades diferentes (Obrigatório e Carregar Automaticamente), valerá o que estiver cadastrado na
aba de Permissões por Perfil.

Cadastro de RM Part
Aqui serão exibidas todas as RMParts disponíveis para serem inseridas no Cenário. É importante ter
o conhecimento de suas propriedades para o uso de algumas funcionalidades do aplicativo RM. Esse
cadastro é carregado automaticamente de acordo com o uso das Actions pelo aplicativo.

Servidores de Aplicação
Essa Action permite o controle do número de registros que serão exibidos por cada Action. Nessa tela
temos exibição de dados essências para o uso das Actions e dos serviços da nova arquitetura RM

Gerenciamento de Alias
Com cadastro é possível controlar os Alias de conexão do banco de dados com os aplicativos RM,
lembrando que o Alias é o arquivo que contem as informações dessa conexão.
Esse cadastro possui duas pastas:

Informações do Alias

Alias
Alias: deve ser preenchido o nome da conexão.
Tipo de Banco: escolha o tipo do banco de dados. Os aplicativos RM trabalham com os banco de dados
MSSQLServer e Oracle.

Servidor de Banco
Qual servidor que está o banco de dados ou o apelido da base em caso de Oracle.

30 RM Globais Todos os direitos reservados.


Serviços
Habilitar processamento de Jobs
Em caso de marcada essa opção, será permitido que se execute os Jobs no servidor indicado.

Execuções Simultâneas
Insira o numero de conexões será permitido para execução do Job.

Executar apenas Job Locais: Marque essa opção caso deseje que sejam processados apenas Jobs
requisitados localmente.
 
Habilitar Alertas de Gráfico
Marque essa opção para a funcionalidade de Alertas de Gráfico.

Intervalo entre verificações


Insira o numero de segundos que será feita a verificação dos dados no servidor.

Quanto maior esse número, maior será a verificação feita, podendo causar lentidão no servidor.
 
Habilitar histórico de gráficos
Marque essa opção para usar a funcionalidade de armazenamento de histórico do gráfico de
Gauge(Marcadores).

Intervalo entre verificações


Insira o numero de segundos que será feita a verificação dos dados no servidor.

Quanto menor esse número, maior será a verificação feita, podendo causar lentidão no servidor.
 
Habilitar envio de email de RSS
Marque essa opção para usar a funcionalidade de armazenamento de envio de email de aviso de RSS.

Intervalo entre verificações


Insira o numero de segundos que será feita a verificação dos dados no servidor.

Quanto menor esse número, maior será a verificação feita, podendo causar lentidão no servidor.

Conexão a Banco de Dados Externos


Para facilitar o uso de analise de dados, o produto RM tem a funcionalidade de conectar a uma base de
dados diferente da base do RM permitindo assim a extração de dados através da consulta SQL. É permitido
incluir qualquer tipo de banco de dados, desde que o mesmo possua o seu driver de acesso instalado na
estação. Essa conexão a bando de dados externo permite que sejam feitas consultas SQL’s na base.

Pasta Identificação

Nome: Escolha o nome da conexão, insira um nome de fácil identificação da base.


Descrição: Descreva aqui sobre o que é a base, qual tipo de banco, dados importantes para identificar
a base.
String de Conexão: Aqui será listada a string de conexão para o banco de dados.
Data Source: Escolha o tipo do banco de dados e qual driver será usado.
ServerName: Insira o nome da base de dados.

Todos os direitos reservados. RM Globais 31


Username: Nome de usuário de acesso á base.
Password: Senha do usuário de acesso á base.
Save my password: marque essa opção caso deseja salvar a senha.

Para testar a conexão, clique no botão “Test Connection”.

Anotações

32 RM Globais Todos os direitos reservados.


PARÂMETROS
Gerais
Preenchimento de Mascarás
Para os itens que tem necessidade de informar a mascará deve seguir a seguinte orientação:

A quantidade de símbolos “#” constantes no campo “Máscara” corresponde ao número de dígitos desejado
para o código da tabela.

L - Para campo alfabético. Transforma as letras informadas em letras maiúsculas, isto é, caso sejam
cadastrados caracteres em minúsculo, haverá conversão automática para maiúsculo.
l - Para campo alfabético (L[éle] minúsculo).
A - para campo alfanumérico. Transforma as letras informadas em letras maiúsculas, isto é, caso sejam
cadastrados caracteres em minúsculo haverá conversão automática para maiúsculo.
a - Para campo alfanumérico, podendo ser digitados letras e números (aceita caracteres alfanuméricos
em maiúsculo ou minúsculo).
Q - Para qualquer caracter, menos os separadores (: . , ; /).

Opções de Login
Ativa Logon Unificado
Esta opção permitirá que você utilize uma mesma senha de Login para acessar o sistema. Neste caso,
com esta opção marcada, sempre que for inicializado o sistema será aplicada a senha do usuário na REDE
permitindo que o acesso ao aplicativo seja liberado automaticamente e sem que seja solicitada a senha
de Login do Usuário no Aplicativo.

Esta funcionalidade será condicionada ao cadastro do usuário de rede como o usuário do RM.
Dessa forma, o Login do Aplicativo estará unificado com o Login do usuário na REDE. Para desativar a
unificação basta desmarcar esta opção.

Ativa Logon LDAP


O Lightweight Directory Access Protocol (LDAP) é um protocolo de manipulação de diretórios que roda
por cima do protocolo de comunicação TCP/IP ou de uma outra conexão existente. Esse protocolo torna
a forma de comunicação mais leve e segura, apesar de suportar um grande fluxo de informação.
Diante das tendências de mercado os produtos RM, a partir de agora, dispõe da integração LDAP,
proporcionando mais uma opção para o uso dos aplicativos.

Habilitando esta opção, será ativada a verificação do logon LDAP. Essa verificação permitirá a comparação
do usuário do RM com o usuário da Rede LDAP.

O Logon LDAP não funciona em conjunto com o Logon Unificado. Ao selecionar um o outro será desabilitado
automaticamente.
Fique
atento

Todos os direitos reservados. RM Globais 33


Caminho LDAP
Preencha este campo para informar o caminho de verificação do LDAP.

Exemplo:
LDAP://VMLOCAL.COM.BR.

Nome do Usuário
Verifica qual o campo será comparado ao logar no Aplicativo RM. Caso escolhido “Utilizar usuário do RM”
será comparado ao campo “Usuário” do cadastro de usuário, pasta identificação. Se escolhido “Utilizar
usuário da Rede” será comparado ao campo “Usuário de Rede”, no cadastro de usuários, pasta Rede.

Utiliza Última Coligada


Esta opção permite que você utilize sempre a última coligada selecionada ao logar no sistema. Se
desmarcada, ao logar, o usuário deverá selecionar uma Coligada através da janela de seleção de
Coligadas.

Número de Tentativas de Login


Esta opção determina o número de vezes que o usuário pode errar ao tentar logar no sistema. Se o número
for zero, o usuário poderá errar quantas vezes ele quiser. Se o número for diferente de zero, o usuário só
poderá errar até o número de vezes informado neste campo. Caso ele erre mais vezes, o usuário será
desabilitado e o supervisor terá que ativá-lo novamente (a opção Ativo, no Cadastro de Usuário, terá que
ser marcada novamente).

Tempo de Bloqueio do Usuário


Esta opção determina o tempo, em minutos, que o usuário ficará proibido de tentar logar novamente, uma
vez que ultrapassou o número de tentativas permitido. Esta opção só funcionará se o número informado
no campo “Número de Tentativas de Login” for diferente de zero.

Se o tempo informado for diferente de zero, o usuário só poderá tentar logar no sistema após os minutos
definidos anteriormente. Se for igual a zero, esse campo estará desabilitado.

Porta para envio de mensagens


Esta opção permite cadastrar um valor para o campo “PORTOMSG” a ser utilizado no envio de mensagens
a usuários conectados. Antes este cadastro só poderia ser feito via banco de dados e agora pode ser feito
via aplicativo RM também.

URL de acesso ao RM Portal


Esta opção permite cadastrar o endereço do RM Portal para utilização em alguns aplicativos e de algumas
funcionalidades, como o RSS.
Envio de e-mail’s - Parâmetros Globais

Envio de e-mails
Parâmetros da Coligada Atual
Informe os dados para os parâmetros que serão utilizados na coligada em uso. Estes dados prevalecerão
sobre os dados informados nos Parâmetros Default.

34 RM Globais Todos os direitos reservados.


Servidor SMTP (para envio de e-mails):Informe o nome do servidor SMTP a ser utilizado para o envio dos
e-mails nesta coligada.

Exemplo:
servidor.empresa.com.br

Exige autenticação do servidor de e-mails: se esta opção estiver marcada será exigida, do servidor, a
autenticação dos e-mails, isto é, será necessário que o servidor valide o usuário e a senha do usuário que
está enviando o e-mail.

l Se o servidor estiver configurado para NÃO validar o usuário/senha e esta opção estiver marcada,
NÃO serão validados os dados e o envio ou não do e-mail dependerá do servidor.
l Se o servidor estiver configurado para VALIDAR o usuário/senha e esta opção NÃO estiver marcada,
NÃO serão validados os dados e o envio ou não do e-mail dependerá do servidor.

Usuário: informe o nome do usuário que será utilizado para se realizar uma conexão com o servidor
SMTP.

O usuário que será utilizado não é o mesmo de acesso a base de dados, mas sim o usuário da rede que
tem acesso e permissão para realizar envio de e-mail’s no servidor de e-mail’s que estiver informado no
campo Servidor SMTP (para envio de e-mails).

Senha: informe a senha do usuário que será utilizado para se realizar uma conexão com o servidor SMTP.

SSL: marque este item caso deseje que o e-mail seja enviado com autenticação SSL.

Intervalo (minutos):informe de quantos em quantos minutos a aplicação irá enviar os e-mails que estão
na fila.

Testar parâmetros para envio de e-mail’s: a função deste botão é verificar se as configurações feitas para
envio de e-mail estão funcionando corretamente.

Os parâmetros são os mesmos para a Coligada Atual. Se todas as coligadas possuírem o mesmo servidor,
basta preencher os campos dos Parâmetros Default. Se apenas uma coligada possuir um servidor diferente,
para esta coligada, preencha apenas os campos dos Parâmetros da Coligada Atual. Se cada coligada
possuir um servidor diferente, preencha para cada coligada os campos dos Parâmetros da Coligada Atual
e não preencha os campos dos Parâmetros Default. 

Manter Histórico de E-mails: marque esta opção caso desejar manter um histórico dos e-mails enviados.

Apagar Histórico de E-mails após X Dias: preencha o campo com o número mínimo de dias que os e-mails
ficarão armazenados no RM.

Gerador de Relatórios
Utilizar controle de segurança de campos no Gerador de Relatórios
Esta opção permite o controle de acesso a campos no Gerador de Relatórios baseado no perfil dos
usuários. Marcando esta opção, os usuários que não tem permissão de consulta em um determinado
campo não poderão emitir nenhum relatório que possua um Campo da Base que referencia esse campo,
como também não poderão incluir esse campo no formatador de relatórios.

Todos os direitos reservados. RM Globais 35


Esta segurança será feita independente dos níveis do usuário de alteração e emissão de relatórios e só
terá validade para emissão de relatórios via Gerador de Relatórios. Esta opção estará habilitada APENAS
para o usuário SUPERVISOR.

Manter LOG de execução de relatórios referente aos últimos “X”dias


Informado um número de dias, o sistema manterá todas as execuções do gerador de relatórios referente
a esses últimos dias.

l Se o número de dias for igual a zero ou não for informado algum valor, o sistema não criará o log.

Manter relatórios executados por agendamento referente ao(s) último “X” dia(s)
Este recurso realiza a exclusão automática dos relatórios executados através de agendamento, conforme
a periodicidade determinada. Será útil para excluir relatórios desatualizados e evita que o usuário precise
excluí-los constantemente.

l Se o número de dias for igual a zero, os relatórios gerados serão excluídos no dia seguinte.
l Se o número de dias for vazio (nulo), os relatórios serão vitalícios, ou seja, não serão excluídos até que
você mesmo os exclua.

Integração LDAP
Ativa Integração Ldap: check usado para poder ativar a integração LDAP
Caminho LDAP: insira qual é o domínio que irá trabalhar com o protocolo LDAP. Não esqueça que para
ter um domínio válido ele deve ser precedido do protocolo LDAP:\\
Grupo LDAP: preencha com qual grupo de usuários o usuário que será inserido pertencerá.

Exemplo:
User, DNS

Permitir remoção de usuários: marcando esse check será permitido, ao excluir um usuário do RM, que o
usuário do serviço de diretório seja excluído também.
Usuário: usuário que tenha acesso ao sistema de diretórios.
Senha: senha do usuário que tenha acesso ao sistema de diretórios.

Para as operações de cadastro, alteração e remoção do usuário no diretório do domínio é necessário que
o usuário que estiver com as credenciais no Parâmetros globais tenha privilégios para as operações.

Consultas SQL
Nesta pasta será possível parametrizar para que caso um campo esteja configurado para não ser consultado
através de uma consulta SQL, ele não seja exibido na grid de execução de consulta SQL.

l Ativa segurança na execução de Consultas SQL (segurança de campos e filtro por usuário): Marcando
esta opção, os campos que não forem permitidos para visualização não serão exibidos nas consultas
SQL.

l Ativa bloqueio de execução de Consultas SQL caso não seja possível aplicar segurança: Esta opção,
caso não seja permitido aplicar a segurança do campo acima, a consulta não será executada.

36 RM Globais Todos os direitos reservados.


Essa funcionalidade será permitida somente em banco de dados MS-SQLServer e somente para consultas
SQL’s que não sejam Visíveis para todas as Coligadas.

Para bancos de dados Oracle, os campos da consulta SQL devem ser escritos por completo.

Exemplo:
“SELECT PFUNC.NOME FROM PFUNC”.

Google
Configurações de Proxy
Preencha as configurações de Proxy caso sua rede precise destas configurações, para acessar o ambiente
externo à rede da sua empresa, como a Internet.

Google Maps
A chave do Google Maps é necessária para a geração dos Mapas Anexos. A configuração necessária para
o correto funcionamento do Google Maps pode ser encontrada pela pesquisa no by You, dentro do RM.
Basta procurar por “Maps” na aba lateral do RM.

License Server
IP e Porta
O IP e porta solicitados aqui são referentes ao endereço de IP da estação onde o License Server está
instalado e configurado, e qual porta o serviço do License Server está utilizando. Estes dados devem ser
obtidos com o administrador deste servidor de Licenças.

Existem dois outros campos que permitem ser configurados para servirem como servidores de licenças
auxiliares, caso o servidor principal dê algum problema. Para que este recurso esteja disponível será
preciso marcar o parâmetro que está abaixo do endereço do servidor principal.

Comunicação Host-Client
Na comunicação Host-Client você pode realizar configurações referentes à interação que o ambiente
servidor realiza com o ambiente cliente e vice-versa.

Redes Sociais
As configurações aqui definidas referem-se à integração das Redes Sociais com o RM. Nesta integração,
você configura na solução TOTVS a fonte de informação, que pode ser qualquer dado presente na base
de dados do produto, ou outras bases de dados, escolhe as redes sociais onde deseja divulgar, configura
a frequência com que quer apurar os dados e depois deixa que o próprio sistema cuide de fazer a sua
divulgação.

Help Wiki
O Wikihelp é a ajuda online da TOTVS que dispõe de inúmeros tópicos de apoio à solução RM. O Wikihelp
também pode ser disponibilizado em um servidor específico e interno à empresa, não dependendo da
internet para funcionar. Se devidamente configurado, o Wikihelp, que é disponibilizado via instalador
poderá ser aderido neste servidor e funcionar de forma semelhante ao Wikihelp online.

Lembrando que o uso Wikihelp offline não é recomendado, pois as atualizações do Wikihelp online não
são repassadas ao Wikihelp offline.

A configuração do Wikihelp offline está disponível junto a seu instalador.

Todos os direitos reservados. RM Globais 37


Filtro do Perfil
O parâmetro “Concatena Filtro de Perfil com AND” permite que os filtros criados no filtro do perfil
sejam tratados de forma conjunta, ou seja, se um dos filtros não for respeitado, o resultado não será
apresentado.

Um exemplo é quando um usuário está associado a dois filtros por perfil. Os dois filtros por perfil vão
funcionar conjuntamente. Se um deles não atender as condições que forem solicitadas, o resultado não
poderá ser mostrado ao usuário, pois OS DOIS FILTROS deverão ter suas condições respeitadas.

Sistema de Mensagens
Pelo sistema de Mensagens você pode configurar o envio de mensagens pelo Smart Client RM. O envio de
mensagens pode ser entrado no menu Serviços, Grupo Utilitários, do módulo Serviços Globais no Smart
Client.

Sharepoint
O Sharepoint é uma ferramenta de plataforma Web da Microsoft que possibilita a criação de portais e
intranets. Um exemplo de portal criado com o Sharepoint é o Wikihelp.

As configurações feitas neste local dos parâmetros globais permitem ao RM integrar-se ao Sharepoint, em
uma série de recursos:

Exportação de Visão para Documentos


Para empresas que possuem sites criados na ferramenta Sharepoint da Microsoft, existe a possibilidade
de exportar o arquivo gerado diretamente para uma pasta de documentos no site. Ao selecionar esta
opção, posteriormente deverá preencher os dados do site destino tais como, servidor, porta, subsite e
usuário com permissão para postagem. Após informar os dados deverá buscar as pastas e selecionar qual
pasta será postada o arquivo.
Pesquisa GED

O sistema permite através do recurso de Pesquisa de Documentos – GED´s realizar buscas no ECM e no
Sharepoint sobre informações de palavras chaves (termos) que estejam relacionadas nos documentos
postados. Esta funcionalidade está localizada na nova MDI no canto direito do monitor. É necessário
parametrizar o GED, nos parâmetros gerais do TBC: usuário, servidor, empresa, site, porta entre outros para
que as pesquisas sejam realizadas com sucesso.

Para execução da pesquisa basta informar a palavra chave, selecionar onde a busca será realizada (ECM,
Sharepoint ou ambos) e clicar no botão de pesquisa para efetuar a pesquisa. O resultado retornado
será apresentado na própria tela (grid) de forma organizada e vertical. Ao clicar nos links retornados, os
documentos serão abertos no programa adequado conforme extensão do documento.

Para utilizar todos os recursos acima, é necessário que você possua um servidor com o Sharepoint instalado
em sua empresa. Confira o Wikihelp e saiba mais como configurar o Sharepoint e estes recursos.

Anotações

38 RM Globais Todos os direitos reservados.


PREFERÊNCIAS DO USUÁRIO
Neste menu podemos definir algumas preferências para o usuário logado no aplicativo.

Diálogo antes da Visão


Este recurso permitirá acessar diretamente a janela de edição antes mesmo do acesso à visão (cadastro)
de cada uma delas.

Barra Global
Selecionando barra global, o sistema exibirá a barra de ferramentas com os botões de função (ícones)
apresentados na parte superior da tela principal.

Utilizar Enter como Tab


Esta opção permite que ao teclar <ENTER> em uma tela de cadastro, o cursor do mouse mude de um
campo para outro como se fosse pressionada a tecla <TAB>.

Salvar última ordenação da Visão


Esta opção guarda a última ordenação (por nome, data, código, etc.) efetuada pelo usuário na visão.

Mostrar quantidade de registros na Visão


Será apresentada na barra de título de cada janela de visão, a quantidade de registros visualizados.

Neste tela, além da pasta “Globais”, podem existir outras pastas com conteúdo específico do aplicativo.
Estas pastas são importantes e contém informações necessárias ao aplicativo, relacionadas ao banco de
dados e às opções de conversão e importação de dados do sistema. Outras opções específicas de cada
aplicativo poderão estar disponíveis, além das citadas acima.

Anotações

Todos os direitos reservados. RM Globais 39


UTILITÁRIOS
Fórmula visual
Fórmula visual em sua tradução significa fluxo de trabalho. O seu conceito se difere entre quais áreas
será trabalhado. No caso do RM, Fórmula visual se trata de uma seqüência de operações pré-definidas,
montadas pelo próprio usuário. Esse fluxo se inicia com um evento disparador (Gatilho), ação que seja
executada para iniciar o Fórmula visual e as operações seguem, em forma sequencial. Contendo, se
necessário, alguns “Se/Senão”,“Enquanto”, entre outros.

Categoria
A categoria da Fórmula visual segue a mesma linha das categorias das ferramentas do produto RM. Cada
categoria é composta por um ou vários perfis ao quais estão associados os usuários que terão permissão
de executar a Fórmula visual. É importante que o nome das categorias seja descritivo, para facilitar a
organização.

Atividades
As atividades são as operações que são executadas na Fórmula Visual. Cada atividade tem as suas
características próprias e suas propriedades definidas. Elas podem ser desde uma simples validação de
dados á uma execução de processo. É permitida inclusive, a junção de mais de uma atividade na mesma
Fórmula Visual.

Exportação do Log de Uso


Esse utilitário é usado para enviar informações sobre acesso dos aplicativos RM para a TOTVS.

Importações/Exportações de dados Globais


Esta opção nos permite exportar e importar dados globais dos aplicativos RM através de arquivos-texto.
Desta forma, podemos integrar dados de bases distintas do RM ou até mesmo exportar/importar dados
de outros sistemas para o RM. Para conhecer a estrutura dos arquivos de exportação, basta selecionar a
tabela que será exportada/importada e clicar no botão “Gerar Layout”. Será gravado um arquivo-texto
com a estrutura do layout desejado.

Parâmetros de importação

Fazer apenas a validação do arquivo


Este recurso gera as informações para a importação e permite visualizar a estrutura do arquivo antes de
importá-lo, facilitando a verificação de possíveis erros. Após a verificação, podemos confirmar a importação
dos dados na base;

Desprezar registros já existentes


Os dados contidos no arquivo de importação não substituirão os dados que já existem na base.

Antes de confirmar uma importação de dados recomendamos que o usuário esteja certo da operação
que está realizando, pois dados importantes poderão ser perdidos. Faça cópia de segurança dos dados

40 RM Globais Todos os direitos reservados.


antes de concluir a operação.

Filtro para exportação


Os recursos deste campo são exclusivos para as operações de exportação de dados. Será possível digitar
neste campo um comando em SQL para restringir a exportação conforme desejar.

Exemplo:
Exportar os dados da tabela de cotações de um período específico:
Sentença SQL: DATA BETWEEN ‘01/01/06’ AND ‘12/31/06’
Neste caso a exportação das cotações será exclusivamente do período de 01/01/2006 à 31/12/2006.

Utilizar definição fixa de colunas


Esta opção vale para importação ou exportação, tendo como finalidade a manutenção de uma estrutura
que apresenta os dados importados/exportados de forma organizada com nome da tabela, tipo e
tamanho. Desabilitando este campo, os dados serão importados/exportado em seqüência, separado
apenas por “;” (ponto e vírgula).

Utilizar delimitador de strings


Esta opção é utilizada somente para exportação de dados. Quando esta opção está marcada, o campo
string da tabela será exportado com um delimitador de início e fim de conteúdo, normalmente, “/@” para
início e “@/” para fim.

Importação de CEPs
Para importar CEP’s será necessária a utilização do arquivo de localidades (arquivo-texto) gerado pelos
Correios para aplicativos Windows. Eles têm os seguintes dados: nome, logradouro, bairro, cidade, Estado
e CEP.

O CD a ser adquirido nos correios é o de “Base de Dados Comercial do DNE” (DNE – Diretório Nacional de
Endereços). Ao realizar a instalação do aplicativo dos correios, será criada uma pasta chamada “DNE_GU”
com duas subpastas chamadas “GU” e “TE” e serão utilizados para importação somente os arquivos que
constam na pasta “\\DNE_GU\TE (LOG_BAIRRO.TXT, LOG_CPC.txt, LOG_LOCALIDADE.TXT , etc.). Os dados
serão armazenados nas tabelas GCEPESPECIAL, LOGRADOURO, GLOCALIDADE e GBAIRRO.

Importação de Objetos Gerenciais


Os objetos gerenciais que estão no sistema tais como Gráficos, Consultas SQL, Cenários, Canais RSS, entre
outros, poderão ser exportados e importados através deste processo. Com isso você poderá organizá-los
em arquivos, permitindo portabilidade para utilizá-los em outras bases de dados.

O processo de Importação de Objetos Gerenciais se aplica a todos os tipos de arquivo, independente de


seu formato ou extensão e em um único processo. Bastará apenas seguir o wizard de Importação

Os demais processos de Importação e Exportação podem ser executados a partir das visões das Actions
de Objetos, como Cadastro de Gráficos, Consultas SQL, etc.

Consultas SQL
Nos aplicativos RM é possível cadastrar e executar consultas SQL’s, elas têm com função consultas ou
procedimentos específicos para cada aplicativo. Uma consulta SQL é uma sentença escrita em linguagem

Todos os direitos reservados. RM Globais 41


própria para realização de uma pesquisa diretamente no banco de dados, buscando informações que
estejam devidamente gravadas nas diversas tabelas do sistema.

O uso das consultas SQL’s se tornou bastante importante para criação de RSS , Gráficos e nova Planilha.
net. Seu uso é de extrema importância para uso das ferramentas gerencias presentes no RM.

RSS (Really Simple Syndication, ou “sindicância realmente simples”, ao pé da letra. Ou ainda “Busca de
informações simplificada”) é uma família de formatos Web feeds, utilizado para publicar conteúdos
atualizados com freqüência, tais como conteúdos de blogs e notícias em um formato padronizado.

Um documento RSS (que é chamado de “feed”, “web feed”, ou “canal”) contém resumos dos conteúdos de
um web site associado ou a um texto integral. RSS torna possível às pessoas manter o contato com os sites
de uma forma automatizada que podem ser canalizadas para programas especiais ou filtrada.

O conceito da TOTVS sobre o RSS é baseado na construção de consultas SQL em um banco de dados,
que se revertem em alertas RSS para qualquer gerenciador RSS. Estes alertas são avisos de páginas que
sofreram alguma atualização, e a partir deles é possível o direcionamento para verificar essas atualizações.
Para tal, basta que a pessoa se inscreva no Canal RSS para aquele endereço de página (URL).

A construção de Canais RSS na Linha RM é feita no serviço de “Consultas SQL”, do módulo “Ferramentas”,
menu “Utilitários”, para qualquer aplicativo da solução. Cada linha gerada por uma consulta é considerada
como um feed, e cada Canal RSS disponibiliza feeds de diversas Consultas SQL.

Em sua tela de visão são exibidas as consultas SQL’s Globais e as consultas criadas para cada aplicativo.
Isso quer dizer que as sentenças criadas em cada aplicativo é visível somente no seu aplicativo.

Processos
Executar Consulta SQL: executa consulta SQL selecionada. É permitido selecionar apenas uma consulta
para execução.
Procurar Referências: processo que permite verificar se a consulta está sendo referenciada em algum
Filtro, Fórmulas, Relatórios e Filtros do Gerador de Relatórios.
Copiar Consultas SQL: copia uma consulta SQL, podendo manter o nível da Consulta copiada e suas
configurações.
Copiar Consultas SQL entre Coligadas: copia uma consulta SQL para outra coligada que o usuário possua
acesso.
Processo de envio de consulta SQL por e-mail: permite que o resultado de uma consulta SQL seja enviado
por e-mail para usuários do RM ou qualquer destinatário que se desejar.
Exportar Consulta SQL: exporta a sentença SQL para que a mesma possa ser usada em outro aplicativo
ou coligada.
Importar Consulta SQL: importa uma consulta que foi exportada.

Para que uma consulta SQL seja visível em todas as coligadas é necessário que a opção de “Visível a
todas Coligadas” esteja marcado em sua edição. Vale à pena lembrar que os campos obrigatórios para a
consulta SQL são Código, Titulo e a sentença válida. Para disponibilizar seu uso no RM Portal é necessário
que seja marcada a opção de “Disponível” para o RM Portal.

Toda vez que a sentença é salva, é verificado se ela está válida para garantir o seu perfeito funcionamento.
Apenas consultas de seleção podem ser executadas da consulta SQL. Nenhuma sentença de manipulação
de dados pode ser executada

42 RM Globais Todos os direitos reservados.


Editor
Para facilitar o uso e para quem tem pouca experiência na linguagem SQL, foi elaborado o Editor de
Consulta SQL com o qual o usuário poderá facilmente elaborar as consultas de forma prática e rápida.

Configurar
O botão de configurar, na edição da consulta SQL, nos permite personalizar o resultado da consulta. Com
esse recurso podemos impor condições para colorir cada célula do resultado da execução da Consulta
SQL, bem como associar o resultado a execução de uma Action, bastando apenas o preenchimento dos
parâmetros de entrada com os campos que forem retornados na consulta SQL.

Banco de Dados Externos


O campo “Banco de dados Externo” nos permite executar uma consulta SQL em um banco de dados
diferente da base do RM. Para isso, o banco de dados deve estar previamente cadastrado no RM, através
do menu Cadastros \ Segurança \ Administrativa \ Conexões á banco de dados externo.

Grid da Execução de Consultas SQL


Após clicar em “Executar” é exibida a tela de Execução da consulta SQL. Essa tela exibirá o resultado da
execução da consulta SQL. Caso a consulta necessite de parâmetros, os mesmo serão pedidos antes
da execução. Somente após o preenchimento de todos os parâmetros é que o botão de Executar fica
habilitado.

Na própria execução é permitido que se visualize a sentença SQL que deu origem ao resultado, a opção
de “Visualizar Sentença” deve permanecer marcada conforme vem no padrão. Caso a sentença retorne
apenas um registro será possível visualizar o registro em um formulário. (A frase sublinhada está confusa,
reescrever.) Marque a opção “Visualizar” como registro. Essa opção apenas ficará disponível se a consulta
SQL retornar um registro.

Para um melhor gerenciamento dos dados disponíveis a Grid de execução da consulta SQL oferece
recursos que facilitam a analise do resultado. Na Grid é permitido que se agrupe o resultado por colunas.
Clique na coluna desejada e arraste para a área de agrupamento. É possível adicionar quantas colunas
desejar e inserir na ordem que melhor ficar. Alem do agrupamento, a Grid permite que cada coluna seja
filtrada pelos resultados presentes nas colunas e que a coluna seja fixada no inicio da Grid para poder
fazer a comparação entre os dados de outras colunas.
Para campos numéricos a Grid apresenta a opção de criar Somatórios para as mesmas. É possível fazer
Média, Quantidade (quantidade de registros), Valor Máximo, Valor mínimo e Soma da coluna. Os resultados
são exibidos no final da exibição dos dados na Grid.

Executar
Com a tecnologia que é usada nos aplicativos RM é possível executar as Actions de outros sistemas
através desse utilitário. Bastando apenas inserir o nome da Action no campo Executar e clicar duas vezes
quando o nome da Action aparecer. Vale lembrar que as Actions, caso a busca indique mais de uma, serão
divididas pelos módulos do RM. Para verificar a Action desejada, clique no modulo que ele será aberto
com a lista de Actions.

A busca será feita a partir do terceiro caractere digitado no campo Executar.

Calculadora
Este utilitário é mais um dos recursos do aplicativo para facilitar suas operações, permitindo que sejam
realizados cálculos matemáticos simples. É possível transferir os valores para campos de diversas tabelas

Todos os direitos reservados. RM Globais 43


do aplicativo. A calculadora poderá ser acionada a qualquer momento, em qualquer parte do sistema, pela
facilidade de trabalhar de forma independente das demais opções do aplicativo. O valor calculado poderá
ser transferido para campos dos aplicativos, para isso basta clicar no botão “Transf.” na calculadora.

Outras teclas de recursos


C - CLEAR: Limpa da tela os valores digitados ou calculados.
Bs- BACKSPACE: Limpa o último dígito informado na tela.
S - STORE: Armazena valores na memória.
L - RECALL: Retorna o valor armazenado na memória.
R - RAIZ: Calcula a raiz quadrada do valor disponível.
F - FITA: Mostrar/Ocultar a fita de valores digitados ou calculados na parte superior da calculadora.
H - HORA: Ativa/Desativa o módulo Hora.
Nc- NOVA CALCULADORA: Abre novas calculadoras, tantas quantas se o usuário desejar.

Controle de Versão Exigida


Este recurso está disponível apenas para os usuários supervisores, permitindo controlar qual número
da versão do aplicativo terá acesso à base de dados. Todas as estações deverão estar com o número de
versão informado. Estações com versões diferentes não conseguirão acessar o aplicativo.

Exemplo:
Definindo-se que a versão a ser utilizada seja a 10.70.0. Se o usuário tentar acessar o aplicativo utilizando
outra versão será emitida uma mensagem de advertência.

Agenda
Este recurso poderá ser utilizado para cadastrar compromissos, gravar lembretes ou enviar mensagens
sobre tarefas com data marcada. O lado esquerdo da janela mostra um calendário que marca, em negrito,
as datas nas quais o usuário possui compromissos agendados. Ao clicar em uma data no calendário, a tabela
do lado direito da janela mostrará os compromissos para aquela data, caso exista algum compromisso.

A agenda ainda pode interagir com seus compromissos cadastrados no MS Outlook a partir da versão
Office 2003. Essa interação permite a importação de compromissos presentes no calendário do MS-
Outlook para dentro da Agenda, inclusive os compromissos recorrentes.

Alem disso está disponível a inclusão de compromissos para vários usuários ao mesmo tempo.É um
acesso somente ao usuário supervisor.

Envio de Mensagem
Este recurso permitirá a um usuário, enviar mensagens a um ou mais usuários que se encontrarem
conectados à mesma base de dados. É um recurso de utilização bastante simples, que facilita a comunicação
entre usuários através dos equipamentos ligados à rede, desde que a base à qual estão conectados seja
a mesma (mesmo alias).

Caso o aplicativo esteja sendo executado através de acesso remoto, por exemplo, “Terminal Server”, as
opções “Envio de Mensagens” e “Leitura de mensagens recebidas” não estarão disponíveis, pois não é
possível enviar mensagens para usuários que estejam logados através de uma conexão remota.

44 RM Globais Todos os direitos reservados.


Leitura de Mensagens recebidas
Existindo mensagens, a janela será apresentada com o seguinte título:
Mensagem Recebida de [nome do usuário] + [nome do equipamento] + horário do recebimento da
mensagem.

Responder
Para responder imediatamente a uma mensagem recebida, basta digitar na mesma janela a mensagem
desejada e clicar sobre este botão para que ela seja enviada.

Mensagens Automáticas
É um recurso que permite controlar a fila de e-mails a serem enviados pelo aplicativo que o usuário estiver
utilizando. O aplicativo fará uso deste recurso quando não puder enviar diretamente o e-mail e precisar
colocá-los enfileirados. Estando na tela “Mensagens Automáticas”, ou seja, com os e-mails enfileirados, o
usuário poderá determinar qual e-mail deverá ser enviado primeiro e até mesmo excluir um determinado
e-mail da fila.

Todos os e-mails que não forem enviados diretamente ficarão listados neste local.

Histórico de e-mails enviados


Este recurso permitirá armazenar, em uma lista, todos os e-mails pelo usuário usando o produto. Dados
como data de envio, destinatário assunto, texto, cópias, são uns dos dados que são exibidos nesse
utilitário. Além disto, será possível editar o e-mail para verificar os dados enviados, bem como visualizar
seus anexos.

Para que isso seja possível, os parâmetros globais para envio de emails devem estar devidamente
informados em: Opções /Parâmetros / Globais. Principalmente as opções de Manter Histórico de Envio de
Email e Apagar histórico de email após X dias.

Gráfico
O gráfico é a exibição gráfica de dados extraídos de uma consulta SQL ou de uma fonte de dados definida
dentro do sistema. A fonte de dados deve retornar no mínimo 1(um) campo numérico para que seja
possível gerar o gráfico.

Os gráficos podem ser visualizados através de um duplo-clique no registro. Na web, há a possibilidade de


visualização dada pelo módulo Ferramentas, menu Utilitários / Gráfico. Você também poderá visualizar
gráficos após incluir webparts de gráficos, no módulo de Gestão de Conteúdos.

A segurança dos gráficos é baseada na associação de perfis a categorias de gráficos. Portanto, você
conseguirá disponibilizar via webparts de gráficos apenas se seu perfil de usuário estiver associado a uma
categoria de gráfico.
 
Categoria
Para categorizar os gráficos quanto aos perfis de usuários que terão acesso aos gráficos criados, você
precisará incluir categorias e associá-los a estes gráficos. Na pasta Identificação preencha os dados para
melhor representar a categoria desejada. Na pasta Perfil é possível escolher um ou vários perfis a serem
associados á categoria.

Todos os direitos reservados. RM Globais 45


Criando um Gráfico
Acesse o menu Utilitários/Gráfico/Gráfico após isso clique em novo. Preencha os campos:

Titulo: nome do Gráfico


Descrição: descreva sobre o que é o gráfico.
Visível para todas as Coligadas: marque essa opção para tornar o gráfico visível para todas as
coligadas.
Disponível para o RM Portal: marque essa opção para disponibilizar o gráfico no RM Portal.

Categoria: escolha a categoria do gráfico. Automaticamente será escolhido quem terá acesso ao
gráfico.
Roteiro de Calculo: insira dados relevantes para obtenção dos dados da fonte de dados.
Diretrizes para analise: preencha esse campo com as dicas para se obter as informações fornecidas no
gráfico.
Fontes de dados: escolha a fonte de dados que será utilizada para formar o gráfico.
Consulta SQL: será exibido esse campo caso a fonte de dados seja a Consulta SQL. Use-o para escolher
qual SQL formará o gráfico.

Após clicar em Ok o usuário será perguntado se quer gerar o gráfico.

Processo Gerar Gráfico


Uma vez definida a identificação e fonte de dados do Gráfico é preciso definir configurações como Tipo do
Gráfico, dimensão, legenda, entre outros.  Durante toda execução do assistente você poderá pré-visualizar
como o Gráfico, clicando na caixa “Pré-visualizar.

1 - Escolha o tipo de Gráfico: escolha o tipo de gráfico que melhor irá representar os dados que serão
exibidos. São possíveis os gráficos:

l Colunas
l Barras
l Pizza
l Linhas
l Medidor 1
l Medidor 2
l Medidor 3

2 - Valores e Legenda: defina a exibição dos valores no gráfico, a exibição da legenda e seu posicionamento
no gráfico. Alem disso podemos definir quais campos serão utilizados no gráfico, no caso de mais de um
campo numérico e quais campos serão utilizados na Legenda, nos campos de campos Strings.

3 - Títulos do Gráfico: insira os títulos do gráfico. A formatação poderá ser feita através dos botões que
o posicionarão alterando sua fonte e seus estilos. Para cancelar as alterações feitas, basta clicar no botão
“Reset”.

4 - Eixos: defina a exibição e características dos eixos X e Y dos gráficos de barra, coluna, linhas e
alinhamento dos valores no gráfico.Também é possível inverter do resultado da fonte de dados, adequando
a visualização do gráfico ao resultado desejado.

5 - Medidor: os gráficos medidores se baseiam na representação de um único valor que poderá variar em
uma escala pré-definida, dependendo do resultado da fonte de dados. É preciso escolher qual coluna você
quer analisar, a partir do resultado da SQL, para que o gráfico do medidor seja corretamente gerado.

46 RM Globais Todos os direitos reservados.


Processo de Envio de Gráfico por E-Mail
É possível enviar a imagem do gráfico por e-mail, para isso acesse o item de Processos/Assistente de Envio
de Gráfico por E-Mail.

Neste processo você poderá enviar e-mails para os usuários listados em “Usuários Disponíveis” e/ou digitar
o e-mail do destinatário desejado em “Destinatários”, separando-os por ponto-e-vírgula (;). 

Após a escolha do destinatário, preencha o Assunto e Corpo do E-Mail. Para essa etapa é possível inserir 2
tags para uso tanto no corpo do E-Mail quanto no Assunto. As tags são [DESCRICAO] para exibir o que foi
cadastrado no campo descrição do cadastro do gráfico, [DATAATUAL] e [HORAATUAL] representando a
data e hora da geração do gráfico.

Cenário
O Cenário é um ambiente onde você poderá colocar vários recursos da Linha RM em um só lugar. Trata-se
de um recurso que é disponibilizado para se gerenciar os dados do sistema, podendo ser extraídos dados
importante através de comparações entre os meios de saída de informação. Alem disso é possível agrupar
as principais telas e processos de do sistema, personalizando assim o cenário para o uso de cada usuário.

Entre os recursos estão às telas. NET, cadastro de Consultas SQL, Gráficos, Canais RSS, Atendimentos do
CRM, Planilha.net, Atalhos do Sistema, visualizador de relatório, Lista de Relatórios e Agenda. Cada um
destes recursos é chamado de RM Part.

Você poderá ainda incluir vários cenários com estes recursos, distribuindo-os de acordo com o objetivo
de cada cenário: Cenário financeiro, cenário administrativo, cenário com informações de estoque.
Para incluir uma nova RM Part basta clicar no botão insere novo RM Part e selecionar qual o recurso
desejado. Os tipos de RMParts são:

Gráfico
Este recurso permite que você adicione um Gráfico no cenário, visando facilitar a análise de informações
para a tomada de decisões. A ferramenta de gráfico é uma das melhores para este fim e com ele você
poderá ainda extrair o significado de planilhas, tabelas complexas e consultas SQL’s de uma forma fácil
eficiente. Um gráfico bem confeccionado resulta numa maior organização e melhor visualização das
informações.

Escolhendo essa RM Part será exibida a tela onde é selecionado o gráfico. Caso precise buscá-lo, clique no
botão de reticências. Na tela aberta será possível também incluir um novo gráfico. O campo Atualização
Automática, caso marcado, atualizará o gráfico no intervalo estabelecido.

RSS
Permite que você insira um canal RSS ao Cenário. O RSS é um recurso dos produtos RM que possibilita que
você seja informado, através de um e-mail, toda vez que o resultado de uma determinada consulta SQL
seja alterado. Com o RSS você será informado de situações de rotina, como por exemplo: Aviso de Contas
a pagar, Aviso de contas a receber, Aviso de caixa negativo, aviso de baixa de estoque, aviso de período
de validade.

Escolhendo essa RM Part será exibida a tela onde é selecionado o Canal RSS. Caso o canal desejado não
esteja disponível é permitido adicionar um canal. Clique no botão Gerenciador RSS, nele será aberto Leitor
de RSS do RM. Podendo assim assinar qualquer Canal RSS.

Todos os direitos reservados. RM Globais 47


O botão de Configuração, permite configurar:
l Tempo de Atualização em minutos
l Tempo de exibição do aviso em segundos
l Configurações de Proxy
l Iniciar ao Logar

O campo Atualização Automática, na tela de seleção de Canal RSS, caso marcado, atualizará o Canal RSS
no intervalo estabelecido.

Actions
Você pode incluir uma tela .Net ao Cenário, permitindo interagir com os outros componentes do Cenário,
como Gráficos, Consultas SQL, RSS, canais RSS, etc. Isto possibilita uma melhor visualização das informações,
com mais clareza e objetividade.

Escolhendo essa RM Part será exibida a tela onde é selecionada a Action. Para escolher uma Action é
necessário ter acesso (permissão) de leitura à Action, além de saber a descrição ou o ID da Action para fazer
a busca. O campo Atualização Automática, caso marcado, atualizará a Action no intervalo estabelecido

Consulta SQL
Você pode adicionar o resultado da execução de uma Consulta SQL no Cenário. A funcionalidade permite
ainda a extração de dados para melhor visualização do usuário. Outra facilidade é o usuário poder exibir
consultas SQL que são usadas em um Canal RSS ou Gráfico. Dessa forma, exibirá as informações de várias
maneiras diferentes, auxiliando à tomada de decisão. A consulta SQL é um dos principais recursos dos
produtos RM e seu bom uso é de fundamental importância para tratamento das informações.

Escolhendo essa RM Part será exibida a tela onde é selecionada a Consulta SQL. Caso precise buscá-lo,
clique no botão de reticências. Na tela aberta será possível também incluir uma nova consulta. Existe
também a opção de visualizar a visão da Consulta SQL, clique no botão Selecionar e escolha a Consulta
SQL desejada. O campo Atualização automática, caso marcado, irá atualizar a Consulta SQL no intervalo
estabelecido
Relatório
Disponibiliza o recurso de relatórios do RM Reports no Cenário. Visualizando um relatório dentro do
cenário é possível cruzar seus dados com os outros recursos disponíveis no Cenário.

Escolhendo essa RM Part será exibida a tela onde é selecionado o Relatório desejado. Caso precise buscá-
lo, clique no botão de reticências. Na tela aberta será possível também incluir um novo relatório. Existe
também a opção de Preview Completo, que exibe o relatório no Preview original do novo Gerador. O
campo Atualização Automática, caso marcado, irá atualizar o relatório no intervalo estabelecido.

Lista de Relatórios
Exibe uma lista de relatórios selecionados pelo usuário. Após a escolha desta RM Part será exibida a tela
para escolher o nome da listagem. Após a escolha clique em OK, será inserida uma Action no Cenário onde
será possível adicionar vários relatórios. O primeiro botão visualiza o relatório selecionado, o segundo
edita o relatório selecionado, o terceiro adiciona um relatório á listagem e o quarto exclui o relatório
selecionado.

Atendimentos
Com o recurso de atendimentos você pode analisar informações e processos sobre atendimentos,
interagindo com outros recursos disponíveis no cenário, tendo assim um melhor controle sobre
informações do atendimento.

48 RM Globais Todos os direitos reservados.


Escolhendo essa RM Part serão exibidos todos os atendimentos em responsabilidade do usuário logado
no momento no RM.

Planilha.Net
Permite inclusão de Planilhas .Net em um cenário, disponibilizando as informações em formato do MS
Excel. Isso é possível devido à integração da nova Planilha .net com o MS Excel.

Escolhendo essa RM Part será exibida a tela onde é selecionada a Planilha. Caso precise buscá-la, clique no
botão de reticências. Na tela aberta será possível também incluir um novo gráfico. O campo Atualização
Automática, caso marcado, atualizará a Planilha no intervalo estabelecido.

Agenda
Permite a integração com os compromissos do calendário do MS Outlook com a Agenda do
RM. Escolhendo essa RM Part será exibida a tela de configuração da Agenda, onde é possível:

l Escolher o tipo de visualização da Agenda;


l O tipo de Agrupamento;
l Atualização Automática, caso marcado, atualizará o gráfico no intervalo estabelecido.
l Importar dados do MS Outlook;
l Exportar dados para o MS Outlook.

Após preencher as configurações será exibida a visualização da agenda.

Atalhos do Sistema
Você poderá reunir seis cadastros e processos mais importantes em uma única RM Part selecionando as
funcionalidades mais úteis para sua corporação e tornar mais rápido seu acesso.

Após a escolha desta RM Part será inserida no Cenário uma Action onde será possível adicionar atalhos
para Action’s e Processos do sistema que serão separados na visão. O primeiro botão executa o item
selecionado, o segundo adiciona um novo item e o terceiro exclui o item selecionado.

Todos os direitos reservados. RM Globais 49


MDI DA LINHA RM
Logo depois que fizer o login na MDI da Linha RM, você perceberá a semelhança com o Microsoft Office
2010. O antigo design de menus e barras de ferramentas foi substituído, a fim de oferecer simplicidade
na distribuição das tarefas. Os comandos agora estão mais fáceis de serem localizados e estão separados
pelas Abas, na parte superior do sistema, e pelos Grupos, que agrupam os recursos por aba. Veja como
trabalhar com algumas tarefas na MDI da Linha RM.

Tarefas na MDI da Linha RM


Alternando entre os módulos da Linha RM
Para alternar entre os módulos da Linha RM, clique no Orbe da TOTVS e selecione o módulo desejado.

Tarefas mais acessadas e tarefas recentes


No Orbe da TOTVS você pode ver a listagem das tarefas recentemente abertas, independente do módulo
que você está usando no contexto atual. As tarefas mais acessadas podem ser visualizadas na Página
Inicial Barra de Acesso Rápido, ao lado do Orbe da TOTVS.

Alterar o contexto
Para alterar o contexto que você se encontra, como Coligada, Localidade, Filial, Projeto, etc., basta clicar no
item que fica ao lado do Orbe, o “Contexto”, e selecionar o item desejado. Será aberto um assistente para
a alteração do contexto atual.

Se você estiver com abas abertas no contexto atual e alterar o contexto será necessário fechar e abrir novamente as abas
para que elas identifiquem o contexto alterado.
Fique
atento

Visualização por abas


Quando você abrir um cadastro, ele será aberto em abas, assim como os novos navegadores da internet
(Internet Explorer, Mozilla Firefox...). Para trocar a visão atual para a tradicional “Visualização por janelas”,
acesse a aba Ambiente e clique em “Exibição em Janelas”.

Notícias que serão lidas de um WebService na TOTVS


As principais notícias da TOTVS estão disponíveis na página inicial da nova MDI.

Visualizando as abas abertas


Se duas ou mais abas estiverem abertas, um novo item será exibido antes de todas as abas abertas.
Clicando nela, você poderá visualizar todas as abas abertas, organizando-as por colunas, linhas, uma única
aba ou pelo carrossel de abas.

Reposicionamento de abas
Você pode redistribuir ferramentas como o Executar, o TOTVS By You e a Central de Pesquisa em outras
partes do sistema. Para isso, mova o cursor do mouse sobre a aba e clique no pino ao lado desta janela de
modo que ela fique fixa. Depois, é só arrastar esta janela para alguma das áreas do sistema.

Ajuda Online
Na pasta Ambiente, é possível acessar a Ajuda Online, o manual eletrônico de todos os sistemas da Linha
RM disponíveis na internet

50 RM Globais Todos os direitos reservados.


Grupo “Sistema”
O Grupo Sistema exibe as abas que estarão sempre à mão, independente do módulo que você esteja
trabalhando. As abas que compõem esta faixa são a de Gestão e de Ambiente. Veja mais detalhes delas
em “Veja também”, no rodapé deste tópico.

Executar actions do sistema


Se você quiser acessar a action de Consultas SQL a partir da sua área de trabalho, basta acessar a ferramenta
Executar, disponível no canto direito da MDI. Basta digitar o nome do cadastro ou funcionalidade desejada
para que o resultado seja exibido logo abaixo.

Informações do Sistema
Informações sobre a versão do sistema, seção atual e alertas gerais.

Teclas de Atalho
Pressione a tecla “Alt” e vá pressionando as letras que são exibidas. Você poderá acessa as funcionalidades
mais rapidamente.

Exemplo:
Para acessar as consultas SQL do sistema, pressione Alt. Em seguida pressione na seqüência: G, V, I.

Mensagens do Sistema
Na aba mensagens do sistema são exibidas informações de ajuda à funcionalidade, alertas e informações
gerais do sistema. Por padrão, esta aba está disponível no canto inferior do sistema.

Esquema de Cores
Quer mudar as cores do seu ambiente? Acesse a aba Ambiente e procure o botão Esquema de Cores.
Vários tipos de esquema disponíveis para seleção!

TOTVS By You
O TOTVS By You é uma ferramenta que se divide em dois focos, busca de recursos gerencias dentro do
aplicativo e a busca de recursos na Internet que podem auxiliar no uso do aplicativo.

A busca de recursos gerencias retornam recursos como planilhas, relatórios, Consultas e cubos, que o
usuário tenha acesso a execução e estejam presentes no aplicativo. Já a busca de recursos para auxiliar
na aplicação, é necessária que a estação de trabalho tenha acesso a internet, já que é preciso de acesso
externo para busca de recursos. Esses recursos ficam disponíveis em um servidor TOTVS ligado 24 horas
por dia e são disponíveis para todos os usuários fazerem download dos recursos.

Recursos como documentos, planilhas, fonte de dados, relatórios, Consultas SQL, fórmulas visuais,
cubos, vídeos, objetos TOTVS e base de dados, estão disponíveis para que o usuário baixe e utilize os
recursos. Todos os recursos disponíveis são de origem da Inteligência TOTVS. Além dos recursos que estão
disponíveis na base, também é feita a busca de vídeos TOTVS postados no youtube.com, para visualizá-los
o usuário deve ter acesso á esse site.

O TOTVS By You é acessado através de uma barra a direita da nova interface dos produtos da linha RM.
Clicando no item TOTVS By You é exibida a aba de pesquisa do TOTVS By You, insira o texto desejado para
efetuar a busca. Caso seja encontrado algum recurso local, o mesmo será listado em uma tela e poderá
ser visualizado na hora. Caso não seja encontrado nenhum recurso local , será exibido um ícone de um X
vermelho ao lado da caixa de texto.

Todos os direitos reservados. RM Globais 51


Através dessa mesma pesquisa é possível verificar se existe algum item na base do TOTVS By You ou no
youtube.com, que possam auxiliar na dúvida ou complemento da aplicação. Para continuar a busca na no
servidor e na web, clique no globo na parte inferior da aba do TOTVS By You, se houver algum recurso ele
será listado em tela de recursos.

Cada recurso disponível no servidor TOTVS By You, tem sua descrição, autor, e-mail de contato do
responsável, área em que ele é aplicado, versão do aplicativo que o recurso foi criado, data de criação,
data de modificação e uma pré-visualização do recurso.

Na visualização é possível mudar todo o layout do de visualização do item. Clique no item ferramentas
e altere o layout da forma que desejar. Se o recurso for um vídeo ele será aberto no próprio browser do
RM.

Central de Pesquisa
A Central de Pesquisa é um recurso que busca informações contidas no banco de dados e retornadas
para o usuário de maneira rápida e dinâmica. Através deste recurso é possível pesquisar em toda a base
dados, informações de um determinado fornecedor, de um funcionário, de um projeto entre outros. Essas
informações são pesquisadas nos campos textos da base de dados.

O retorno desses dados será em forma de action, ou seja, em qual action é feita a relação com o dado
encontrado.

Nessa ferramenta é possível usar operadores no texto de pesquisa para ampliar e facilitar o resultado da
busca. Os operadores são:

Aspas duplas (“ ”)
Para indicar que o texto de busca deve ser exato ao que foi inserido.

Exemplo:
“Todos TOTVS”

Near
O operador NEAR é utilizado para pesquisar palavras próximas, ou seja, palavras que estão no mesmo
texto mas separadas por outras palavras

Exemplo:
TOTVS NEAR RM

Not
Operador NOT irá retornar texto que não irá possuir a palavra que for precedida deste operador.

Exemplo:
NOT TOTVS

And
O Operador AND é utilizado para busca de texto que obrigatoriamente deve conter as duas palavras.

Exemplo:
TOTVS AND RM

52 RM Globais Todos os direitos reservados.


Para o uso da Central de Pesquisa, acesse a barra de ferramentas da nova interface dos produtos da linha
RM, no item Central de Pesquisa. Clique no botão Configurar na parte inferior da tela de pesquisa. Na tela
exibida será criada uma arvore com as tabelas disponíveis e os campos dessas tabelas que podem ser
usados na pesquisa.

Muita atenção, pois quanto mais tabelas e campos indexados mais o processo irá demorar, o banco irá aumentar de
tamanho e o processo de pesquisa será mais demorado.
Fique
atento

Após a finalização do processo, acesse novamente a aba de Central de Pesquisa, observe que no seu
inferior serão exibidas as tabelas que serão pesquisadas. Você pode marcar e desmarcar essas tabelas e
campos.

Entre com o texto que deseja pesquisar e clique na lupa. Será exibida uma tela com uma barra de
progresso, assim que a barra terminar serão exibidos em uma lista, as tabelas e os campos que contém o
texto pesquisado.

Na primeira pesquisa é executada a criação do catalogo. Logo, a primeira pesquisa será lenta. Após essa pesquisa, todas
as outras serão instantâneas.
Fique
atento

Dados técnicos
Esse recurso é provido através do banco de dados que damos suporte (Oracle e SQL Server). Os dois
bancos dão suporte ao recurso chamado FullText. Esse recurso permite a criação de um catalogo de
banco, com vários índices. Para ter idéia desse recurso, um banco sem o FullText tem apenas um índice
por tabela. Já a base que possuir o FullText, irá possui vários índices por tabela, sendo todos armazenados
em um catalogo de dados. Deve-se ter muito cuidado na utilização desse recurso, pois pode acarretar em
queda de performance e aumento demasiado do tamanho do banco no servidor.

RM1150130412

Todos os direitos reservados. RM Globais 53