You are on page 1of 6

ETE

Memorial Descritivo
O efluente da empresa é formado por:

1 – Águas de lavagem dos tanques de armazenamento de água potável


oriunda dos poços artesianos.

Uma vez por semana os dois tanques de armazenamento de água potável


passam por uma lavagem com uma solução alcalina (ph na faixa de 9,0 –
11,0) para evitar a formação de limo nos tanques.

São consumidos aproximadamente 500 litros por cada lavagem para cada
tanque com um consumo total de 1000 litros/ semana.

2 – Águas de lavagem automática dos garrafões retornáveis

Os garrafões antes do envasamento são lavados com uma solução alcalina,


utiliza-se solução alcalino clorada, com pH em torno de 9,0 a 11,0.

São gerados aproximadamente 1000 l/dia desse efluente.

3 –Águas de Lavagem manual dos garrafões

Na lavagem manual não é utilizada soda cáustica. Utiliza-se detergente


biodegradável.

São gerados aproximadamente 3.000 l/dia ou 18.000 l/semana

Os efluentes da lavagem dos tanques de armazenamento e da lavagem


automática e manual dos garrafões, são direcionados para um tanque
(tanque de neutralização) onde é adicionado ácido clorídrico para ajuste
do pH na faixa de 6 – 8. Após o ajuste do pH o efluente é enviado para o
tanque de Reaproveitamento.

A neutralização do efluente é feita através de sistema de dosador


automático após a medição do pH realizada diariamente.

Em virtude de as soluções alcalinas utilizadas no processo de CIP (clean in


process) serem diluídas junto com água mineral com pH de 5,23, o
efluente normalmente fica na média entre 6 e 8.
Após a correção do pH se necessário, toda água é enviada para tanque de
reaproveitamento de água e utilizada para rega de jardim e lavagem de
pisos, conforme atendimento a condicionante X de nossa L.O 1606 de
04/12/2011.

4 – CIP de lavagem automática do processo de bebidas não alcoólicas.

No sistema de higienização CIP (Cleaning In Place), procedimento que tem


como objetivo primordial a remoção (em todo processo de bebidas não
alcoólicas) de resíduos orgânicos e minerais aderidos às superfícies,
constituídos principalmente dos insumos do processo. Será gerado
aproximadamente 1500L/dia, já que nosso sistema possui um tanque de
água recuperada (A economia do consumo de água é realizada
recuperando a água utilizada no final do enxágue e reutilizando-a no pré
enxágue da próxima limpeza).

O efluente gerado irá para um tanque de armazenamento de capacidade


de 10.000L.

5 – Efluente gerado das perdas do processo de bebidas não alcoólicas.

Considerando as perdas no processo de elaboração (preparo/ dosagens/


erros) das bebidas não alcoólicas, estima-se que sejam gerados 1350 L/dia
de efluente nessas perdas nos dois turnos.

6 – Balanço Hídrico

Segue anexo

6.1 – Dados:

- Volume gerado na lavagem dos tanques de armazenamento de água


potável – 1000 litros/semana (500 l/tanque)

- Volume gerado na lavagem dos garrafões – 1000l/dia ou 62,5 l/h (2


turnos de trabalho – 16 h) – 6000 litros/semana

- Volume gerado na lavagem manual dos garrafões – 3000l/dia ou 187,5


l/h (2 turnos de trabalho – 16 h) – 18.000 litros/semana

- Volume gerado CIP de bebidas não alcoólicas – 1500l/dia ou 93,75 l/h (2


turnos de trabalho – 16 h) – 9.000 litros/semana
- Volume gerado processo de perdas de bebidas não alcoólicas – 1350l/dia
ou 84,37 l/h (2 turnos de trabalho – 16 h) – 8.100 litros/semana

- Volume do tanque de neutralizaçaã o - 7.000 l


-Volume do tanque de passagem – 7.000 l
- Volume do tanque de Reaproveitamento - 10.000 l

6.2 – Comentários

-Como o efluente gerado no processo de água mineral trata-se


basicamente de água mineral natural, não verificamos necessidade de uso
de filtros simples no processo, apenas peneiras e tanque de decantação
para separação de partículas, para que estas não danifiquem a bomba que
faz a irrigação do jardim, com relação ao controle de vazão, o mesmo é
feito através da bomba acionada automaticamente por sensor de nível.

- Tanto o efluente gerado no processo CIP de bebidas não alcoólicas


quanto as perdas, serão destinadas para tanque de armazenamento
apropriado, onde uma empresa licenciada e especializada irá retirar o
efluente gerado através de caminhões, realizar o tratamento e proceder
com a destinação final do efluente. Ao final do processo chamado
“Offisite”, a empresa credenciada irá emitir relatório ambiental de
destinação do efluente no processo gerado pela Fonte D`vida.

- Segue anexa a planta do sistema de captação, tratamento e distribuição


do efluente.

- O volume total de geração de efluente será de 42.100 L/semana

- Sendo que o volume gerado no processo de água mineral é totalmente


utilizado na rega de jardim e lavagem de piso, conforme condicionante X.

- O balanço hídrico foi feito considerando-se geração e consumo semanal,


haja vista, uma parte do efluente ser gerado somente uma vez por
semana.
Balanço hídrico

Efluente Gerado no processo de água mineral

Lavagem
Tanque Lavagem Lavagem
H2O automática manual
Potável Dos Dos
garrafões garrafões

1.000 l/semana 1000 l/dia 3.000 L/dia


500 l/semana ou
6.000/semana ou
18.000
7.000 l/semana L/semana

Tanque de neutralização – 7.000 l

Tanque de passagem – 7.000

Tanque de Reaproveitamento– 10.000 l

Rega de jardim
25.000 l/semana
Lavagem de piso
Efluente Gerado no processo de bebidas não alcóolicas

CIP de bebidas não Perdas preparo de bebidas


alcoólicas não alcoólicas

1350 l/dia
1.500 l/dia ou
ou
8.100 L/semana
9000 L/semana

Tanque de
armazenamento de Empresa Offisite
efluente 10.000L/semana