You are on page 1of 8

A CPLP

António Luz, nº 4
João Oliveira, nº 9
Turma 6ºC
Escola Secundária Santos Simões
Disciplina: História
2017/2018
INTRODUÇÃO
Este trabalho consiste numa apresentação da CPLP, a sua história, os países
integrantes, os seus objetivos.
Iremos também mencionar algumas curiosidades sobre os países membros.

1
A CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) é uma organização
internacional formada por países lusófonos, cujo objetivo é o "aprofundamento da
amizade mútua e da cooperação entre os seus membros". Ao nível do ensino superior,
a DGES tem uma participação ativa no acompanhamento e divulgação das diversas
medidas assumidas.
A área do globo terrestre ocupada pelos nove Estados-membros da CPLP é muito
vasta. São 10 742 000 km2 de terras, 7,2 por cento da terra do planeta (148 939 063
km2), espalhadas por quatro Continentes – Europa, América, África, Ásia.
Situado maioritariamente no hemisfério sul, este espaço descontínuo abrange
realidades tão diversas como a do Brasil, quinto país do mundo pela superfície, como o
minúsculo arquipélago de São Tomé e Príncipe, o Estado mais pequeno, em área, de
África. O clima, a fauna e a flora são variados, correspondentes à diversidade das
latitudes em que se situam os vários países membros. Com exceção de Portugal, de
clima temperado com variantes oceânica e mediterrânea, a maior parte da CPLP situa-
se na zona tropical subequatorial.
A ideia de criação de uma comunidade de países e povos que partilham a Língua
Portuguesa – nações irmanadas por uma herança histórica, pelo idioma comum e por
uma visão compartilhada do desenvolvimento e da democracia – foi sonhada por muitos
ao longo dos tempos.
Em 1983, no decurso de uma visita oficial a Cabo Verde, o então ministro dos
Negócios Estrangeiros de Portugal, Jaime Gama, referiu que: "O processo mais
adequado para tornar consistente e descentralizar o diálogo tricontinental dos sete
países de língua portuguesa espalhados por África, Europa e América seria realizar
cimeiras rotativas bienais de Chefes de Estado ou Governo, promover encontros anuais
de Ministros de Negócios Estrangeiros, efetivar consultas políticas frequentes entre
diretores políticos e encontros regulares de representantes na ONU ou em outras
organizações internacionais, bem como avançar com a constituição de um grupo de
língua portuguesa no seio da União Interparlamentar".
O processo ganhou impulso decisivo na década de 90. O primeiro passo concreto
no processo de criação da CPLP foi dado em São Luís do Maranhão, em Novembro de
1989, por ocasião da realização do primeiro encontro dos Chefes de Estado e de
Governo dos países de Língua Portuguesa - Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné
Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe. Na reunião, decidiu-se criar
o Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), que se ocupa da promoção e
difusão do idioma comum da Comunidade.
Em Fevereiro de 1994, os sete ministros dos Negócios Estrangeiros e das
Relações Exteriores, reunidos pela segunda vez, em Brasília, decidiram recomendar aos
seus Governos a realização de uma Cimeira de Chefes de Estado e de Governo com vista
à adoção do ato constitutivo da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

2
Os ministros acordaram, ainda, no quadro da preparação da Cimeira, a
constituição de um Grupo de Concertação Permanente, sedeado em Lisboa e integrado
por um alto representante do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal (o
Diretor-geral de Política Externa) e pelos Embaixadores acreditados em Lisboa (única
capital onde existem Embaixadas de todos os países da CPLP).
No ano de 2002, após conquistar a independência, Timor-Leste foi acolhido
como país integrante. Em 2014, a Guiné Equatorial tornou-se o nono membro da
organização.
A CPLP é financiada tanto por meio do orçamento de funcionamento do
Secretariado Executivo, custeado por contribuições obrigatórias dos Estados-membros,
como pelo Fundo Especial, alimentado por contribuições voluntárias e destinado a
custear programas de cooperação, projetos e ações pontuais.
A sua sede fica em Lisboa, Portugal e sua atual secretária executiva é Maria do
Carmo Silveira, de São Tomé e Príncipe e Georgina Benrós de Mello, natural de Cabo
Verde, é quem atualmente ocupa o cargo de Diretor(a) Geral.

No ato da criação da CPLP foram estabelecidos os seguintes órgãos:


• A Conferência de Chefes de Estado e do Governo
• O Conselho de Ministros
• O Comité de Concertação Permanente
• O Secretariado Executivo

Com a revisão dos Estatutos, na IV Cimeira de Chefes de Estado (Brasília, 2002), foram
acrescentados:
• As Reuniões Ministeriais Sectoriais
• A Reunião dos Pontos Focais de Cooperação

O X Conselho de Ministros, realizado em Luanda em 2005, integrou ainda:


• O Instituto Internacional de Língua Portuguesa

Desde 2007, foi ainda estabelecida:


• A Assembleia Parlamentar

A organização promove a data de 5 de Maio como Dia da Cultura Lusófona,


celebrado em todo o espaço lusófono e os Jogos da CPLP, evento desportivo que reúne
todos os membros da organização.

3
Entrada
País Estatuto Língua oficial Continente População[2]
em

Angola Membro 1996 Português África 25 800 000

América do
Brasil Membro 1996 Português 205 823 665
Sul

Cabo Verde Membro 1996 Português África 553 432

Guiné
Membro 2014[3][4] Português, espanhol e francês África 759 451
Equatorial

Guiné-Bissau Membro 1996 Português África 1 759 159

Moçambique Membro 1996 Português África 25 930 150

Portugal Membro 1996 Português Europa 10 833 816

São Tomé e
Membro 1996 Português África 197 541
Príncipe

Timor-Leste Membro 2002 Português e tétum Ásia 1 261 072

ANGOLA
Designação Oficial: República de Angola

Capital: Luanda

Outras cidades importantes: Huambo, Lobito, Cabinda, Benguela, Lubango, Malange

Data da atual Constituição: o MPLA adotou uma Constituição de Independência em Novembro


de 1975, alterada em Outubro de 1976, Setembro de 1980, Março de 1991, Abril e Agosto de
1992 e Novembro de 1996

Língua: a língua oficial é o Português. São falados outros idiomas, sobretudo o Umbundo,
Kimbundo, Kikongo e Tchokwé

Unidade monetária: Kwanza (Kz)

4
BRASIL

Designação Oficial: República Federativa do Brasil

Capital: Brasília

Outras cidades importantes: São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte,
Fortaleza, Curitiba, Recife, Manaus, Porto Alegre e Belem

Data da atual Constituição: Outubro de 1988. Alterações introduzidas posteriormente

Língua: Português

Unidade monetária: Real (BRL)

PORTUGAL

Designação Oficial: República Portuguesa

Capital: Lisboa

Outras cidades importantes: Aveiro, Braga, Coimbra, Évora, Faro, Funchal (Madeira), Ponta
Delgada (Açores), Porto, Setúbal

Data da atual Constituição: aprovada em Abril de 1976. Revisões em Setembro de 1982, Julho
de 1989, Novembro de 1992, Setembro de 1997, Dezembro de 2001, Julho de 2004 e Agosto
de 2005

Língua: Português

Unidade monetária: Euro (EUR)

5
Conclusão

Com este trabalho ficamos a conhecer um pouco mais dos objetivos e


funcionamento da CPLP bem como diversas informações sobre os países de língua
portuguesa que integram esta comunidade.

6
https://pt.wikipedia.org/wiki/Estados_membros_da_Comunidade_dos_Pa%C3%ADses
_de_L%C3%ADngua_Portuguesa
https://pt.wikipedia.org/wiki/Comunidade_dos_Pa%C3%ADses_de_L%C3%ADngua_Po
rtuguesa
https://www.cplp.org/