You are on page 1of 7

12/09/2017 Sumário Executivo

Página 1

(Symantec Corporation), Brian Shackel (Universidade de Loughborough


da Tecnologia, Reino Unido), Ben Shneiderman (Universidade de Maryland),
Scott Stornetta (Bellcore), Kurt Sussman (Symantec Corporation),
Desiree Sy (Information Design Solutions), Michael Tauber Sumário executivo
(Universidade de Paderborn, Alemanha), Bruce Tognazzini (SunSoft),
Hirotada Ueda (Hitachi Central Research Laboratory e
Centro de Pesquisa FRIEND21, Japão), Gerrit van der Veer (Livre
Universidade de Amsterdã, Países Baixos), Floris L. van Nes
(Instituto de Pesquisa de Percepção / Philips Research Laboratories,
Holanda), Robert Virzi (GTE Laboratories), Christopher A.
Branco (GTech Corporation), Richard Wolf (Lotus Development
Corporation) e Peter Wright (University ofYork, Reino Unido).
O livro resultante é exclusivamente da responsabilidade do autor, e o
As pessoas mencionadas acima não devem ser responsabilizadas pela
Como eu interpretei seus comentários e conselhos. A maior parte disso Você já viu uma das pessoas que serão usuários do seu
O livro foi escrito enquanto eu estava na equipe de pesquisa aplicada de Projeto atual? Você falou com esse usuário? Você visitou
Bellcore, mas não deve ser tomado como necessariamente representando qualquer o ambiente de trabalho dos usuários e observou quais são suas taref
visualizações oficiais ou políticas da Bellcore. como eles abordam essas tarefas e quais circunstâncias pragmáticas
Esta impressão do livro foi atualizada com um número de litros- eles têm que lidar com isso?
referências e comentários sobre desenvolvimentos desde o livro aTais atividades
base simples
da engenharia decentradas no usuário formam
usabilidade.
foi publicado pela primeira vez. Entre outras coisas, adicionei a nova sinergia eExistem
são abordados
métodosmais
maisadiante
avançados
neste livro, mas apenas uma simples v
método de revisão, que inventei apenas algumas semanas após o envio observe os usuários em seu próprio ambiente trabalhando no mundo
a cópia final para a primeira impressão. Principalmente, o livro está inalterado, Muitas vezes, as tarefas fornecem uma riqueza de idéias de usabilid
porém, uma vez que os conceitos básicos de engenharia de usabilidade permanecem bastante
Em um exemplo, três visitas de um dia a filiais de um meio-
constante e não varia de ano para ano. empresa de seguros de tamanho produziu uma lista de 130 problem
Jakob Nielsen [Nielsen 1990b].
Mountain View, Califórnia O design
os problemas
do sistema
eram simples
era somo esuficiente
a maioriapara
dos consertar uma vez que
Abril de 1994 Claro, eles não teriam sido conhecidos se não estivesse por
estudo de campo).
Muitos dos
usuários novatos.
130 temas foram sérios problemas apenas para
No entanto,
acasalado mesmo
para usuáriospelo
desperdiçar muito experientes
menos foram
10 minutos estimados.
todos os dias po

1. Observe que você deve conversar com os indivíduos que estarão


Falar com o gerente ou vice-presidente de usuários para o processa
contam que essas pessoas provavelmente terão uma sub-estrutura c
posição do trabalho do que os usuários reais.

Página 2

problemas, custando à empresa grandes quantidades de dinheiro em ambos hora para criar um elemento de interface gráfica simples que
custos trabalhistas e oportunidades de vendas perdidas. acelerou o comportamento de discagem dos usuários em cerc
dígito, para uma economia anual total de cerca de US $ 1.000
A equipe foi muitas vezes interrompida por chamadas telefônicas ou walk-in exigências sobre os interruptores centrais [Karlin e Klemmer
clientes. Infelizmente, vários subsistemas não foram projetados para • Uma companhia de seguros australiana teve economias anuais
interrupções - usuários Perdeu todo o seu trabalho se uma transação não fosse Um $ 536.023 de redesenhar seus formulários de inscrição pa
levado até a conclusão. Em um pequeno ramo, um al-sta afirmou que ela erros de clientes menos prováveis [Fisher e SIess, 1990]. O c
nunca usou o subsistema de reclamações de danos o projeto de usabilidade era inferior a US $ 100.000. As form
ela era a única pessoa no escritório e tinha que responder, todas as contas. difícil preencher que continham uma média de 7,8 erros por
alguns casos, os agentes foram observados usando outros agentes termmais forma, tornando necessário que a equipe da empresa gaste ma
(e "emprestar" suas senhas) para negociar interdições uma hora por formulário reparando os erros.
em vez de abandonar um dos subsistemas implacáveis, o problema de
• Uma grande empresa de informática economizou US $ 41,700
uma transação. o sistema estava em uso fazendo tentativas de login mais rápi
Em outro caso, o sistema permitiu apenas uma linha para erro aplicativo de alta qualidade.
mensagens, então teve que dar uma obscura e truncada expressão de um longo Essa maior
design facilidade
iterativo de usodefoi
a um custo alcançada
apenas US $através
20.700 de
[Karat 199
mensagem. A mensagem completa estava disponível pressionando o arquivo .help k ~ y, • As 25 "histórias de sucesso de fatores humanos" discutidas po
PFl, uma ação dos desenvolvedores no processo central de processamento de dados. [1984] incluem a melhoria da plataforma de vôo Boeing 757
sentiu que era muito natural. Mas os usuários na filial não fizeram interface para permitir a operação em dois em vez de três pilo
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 1/7
12/09/2017 Sumário Executivo
o salto conceitual que lhes dizia que a chave de ajuda estava dobrando como um Aumento de 35% na velocidade de alinhamento em uma linha
chave de mensagem de erro estendido. Em vez disso, desperdiçaram muito tempo circuitos ralados, a redução de 3.000 palavras para 150 palavr
tentando entender a mensagem truncada. A ~ ~ er ~ esi.gn instruções necessárias para operar um dispositivo de paginaçã
usou a única linha na tela para uma mdIcação melhoria em um sistema de detecção de bêbado-piloto que au
erro, seguido por "PFL para Mais Informações" ou um similar a taxa de parada por patrulha de agente da polícia em 12%.
instrução.
Infelizmente, as economias de custos decorrentes de maior usab
sempre visíveis diretamente para a organização de desenvolvim
1.1 Economia de custos pode não aparecer até depois da liberação do produto.
Como umextremo, Fisher e SIess [1990] relatam que o australian
exemplo
O governo pode processar uma declaração de imposto de R $ 2,
Existem vários exames bem documentados de economia de custos de
Em
Ao mesmo tempo, o residente australiano médio gasta 11 horas
o uso de métodos de engenharia de usabilidade. Por exemplo:
preenchendo o formulário, e 62% dos australianos têm que usar
• Quando um determinado telefone rotativo foi testado pela primeira vez, os usuários foram Ajude a fazer o trabalho.
descobriu que ligou bastante devagar. Um especialista em fatores humanos passou um Se a complexidade
esses dos formulários
"clientes" podem, fiscaisgrandes
portanto, realizar fosse reduzida,
economias no
taxas de conselheiro, mas o governo só pode economizar alguns
2. Existem mais exemplos de economia de custos que estão menos bem documentados. Como custos de processamento.
observado por Chapanis [1991], a maioria dos estudos de caso não conseguiu cumprir o método rIgorous
Da mesma
Aprender- pode
forma, facilitar
apenas a planilha
salvar o fornecedor de uma pequena quan
requisitos ecológicos necessários. estar absolutamente certo do que custou
as economias podem ser atribuídas ao usuário mterface Improvements smce há muitas vezes níveis de pessoal da linha direta, mesmo que cada cliente possa
várias outras modificações introduzidas simultaneamente (por exemplo, [Thompson et ai. 1986]). várias horas de trabalho desnecessário.

Página 3

Os benefícios distribuídos de algumas horas por usuário são difíceis de medir Os estudos de usabilidade geralmente podem ser realizados com
e não adicionar imediatamente dinheiro duro [Sassone, 1987]. Para pequenos orçamentos.
Por exemplo, o redesenho da interface para um osciloscópio aumentou Por exemplo,
estudo que nãoBailey
requer[1991] dácinco
mais de um exemplo
horas e de
meia para descobri
produtividade do usuário em 77% durante o tempo que eles estavam usando o que a adição de cor não ajudou os usuários em uma determinada
âmbito [Bailey et al. 1988], mas o impacto da produtividade no total tarefa de criação.
O dia útil de um engenheiro foi muito menos dramático e, portanto, teve Um grupo
mais horasde
dedesenvolvimento poderia
trabalho discutindo sobrefacilmente ter gasto
este problema mui
de design
menor impacto. Os clientes não economizar com melhores interfaces, porém, levou para resolvê-lo testando.
e essas economias provavelmente se traduzem em uma melhor reputação para
Um estudo das estimativas de custo de engenharia de software m
o produto e, portanto, eventualmente aumentar as vendas. Infelizmente,
dos projetos de software superaram suas estimativas signifi
grandes
63%
O efeito de ter aumentado a facilidade de uso resultou em aumento de vendas.
[Lederer e Prasad 1992].
principalmente documentado apenas de forma anedicional.3 Em vários casos, o Quando solicitado
estimativas de custos,
a explicar
os gerentes
suas de
imprecisas
software citaram 24 razões
A usabilidade relativa de produtos concorrentes é bem conhecida no curiosamente, os quatro motivos que foram classificados como
indústria e vendedores de computadores, muitas vezes recomendam certos soft- A responsabilidade estava toda relacionada à engenharia de usab
ware pacotes com base em sua usabilidade. pedidos de mudanças por usuários, tarefas negligenciadas, falta
compreensão de seus próprios requisitos e insuficiente-
Porque grande parte da recompensa financeira dos métodos de usabilidade Comunicação e entendimento do analista.
aparece após a liberação do produto, alguns especialistas em usabilidade Engenharia
A de usabilidade
metodologia adequada
precisa evitará a maioria desses problemas e, po
[Grudin et ai. 1987] defendeu o deslocamento de partes da responsabilidade Reduzir substancialmente o excesso de custos em projetos de so
facilidade de engenharia de usabilidade para gerenciamento médio e superior
níveis de desenvolvimento em vez dos gerentes de desenvolvimento. Mesmo o Embora o uso de métodos de usabilidade definitivamente envolv
O gerente de desenvolvimento pode ver alguns benefícios imediatos de benefícios, alguns gerentes podem hesitar em usá-los por causa
engenharia de usabilidade, no entanto, no caso freqüente quando cedo seu alto custo e complexidade percebidos.
estudos de usabilidade revelam que não há necessidade de certa oPor exemplo, um
amplamente lidodocumento emrevista Communications
e respeitada
da ACM que "os custos necessários para adicionar elementos de
estimou
características banhadas. Se as necessidades dos usuários não forem conhecidas, um desenvolvimento considerável
Os esforços de desenvolvimento podem ser desperdiçados em tais características no erro para o desenvolvimento de software "foi de US $ 128.330 [Man
crença de que alguns usuários podem querer eles. Os usuários raramente se queixam de 1988].
AsEstaempresas
soma é várias
mais pequenas
vezes o orçamento
e um evangelista
total para
de usabilidade
interface realm
em
sistema pode fazer muito (eles simplesmente não usar o supérfluo
achou necessário alertar essas pequenas empresas contra acredit
características), de modo que tal sobre-design normalmente não se torna suficiente
esta estimativa [Tognazzini, 1990].
visivelmente visível para tornar as potenciais economias de desenvolvimento explicitamente Casoque contrário, o resultado poderia facilmente
seja um gerente de projeto descarte qualquer tentativa de us
conhecido. Eles estão lá, no entanto.
engenharia na crença de que o orçamento do projeto não poderia
o custo.
3. Em um dos poucos casos documentados, um estudo de usabilidade da primeira versão do Por sorte, ossubstancialmente
orçamentos projetos de usabilidade podemconforme
mais baixos, ser facilmente concln
discutido
uma quarta geraçãosistema de banco de dados revelou 75 problemas de usabilidade. Vinte
dos problemas mais graves foram resolvidos no segundo lançamento, o que generou Engenharia de Usabilidade (página 16).
receitas de produtos 80% maiores do que a primeira versão [Wixon and Jones Este livro inteiro
apresentando métodos
destina-se
de usabilidade
a que podem ser usados, ind
1994]. Esse aumento de receita foi 66% superior às projeções de vendas e, portanto, é O orçamento está disponível.
provavelmente devido às melhorias na usabilidade, já que os clientes de teste de campo foram
relatado para apontar para a interface do usuário como a melhoria mais significativa em
o produto.

Página 4

e pessoal de desenvolvimento para interfacear o trabalho de de


Inferior Topo Ele
acredita que 2% é o limite inferior crítico para projetar competi
Ouartile Mediana Ouartile
(0 1) (Q2J (0 3) produtos eficazes, mas reconhece que muitas empresas
estão significativamente abaixo desse nível.
Tamanho do projeto em pessoa-ano 11 23 58 Não há
entre asnecessariamente
conclusões de Wasserman
um conflitoe a Tabela 1. Primeiro, a pes
Orçamento de usabilidade real relativo ao total
4% 6% 15% A Tabela 1 é mais recente e a usabilidade aumentou em importâ

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 2/7
12/09/2017 Sumário Executivo
Orçamento de usabilidade ideal em relação ao
6%total 10% 21% anos recentes. 4 Em segundo lugar, minha pesquisa
as várias empresas que possuem engenharia de usabilidade ativ
Esforço de usabilidade real em anos-pessoa 1.0 1,5 2.0 envolveu apenas os projetos em
esforços, e muitas empresas ainda possuem alguns projetos sem
Esforço ideal de usabilidade em anos-pessoa1,7 2.3 3,8 atividades de engenharia de usabilidade, o que contribuiria para
seus orçamentos gerais de usabilidade menores do que os orçam
Tabela 1 Os resultados de uma pesquisa com os orçamentos de usabilidade de 31 desenvolvimento para aqueles projetos que tiveram atividades de usabilidade.
projetos que usaram atividades de engenharia de usabilidade.
A recomendação final do orçamento para qualquer produto ou
A empresa certamente dependeria da natureza específica da
Em janeiro de 1993, estudei 31 projetos de desenvolvimento que tinham
atividades de engenharia de usabilidade para encontrar quanto de seu orçamento projetos.
Se
umum produto
esforço é direcionado
substancial para a população
de usabilidade em geral,necessá
é provavelmente então u
foi dedicado à usabilidade. Os entrevistados também foram convidados a estimar
aceitação do produto.
Quão grande o orçamento de usabilidade idealmente deveria ser para o projeto. Dauso
mesma
O diárioforma, um produto
substancial em umaqueempresa
vai ver também pode custar-
Os resultados são mostrados na Tabela 1 e indicam que a usabilidade
investimento de usabilidade dos sabinais esperados.
representaram cerca de 6% dos orçamentos para esses projetos e que E, finalmente,recomendaria
normalmente um um esforço de usabilidade bastante
os entrevistados sentiram que o orçamento de usabilidade ideal teria sistemas que só serão usados por um pequeno número de
foi de 10%. O ideal esforço de usabilidade desejado em anos-pessoa é usuários treinados e treinados. 6
essencialmente independente do tamanho do projecto (r = 0,12) quando muito três
grandes projetos de 250 a 350 anos-pessoa são excluídos de Ao considerar os orçamentos de usabilidade, lembre-se de que s
a análise. Este resultado faz algum sentido em que muitos usabilidade será testado para a usabilidade, mesmo se você não
As atividades levam ao mesmo tempo a realizar, não importa quão difícil fazê-lo
Os sozinho.
clientes Seu isso por você, pois eles lutam para usar o s
vão fazer
culto ao programa é implementar. Sistemas muito grandes podem ter Todos os problemas de usabilidade encontrados pelos usuários n
mais elementos nas suas interfaces de usuário (telas, caixas de diálogo,
menus, etc.), o que significa que eles podem precisar de um pouco mais de tempo para 4. Um papel de 1971 estimou que um nível razoável para orçam
atividades de usabilidade, embora definitivamente não proporcionalmente mais. o sistemas não-militares eram cerca de 3% [Shackel197l], fornece
A conclusão principal a ser derivada da Tabela 1 é, portanto, que duas pessoas- evidência de que a usabilidade aumentou em orçamento compar
5. "Limitado" não significa "inexistente", no entanto.
anos de engenharia de usabilidade é o esforço médio para apontar em um para obter alguns métodos de usabilidade baratos.
Há sempre uma recompensa
projeto e que quatro anos-pessoa seriam suficientes para a maioria 6. Para determinadas aplicações, como um sistema de suporte tá
projetos. Claro, a quantidade real de trabalho de usabilidade necessária em um ou a sala de controle para uma planta cara ou perigosa, pequena
O projeto dependerá das características do projeto. O desempenho do usuário pode ser uma questão de vida ou mor
pode ser pedida, mesmo que os usuários sejam poucos e altamen
Terceiros dos acidentes de aeronave podem ser atribuídos à equi
Dois
Em um estudo de várias corporações, Wasserman [1989] descobriu que mau funcionamento do equipamento e, portanto, poderia ter sido
muitas empresas líderes alocaram cerca de 4-6% de suas pesquisas melhores fatores humanos [Nagel 1988J.

Página 5

sua reputação por produtos de qualidade e a mudança resultante valor para empresas de informática do que fabricação de hardwa
Os pedidos serão cerca de 100 vezes mais caros de execução. [Rappaport e Halevi 1991], e as interfaces do usuário são uma f
mudanças descobertas por você nas primeiras fases do projeto. para diferenciar produtos em um mercado dominado por um
tendência de homogeneização em direção aos sistemas abertos.
Agora,
os a maioria
produtos dos softwares
têm mais recursos do que os usuários sempre precis
1.2 Usabilidade agora! 7 Telles [1990] afirma que a "interface tornou-se uma importante
elemento ganhando boas críticas" de software na imprensa com
Em um estudo inédito de 1990, Tim Frank Andersen da
As interfaces de usuário são agora uma parte muito mais importante dos computadores
A Universidade Técnica da Dinamarca lê 70 visualizações de pr
do que costumavam ser. A revolução em computadores pessoais e
em várias revistas de computadores pessoais e contava 784
A queda dos preços do hardware está tornando os computadores disponíveis para sempre
comentários sobre a usabilidade do software revisado.
grupos mais amplos de usuários, e esses usuários estão usando computadores para Isto é um
média de comentários de usabilidade 11.2 por revisão de softwa
maior variedade de tarefas. Quando os computadores eram usados apenas por um pequeno Agora,
muitos desses comentários eram bastante superficiais, mas eram
número de pessoas que desempenharam principalmente tarefas muito especializadas,
número indica a importância da usabilidade no mercado de hoje
fez sentido exigir um alto grau de aprendizagem e experiência de
Lugar, colocar.
os usuários. Além disso, os computadores já eram tão caros que era Se alguma
revisões de coisa, a usabilidade
mercadorias desde oaumentou
estudo deem importância
1990, na medidaemem
so
razoável para permitir que os usuários sofram um pouco se o computador puder ser
revistas de computadores agora têm laboratórios de usabilidade
utilizado de forma mais eficiente. Agora vale a pena dedicar uma grande proporção teste comparativo de produtos de software e inclui usabilidade
dos recursos computacionais (ciclos de CPU, uso de memória,
estatísticas como tempos de tarefa média em suas revisões [Reed
largura de banda, espaço na tela, esforço de desenvolvimento) para "nada
mais "do que tornar a vida mais fácil para o usuário. Recentemente, até mesmo vimos demandas políticas de regulam
respeito à usabilidade.
Além disso, jogos de vídeo e alguns dos melhores Atualmente, a maioria dessas iniciativas
para ser direcionado para a ergonomia dopolíticas
hardware,parece
mas alguns
software informático mostrou aos usuários que é possível produzir usabilidade do software.
interfaces agradáveis e acessíveis, de modo que estão se tornando muito Conforme
As normas discutido
nacionaisnodeCapítulo
interface8,devários inter-
usuário estão sendo desenv
menos disposto a sofrer de baixa usabilidade. Business Week teve uma cobertura Esses padrões podem muito bem ganhar força de lei em certos p
história em 1991, intitulado "J não podemos resolver isso? # !! @ coisa!" [Nussbaum
e certamente terá grande impacto em muitos outros países
e Neff, 1991], informando sobre a insatisfação do consumidor com a sobre-
[Stewart 1990].
interfaces complexas em gravadores de vídeo e outros aparelhos e que A UniãocomEuropeia aprovou uma
trabalhe telas indicando que,directiva
desde 319 na
de dezembro de 1992
várias grandes empresas estavam redesenhando seus produtos para criar
Eles são mais fáceis de usar.
8. A revista comercial InfoWorld atribui pesos
Comentários: a facilidade de aprendizagem
explícitas é pesada em 4-10%,
em seu software
O próprio tempo é do lado de aumentar a necessidade percebida de qualidade da documentação em 5-8%, com o que exata ~
usabilidade, uma vez que o mercado de software parece estar se afastando tipo de aplicação que estábrigas
sendod.ete:
revisada.
minado pela
a "guerra das características" dos anos anteriores [Telles, 1990]. Interface de usuário entre
Essas18% (planilhas)
três réplicas e 30%
cntena (processadores de texto) da revisão
contam
pontuação.
O design e o serviço ao cliente provavelmente gerarão mais adicionados categoria combinada,
O tratamento de erros incluindo
é atribuídoerros
maisde5-8%
usuário (um problema
do tempo de revolud
bugs e recuperação de falhas de hardware.
7. Depois de escrever meu primeiro rascunho desta seção, eu aprendi que o UK Depart- Estas percentagens se comparam
Observe, a propósito, quão favorável com a alocação de 6-1.0%.
orçamento do projeto para usabilidade mencionado na página 6;
O Departamento de Comércio e Indústria (DTI) possui um programa de pesquisa e desenvolvimento
que também é chamado de Usabilidade Now! [Wiggins 1991]. Muito melhor. maneira
USIÁVEL barata de melhorar a qualidade do produto.
ISa comparativamente

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 3/7
12/09/2017 Sumário Executivo

Página 6

• O software deve ser adequado para a tarefa .


• O software deve ser fácil de usar Deve
Isso acontece
ser uma com
verdadeira
os melhores
medidaespecialistas
de maturidade
em de
usabilidade,
usabilidade
e
• Os princípios da ergonomia de software devem ser aplicados reconhecer a necessidade de modificar as escolhas iniciais do p
Modifique os usuários.
para todas as estações de tela de exibição (computadores e tais) colocados em Júlio
os César generais
maiores é amplamente reconhecido como um dos
da antiguidade.
Serviço na UE Embora os requisitos sejam muito gerais Mesmo
por assim, planejamento
campanha seu verdadeirodetalento não era
campanha, mas sua capacidade
na natureza, eles ainda indicam a direção da pressão política um ~ It ~ volvido ... Ele muitas vezes colocou suas legiões em
para aumentar a usabilidade. Datas em que eles apenas sobreviveram porque mudou seus pl
para um ~ c ~ mm ~ dat ~ os fatos.
Se César
admite seus
pudesse
problemas
conquistar
[Césara 51
França
aC], por
então talvez você possa
1.3 Slogans Usability alguma participação de mercado, admitindo a sua.

O usuário está sempre certo


Principais partes da abordagem de usabilidade neste livro podem ser summa-
rized nos slogans curtos dados aqui. Você encontrará que alguns dos Conforme mencionado, al-expe.rie.nceshows que qualquer tent
slogans se contradizem. Infelizmente, a usabilidade é preenchida com A identificação do usuário deve incluir alguns problemas de us
contradições aparentes que só são resolvidas após uma descrição mais detalhada Lá-
O desenvolvedor da interface de usuário do .t ~ e precisa adqui
análise. Algumas contradições e trade-off sempre permanecerão, humilhar e reconhecer a necessidade de modificar o design orig
e é o trabalho do engenheiro de usabilidade chegar às melhores soluções para acomodar os problemas do usuário.
para as necessidades do projeto individual. Há muito poucos e A atitude
deve do se
ser que designer
os usuários tiverem problemas com um aspecto
regras firmes em usabilidade que não têm algumas exceções. Para o com isso, não é porque eles são estúpidos ou simplesmente dev
história completa, continue lendo. um pouco mais difícil.
manual
Alguémejádescobriu
testou a usabilidade
que os usuários
de um
quase
usuário
sempre cometeu um
Sua melhor suposição não é bastante boa certo passo de um procedimento específico.
tA~solução
e difícildeles
st ~; foi
r emenquadrar
uma caixa e adicionar uma nota dizendo
Uma razão básica para a existência de engenharia de usabilidade é que é Tzons
"Leia estas
com cuidado!
ins- Claro, a conclusão correta teria
impossível projetar uma interface de usuário ideal apenas dando a sua que a descrição era muito difícil e deveria ser reescrita.
sido
A melhor tentativa. Os usuários têm um potencial infinito para fazer inesperado misin-
terpretações de elementos de interface e para realizar seu trabalho em um O usuário não está sempre certo
maneira diferente da que você imagina.
De um modo geral, não se segue que os modelos de interface do
O seu design será muito melhor se você trabalhar com base em um Apenas perguntando aos usuários o que eles gostariam.
compreensão dos usuários e suas tarefas. Então, por todos os meios Os usuários
não sei o quecostumam
é bom parafazer
eles.
projete a melhor interface possível, mas certifique-se de validá-la com Um exemplo
vários telefones
é um
celulares
estudo realizados
sobre o na década de 1950, quando
testes de usuário e os outros métodos recomendados neste livro. Isto é costumavam ser apenas aparelhos pesados.
não há vergonha de revisar um design de interface do usuário como resultado do usuário O resultado
Quando elesde perguntar
queriam aos usuários
aparelhos mais leves, não eram, eles estav
Com os aparelhos que eles tinham [Karlin e Klemmer, 1989]. M
9. Directiva do Conselho, de 29 de maio de 1990, relativa à segurança e saúde mínimas teste de aparelhos que parecia idêntico, mas tinha pesos diferent
respeitantes ao trabalho com equipamentos dotados de visor (90/270 / CEE), Oficial mostrou que as pessoas preferiam aparelhos com cerca de metad
Jornal Oficial das Comunidades Europeias n.º L 156,21.6.1990,14-18. peso normal.

Página 7
Engenharia de usabilidade

dificilmente redicando como eles irão agir com tanto novatos quanto especialistas [Mack and Nielsen, 1987]. E
Os usuários nem sempre podem fazer as decisões de design mais
Os usuários têm uma
h
potencial de futuros sistemas Wit. w'h1Ch nãoDents
têm expenence.
em uma pesquisa
Como de 9.652
Por exemplo, Grudin e Barnard [1985] compararam o comando
outro exemplo, 73% de :: uf ~ s ~~; use uma informação proposta
os passageiros disseram que eles h . informações de trânsito. Mas abreviaturas que definiram com abreviaturas definidas por
.h f al-up-to-t e-mmu usuários individuais, e descobriu que os usuários fizeram cerca d
serviço com Ou seja, telas de um protótipo de th:
depois de terem sido mostrados que eles de fato o usariam erros ao usar suas próprias abreviaturas.
. 84 ° / dos respondentes sal
serviço, Mesmo quando
possibilidade dedado
redefinir
o suas abreviaturas após o experimento,
/0
[Gray et al. 19901 · sete usuários de teste mantiveram sua abreviatura pobre praticam
. h opiniões divergentes quando solicitado tipicamente explicando que, embora sim, tiveram alguns problem
Além disso, os usuários geralmente irão Por exemplo, estudos de como Parecia tão bom quanto qualquer outro conjunto em que pudesse
sobre detalhes of.user ~~ interface de t dfs 71 tem show de ~ que a proba- Os usuários têm outros trabalhos e não funcionam como profissi
Claro,
pessoas nomear as coisas [Furnas ea. O mesmo nome para um objeto é sônicos.
CIDADE DE H ~ VING tw ~ pe; pl :: sobre l ~ LYo objeto, tornando-se claramente
entre 7 Yo um ~ 18 Yo, d ep g Aceitamos perguntar a algum usuário. Designers não são usuários
impossível para nomes de comitês Os designers do sistema são humanos e certamente usam compu
ambas as características dos usuários.
Os usuários não são designers Portanto,
designers pode ser tentador
para confiar para
em sua própria intuição sobre questões de
bT Talvez seja possível deixar o uma vez que compartilham essas duas características importante
A solução ideal para os usuários duplos do Ilhty ~ d '' dos Estados Unidos. Apenas forneça Comercial.
. f P to tem IVI .
Design do Mt.er ~ ce u . Tt e todos os usuários podem ter exatamente Infelizmente,
vários os incluindo
aspectos, designers adeexperiência
sistemas são diferentes
geral dos usuário
em computadores
suficiente customlzatlOn flex ~ bl ~ y, entretanto, esse novato entusiasmo) e seu conhecimento do fundamento conceitual de
a interface que eles gostam. Sessões de reuniões em que as instalações de s o design do sistema.
Dê uma olhada no seu
os usuários não cus om dS 19901. Um usuário novato aQuando
estrutura
você
de tem
um sistema,
uma profunda
normalmente
compreensão
é fácilde
encaixar um pequ
'1
são aVaI ae bl [J rgensen an h th Auer[os recursos de personalização1
('EU parte da informação na imagem e interprete-a corretamente.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 4/7
12/09/2017 Sumário Executivo
exclarme,
. d de
no caso "eualguma
não 1mecoisa
atrevo a touc
"Th eles
acontecer.
refore uma boa interface inicial
usuários E ~ pert (especialmente Consequentemente, um designer de sistema pode olhar para qual
ddt Utilização do porto nOVIce. .1 design ou mensagem de erro e acredito que isso faz todo o sentid
é nee e 0) sup .t' características, mas existem mesmo que a mesma tela ou mensagem seja completamente
use customlza lOn, .
programadores 1 personalização do usuário como a mãe incompreensível para um usuário que não tinha o mesmo sub-
razões para não reoy 0 em pé do sistema.
elemento de interface de usuário deSIgn.
..' oni se ele for construído em um projeto coerente Conhecer um sistema é uma via unidirecional.
Primeiro, customlzatlOn ISedasy. Ydoptions a partir do qual escolher. sem
Não saber
se pode
nada.
voltar para
. d eSlgne . É
já quase
se sabeimpossível desconsiderar
quando tenta as informações
avaliar se outro
Com o objetivo de evitar. . A própria vontade precisará de um interface de usuário
Em segundo lugar, a customlzatlOn eal 'ty do sistema e para os usuários um pedaço de informação seria fácil de entender para um usuário
.1h dd para o comp eXl Landauer [1988b] usa uma imagem animal escondida como uma
e nós vamos A personalização h leva cada usuário a
. 1 d Third too muc compreensão dos desenvolvedores de seu próprio sistema.
Aprenda uma interface entre as interfaces usadas por outros
ter uma ere descontroladamente
. 1 torna difícil obter ajuda de Animalbem
jogos, escondido
como livros do tipo infantis populares "Onde
Comercial. Essa interface é: o método de ajuda avaliado mais alto por estátal?"
de 50- mostram imagens com diferentes níveis de
colegas, até mesmo detalhes, entre os quais

Página 8

É o animal ou o personagem que se deve encontrar. Inicialmente, é muito provavelmente tinha características muito diferentes do que os u
e que seu design foi testado em usuários reais. Claro
difícil escolher o animal fora do fundo, mas uma vez que você
todas as sugestões de design devem ser bem-vindas para servir u
Já viu onde está o animal, é muito fácil vê-lo novamente. De fato,
é impossível ignorar o conhecimento de alguém de onde o animal é inspiração: "mas um nunca deve ser indevidamente influenciado
de um fow smgle.
e recuperar uma perspectiva sobre a imagem onde alguém teria que
As pessoas
por causa desão promovidas
habilidades ao vice-presidente
gerenciais e de tomada de decisão, não
procure encontrar a animação por causa das habilidades de design.
Uma pesquisa de 2.000 adultos no Oregon mostrou que apenas 18% poderiam
use uma programação de ônibus para encontrar o horário de partida [Egan 1991]. Menos é mais
encontrar não indica que os 82% restantes de Um temptin ~ soluti? N to.The usuário problema design de inter
menos inteligente e nunca deve ser permitido em um ônibus. lO vez disso, o é jogar muitas opção Imagmable ou recurso. Se tudo estiver
Prova provável é que o horário do ônibus foi projetado para pessoas t ~ ere, então ev ~ rybody ~ hould estar satisfeito, certo?
com conhecimento extensivo de ônibus e transporte local que elemento
Cada smgle mterface usuário ma coloca alguma carga adicio
só sabia o significado de cada elemento na agenda, e há- o usuário em termos de ter que considerar a possibilidade de util
Nunca considerou que partes dele podem ser difíceis de sub- Ter menos opções, muitas vezes, significa uma melhor usabilida
representar pessoas que raramente buscam um ônibus. os usuários podem, em seguida, concentrar-se em compreender e
revisores [Brooks 1975] .Software estão se tornando conscientes
Os vice-presidentes não são usuários feature.s nem sempre são melhores, e um grande computador po
Muitos CEOs e outros principais executivos corporativos começaram a magazme publicou uma reportagem de capa lamentando a tendê
perceber que a usabilidade está se tornando uma das suas principais competições programas para dobrar de tamanho a cada dois anos, cunhando o
parâmetros, pois as interfaces de usuário representam uma proporção cada vez maior. "Fatware". para de.scribe software inchado [Perratore et al 1993
Ação do valor adicionado em seus produtos e serviços [Sculley Vejo
Também o dISCUSSIOnof o "menos é mais" princípio na página
1992]. A desvantagem dessa maior visibilidade para interfaces de usuário é
que esses executivos podem começar a se intrometer no design da interface do usuário. detalhes Matéria
Infelizmente, usabilidade muitas vezes depende de detalhes da in
Vice-presidentes e outros executivos corporativos devem perceber que é por isso que sistema de ~ de trabalho engenharia de usabilidad
eles não são mais representativos dos usuários finais do que o desenvolvimento desentocar os detalhes. Por exemplo, Simonelli [1989] relatórios
os opers são. Com a possível exceção das informações de gerenciamento o desenvolvimento de instruções para um microondas frozen-jan
sistemas e outro software destinado a vice-presidentes, corporativos indicador de que: vould gradualmente mudar de ser branco a ser
Os executivos de uma empresa de alta tecnologia são muito diferentes dos azul. testmg usuário mostrou que a frase "fica azul" era muito m
usuário médio e suas intuições sobre o que faria um ótimo mais pobre do que "desaparece brancos" para descrever essa mud
O design pode não ser exato. embora as duas frases são logicamente equivalentes em relação a
processo.
Boies et aI. [1985] relatam que às vezes eles tinham "um poderoso
A cor azul
lugares nãoclaro
e azul foi uniforme, erapara
em outros- azulque
escuro, de alguma
os usuários estavam inc
pessoa "em sua empresa propõe mudanças em sua interface.
evitou fazer essas mudanças, apontando que essa pessoa é azul?", quando foi utilizado pela primeira redação.

10. O mesmo teste mostrou que 97% dos Oregonians poderia ler um jornal
artigo e que 96% poderia tabular duas entradas em um comprovante de depósito bancário.

Página 9

1.4 Discount Engenharia de Usabilidade


Ajuda não faz
Às vezes, ajuda on-line e documentação realmente não ajuda a
utilizadores [Mack et al. 1983] .que é dizer, os usuários muitas vezes não encontrar o especialistas em usabilidade, muitas vezes propõem usando o melh
metodologia.
informações que eles querem na massa de ajuda possível e documen-
aNamaioria
verdade,
dasé universidades.
isso que eles foram treinadosparece
Infelizmente, para fazer em
que "Le
tação e, mesmo que não encontrá-lo, eles podem interpretar mal a ajuda. mieux est du bien" (o melhor é o inimigo do bom) [Voltaire 1764]
[ 'ennemi
Além disso, ajuda adiciona um conjunto extra de recursos a um sistema, assim compli-
cando a interface apenas em virtude de existir. Em qualquer caso, a possibi- na medida em que insistir em usar apenas os melhores métodos pod
resultar na utilização de métodos não há de todo. Desenvolvedores
dade para a prestação de ajuda não deve ser visto como uma desculpa para
projetar uma interface desnecessariamente complexa. É sempre melhor se os usuários gerentes às vezes são intimidados pela terminologia estranha
pode operar o sistema sem ter que se referir a um sistema de ajuda. e configurações de laboratório elaborados empregado por alguns us
especialistas e pode optar por abandonar usabilidade completamen
https://translate.googleusercontent.com/translate_f 5/7
12/09/2017 Sumário Executivo
Usabilidade
desenho como nãouma
é uma qualidade
camada quedepode
espessa ser espalhada
manteiga para cobrir
de amendoim, um uma
ll assim pobre crença equivocada de que a teoria impenetrável é um requisitos nec
inter-hostil utilizador
cara não fica user-friendly, mesmo com a adição de um brilhante mento para a engenharia de usabilidade [Bellotti 1988] .Portanto, e
sistema de ajuda. Veja também a seção sobre Ajuda e documentação alcançar "o bom" no que diz respeito a ter alguns enge-
usabilidade
trabalho nharia realizada, embora os métodos necessários para
(Página 148). alcançar este resultado pode não ser sempre o "melhor" método abs
e não necessariamente dar resultados perfeitos.
Engenharia de Usabilidade é um processo
A maior parte deste livro consiste em aconselhamento para as atividades para executar como Vai
parteser fácil para o leitor experiente para descartar os métodos
do processo de desenvolvimento do sistema. Os leitores podem às vezes perdem proposto aqui com vários bem conhecidos contra-exemp
paciência e desejo que eu tinha acabado de dizer-lhes sobre o resultado , em vez mostrando aspectos de usabilidade importantes que serão perdidas
que o processo: O que faz uma interface boa? Infelizmente, assim que certas circunstâncias. Alguns contra-exemplos são, sem dúvida ver
muitas coisas, por vezes, fazer uma interface boa e por vezes e eu concordo que melhores resultados podem ser alcançados atrav
torná-lo ruim que qualquer conselho detalhadas sobre o produto final tem metodologias cuidadosos. Mas lembre-se que tal mais cuidadoso
a ser embelezado com ressalvas, a uma extensão que torna perto métodos também são mais caros, muitas vezes nos termos do dinhe
inúteis, até porque muitas vezes haverá vários conflitantes sempre em termos de conhecimentos necessários (que leva à intimi
orientações. Em contraste, a engenharia de usabilidade processo está bem fator discutido acima). Portanto, os métodos mais simples se um
estabeleceu e se aplica igualmente a todos os design de interface de usuário. Cada muito mais chance de realmente sendo usado em situa- design prát
projeto é diferente, e cada interface de usuário final será diferente, ções, e devem, portanto, ser visto como uma maneira de servir o us
mas as atividades necessárias para se chegar a um bom resultado são bastante comunidade.
constante.
O "desconto engenharia de usabilidade" [Nielsen 1989b, 1990b, 19
método baseia-se na utilização das quatro técnicas que se seguem:
• observação do usuário e da tarefa
• Cenários
• pensar simplificado em voz alta
11. A metáfora manteiga de amendoim para a engenharia de usabilidade tem sido mal aplicada
atribuída a Clayton Lewis. • avaliação heurística

Página 10

Em primeiro lugar, o princípio básico do foco inicial em usuários devem, naturalmente, ser estão fazendo isso. Este esclarecimentos adicionais sobre o proc
seguido. Pode ser conseguido de várias maneiras, incluindo simples pode ajudar a identificar elementos de interface concretos que c
visitas a locais de clientes. As principais regras para "anal- tarefa desconto classificação, de modo que possam ser redesenhado.
ysis" são simplesmente para observar os usuários, manter a calma, e deixar que os usuários
trabalhar como que normalmente faria sem interferência. Tradicionalmente, os estudos de pensamento em voz alta são rea
GIST ou peritos interface de usuário como experimentadores qu
indivíduos e executar análise de protocolo detalhado.
Cenários método
Este tipoé de
certamente intimidante para desenvolvedores comuns.
Os cenários são um tipo especialmente barato de protótipos. A idéia inteira Essa
os desenvolvedores que têm usado o método de pensamento em
atrás de prototipagem é para reduzir a complexidade da implemen- [J0fgensen 1989] para ser feliz com ele, no entanto. Meus estud
tação, eliminando partes do sistema completo. proto horizontal 1992a] mostram que os cientistas de computador são realmente
tipos de reduzir o nível de funcionalidade e resultar numa interface pensando em voz alta método eficaz para avaliar interfaces de u
camada superficial, enquanto protótipos verticais reduzir o número de um mínimo de treinamento e que mesmo metodologicamente pr
características e implementar a funcionalidade completa dos escolhidos (isto é, experimentos vai conseguir encontrar muitos problemas de usab
temos uma parte do sistema de jogar com).
Outra grande diferença entre simplificado e tradicional
Cenários são a redução final de ambos o nível de função- pensando em voz alta se que a análise dos dados pode ser feito c
lidade e do número de características: Eles só podem simular o notas tomadas pelo experimentador em vez de fitas de vídeo.
interface do utilizador, enquanto um utilizador de teste segue uma previamente planeado Gravação, observando e analisando as fitas de vídeo é caro
caminho. Ver Figura 9 (página 94). e tem um monte de tempo que é melhor gasto na execução de m
e em testes mais iterações ofredesigned interfaces de usuário.
Desde o cenário é pequena, podemos dar ao luxo de alterá-lo com freqüência, Vídeo-
gravação só deve ser feito nos casos (tais como estudos de inves
e se usarmos pequenos estudos baratos, pensando em voz alta, podemos também onde é necessária certeza absoluta. Em enge- usabilidade de des
pagar para testar cada uma das versões. Portanto, os cenários são uma forma de nharia que não visam a perfeição; nós só queremos encontrar a m
recebendo feedback rápido e frequente dos usuários. problemas de usabilidade. Uma pesquisa de 11 engenheiros de s
1988] descobriu que eles classificaram testes simples de protótip
Cenários podem ser implementados como papel mock-ups [Nielsen 1990d] duas vezes tão útil como protocolos de vídeo.
ou em ambientes simples proto digitação [Nielsen 1989a], que pode
ser mais fácil de aprender do que ambientes de programação mais avançadas Avaliação heurística
[Nielsen et ai. 1991]. Esta é uma economia adicional em comparação com
mais protótipos complexos que requerem o uso de software avançado coleções atuais de diretrizes de usabilidade normalmente têm na
Ferramentas. ordem de um milhar de regras a seguir e, portanto, são vistos com
idating pelos desenvolvedores. Para o método de desconto defen
Pensando simplificado Aloud a complexidade por duas ordens de magnitude, apenas 10rules, c
em um pequeno conjunto de heurística abrangentes, como o prin
O método de pensamento em voz alta é discutido mais adiante na Seção 6.8. cípios listadas na Tabela 2 e discutido no Capítulo 5, usabilidade
Basicamente, ele envolve ter utilizador um teste em um momento usar o sistema Heurísticas.
para um determinado conjunto de tarefas ao ser solicitado a "pensar em voz alta." De
verbalizar seus pensamentos, os usuários permitem que um observador para determinar Th ~ SE princípios podem ser usados para explicar uma proporç
não apenas o que eles estão fazendo com a interface, mas também porque eles os problemas se observa em design de interface de usuário.
Infelizmente,

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 6/7
12/09/2017 Sumário Executivo

Página 11

• diálogo simples e natural: Diálogos não devem conter informações que são 1.5 Receita para Ação
irrelevantes ou raramente necessária. Cada unidade extra de informação em um diálogo com-
petes com as unidades de informação relevantes e diminui a sua sibilidade relativa
ity. Todas as informações devem aparecer em uma ordem natural e lógica. Como discutido na página 8, a demanda para a usabilidade está
• Fale a linguagem dos usuários: O diálogo deve ser expresso claramente em rapidamente estes anos. Este livro apresenta muitos passos que p
palavras, frases e conceitos familiares para o usuário, em vez de no sistema de ori- tomadas para aumentar a usabilidade. O conselho mais importan
termos ented.
• Minimizar carga de memória dos usuários: O usuário não deve ter que se lembrar é que a usabilidade não aparece só porque você desejar para ele.
informações de uma parte do diálogo para outra. Instruções de utilização do Obter
começou em uma abordagem sistemática para a usabilidade-o
sistema deve ser visível ou facilmente recuperáveis sempre que adequado. Melhor.
• Consistência: Os usuários não devem ter que pensar se palavras diferentes, situa- A partir de uma perspectiva de gestão, os itens de ação são
ções, ou ações significam a mesma coisa. 1. Reconhecer a necessidade de usabilidade em sua organização
• Feedback: O sistema deve sempre manter os usuários informados sobre o que é 2. Deixe claro que a usabilidade tem suporte de gestão (este
acontecendo, através de feedback apropriado num prazo razoável. inclui a promoção de uma cultura, onde ele é visto como pos
• saídas claramente marcadas: Os usuários muitas vezes escolher as funções do sistema por engano e
desenvolvedores a mudar suas idéias de design iniciais para
vai precisar de um claramente marcado como "saída de emergência" para deixar o estado indesejado com-
sem ter que passar por um diálogo alargado. necessidades do utilizador demonstrados).
• Atalhos: Accelerators-invisívelpela facilidade de Maio muitas
de principiante
vezes acelerar 3. Dedicar recursos específicos para engenharia de usabilidade (
a interação para o usuário experiente de tal forma que o sistema possa atender tanto inex- pequeno, mas você precisa de uma quantidade mínima de
perienced e usuários experientes.
• Boas mensagens de erro: Eles devem ser expressas em linguagem simples (sem recursos de usabilidade para se certificar de que ela não caia
dedicado
códigos), indicar com precisão o problema e construtivamente sugerir uma solução. a pressões de prazo).
• Evitar erros: Ainda melhor do que boas mensagens de erro é um design cuidadoso que 4. Integrar as atividades de engenharia de usabilidade sistemátic
evita um problema ocorra em primeiro lugar. vários estágios de seu ciclo de desenvolvimento (ver Capítul
• Ajuda e documentação: Mesmo que seja melhor se o sistema pode ser usado
sem documentação, pode ser necessário para fornecer ajuda e documentação incluindo as precoces.
ção. Qualquer informação deve ser fácil de pesquisar, ser centrado no usuário do 5. Certifique-se de que todas as interfaces de usuário são submet
tarefa, a lista de medidas concretas a serem realizadas, e não ser muito grande.
Se você acha que este plano de 5 passos é demais, então tente es
Tabela 2 Estes princípios de usabilidade deve ser seguida por todos interface de usuário para começar:
designers. Esta lista específica foi desenvolvido pelo autor e Rolf Molich
[Molich e Nielsen 1990], mas é semelhante a outras orientações usabilidade. 1. Escolha uma das suas interfaces de utilizador existentes.
Veja [1994d Nielsen] para várias listas de heurísticas semelhantes. teste de usuário, definindo algumas tarefas de teste típicos, c
alguns clientes potenciais que não usaram o sistema antes,
e observá-los como eles tentam executar as tarefas com a
ele exige alguma experiência com os princípios de aplicá-los sistema (sem qualquer ajuda ou interferência de
corretamente em todos os casos. Por outro lado, mesmo não especialistas pode encontrar você). Se não
problemas de usabilidade são encontrados, em seguida, ser f
muitos problemas de usabilidade de avaliação heurística, e muitos dos por sorte. No caso mais propensos que os problemas são enc
problemas remanescentes seriam revelados pela pensar-simplificada já seu projeto primeiro usabilidade definida: se livrar deles
em voz alta teste. Ele também pode ser recomendada para permitir que vários diferentes na próxima versão usando projeto iterativo.
pessoas realizam uma avaliação heurística como pessoas diferentes localizar
diferentes problemas de usabilidade.

https://translate.googleusercontent.com/translate_f 7/7