You are on page 1of 12

Sutilização Corporal Aula 2 de 4: Purificação Energética

Curso Básico SEI – Sistema de Evolução Integrada

Assunto 1 de 8: Sutilização Corporal

Aula 2 de 4: Purificação Energética

2001 © Aldomon Ferreira

Apoio SVCA

Hoje nós estamos com a aula Purificação Energética de Sutilização Corporal. Para
iniciarmos a aula de hoje, vamos fazer um exercício que já é a técnica, uma das técnicas
que podemos usar para melhorarmos a energia psíquica do nosso corpo. No processo de
sutilização, a alimentação, como nós vimos na aula anterior, é muito importante, mas há
aspectos energéticos que são fundamentais para a sutilização corporal. Nós, ao longo de
nossa encarnação, somos expostos a diversos tipos de energia. Essas energias podem
sutilizar ou densificar o nosso corpo. Desde a energia que nossos pais nos doaram através
do código genético, através das auras, através da influência, a energia do lugar onde
vivemos, a energia das pessoas, a egrégora áurica das pessoas de nossa família, a energia
contida no alimento, a energia contida nos pensamentos que as pessoas nos emitem, nas
palavras que as pessoas falam de nós, a energia criada pela nossa vibração, todas essas
energias precisam ser purificadas. É um trabalho gradativo, não é de uma hora para outra
que nós melhoramos bruscamente a qualidade da nossa energia corporal mas, se nós
tivermos paciência, em coisa aí de uns dez, vinte anos conseguimos ter uma significativa
mudança. Quando se trata de evolução espiritual, lembramos de não se fazer cálculos como
nos casos de evolução física, que geralmente a pessoa calcula aí cinco anos, seis anos para
ter alguma mudança significativa a nível físico. Quando se trata de nosso espírito, a
mudança é de décadas, encarnações, milênios... Não é de uma hora para outra. Por isso é
que somente evolui quem tem paciência e persistência, dedicação em sua busca, em seu
estudo e nas práticas daquilo que aprende.

Vamos para a técnica de limpeza e dinamização dos chacras principais, dos centros de
energia do corpo, para que nós possamos aprender uma das técnicas de melhoramento
energético dos centros psíquicos do nosso corpo. Nós vamos energizar os centros de
energia superiores, mas em casa eu recomendaria fazer esse exercício durante um mês, todo
dia, para se perceber o resultado, e ao fazer em casa, faça de todos os chacras. Nós temos
sete chacras principais, e são estes que nós vamos trabalhar. Aqui apenas os chacras
superiores.

Do estômago para baixo, calcula-se inferiores, do cardíaco, o coração, para cima,


calculamos superiores. Os chacras inferiores são de natureza animalizada, os chacras
superiores são de natureza humanizada. Uma pessoa que só pense com o instinto, que só
sente com o instinto, ela não é muito humanizada, ela está mais com a tendência
animalizada. Ao melhorarmos a energia dos nossos chacras, nós permitimos que os chacras
superiores controlem os chacras inferiores. Cada chacra tem uma natureza psíquica, tem
uma natureza emocional. A natureza psíquica pode nos possibilitar uma compreensão maior
da nossa essência, das leis da vida, de nosso ego, e assim interagir de forma mais
harmônica neste mundo.

Vamos começar a analisar um pouco o chacra coronário. Com o chacra coronário situado
no topo da cabeça nós conseguimos fazer mil sintonias conscienciais. Cada uma das
sintonias tem a capacidade de compreender muitos mundos, sejam eles físicos, astrais ou
mentais. Uma sintonia é como um grau de sabedoria. Nós podemos atingir mil níveis de
sabedoria mas, na maior parte das vezes, nosso corpo está energeticamente tão denso que os
chacras, eles não são ativados na sintonia adequada. O nosso corpo precisa ser um
instrumento energético afinado, e cabe apenas a nós a função de afinarmos este
instrumento. Muitas pessoas tem sensibilidade para escutar a Deus, têm sensibilidade para
ver os mundos mais sutis, espirituais ou mentais, apesar de que na realidade em que
vivemos, quando alguém diz que está escutando Deus geralmente nós ficamos assim “será
que está mesmo?”. É tão incomum escutar aquilo que é invisível... Mas é através da
sintonia consciencial que podemos fazer, mesmo no corpo físico, podemos chegar a escutar
a essência divina em nós, sem fanatismos, sem crendices, sem alucinação, uma coisa
consistente, muito lógica, coerente. Mas para isso precisamos fazer nosso cérebro, entre
outros órgãos do corpo, funcionar numa freqüência superior. Muitas vezes a gente pode se
surpreender com a sabedoria que podemos adquirir assim, não como milagre, mas como
ciência metafísica de aprimoramento de uma sintonia vibratória.

Nós precisamos melhorar o coronário para a sabedoria, o frontal, centro de energia para a
compreensão, para a percepção, para a espiritualidade, o laríngeo para o poder de
realização, o cardíaco para o sentimento. De nada adianta compreendermos os mistérios da
vida, do mundo, dos universos , das dimensões, se não tivermos o cardíaco desenvolvido,
nos sentiremos sempre sozinhos no meio de uma multidão. O cardíaco é que nos faz ter
uma empatia tão profunda que nós nos sentimos fazendo parte uns dos outros, alguns com
mais sintonia, outros com menos, mas é uma questão de tempo, até que nós todos possamos
evoluir ao nível de perfeita sintonia de uns com os outros. Até que esse dia chegue, vamos
nos sintonizar com mundos mais evoluídos para nos dar o alimento que nos fortifica dia
após dia, para enfrentarmos o mundo que agora nós estamos, que possui muitas
adversidades, que é um mundos hostil, mas nós podemos aprender a nos sintonizar com um
mundo mais harmônico, mais tranqüilo. Para isso precisamos resintonizar nossa antena a
um nível maior.

Nós vamos usar um mantra, um som que nos estimula, junto com a energia psíquica, a
fazermos uma sintonia mais sutil com o chacra coronário, do centro de força coronário. Os
chacras, eles precisam ser melhorados gradativamente, não pode ser bruscamente não... Nós
vamos trabalhar com limpeza e dinamização dos chacras.

Vamos sensibilizar energeticamente a palma das mãos... Elasticidade magnética,


aproximando e afastando as mãos e procurando sentir o magnetismo entre as mãos...
Vamos fazer o mantra AOM, eu vou fazer uma pronúncia:
AAAAAAAAAAAAAAOOOOOOOOOOOOOOOooooooooooooommmmmmmmmmmm
mmmmmmmmm Diferente do OM. O AUM vamos dividir em duas partes. O OM
costumamos dividir em três, cardíaco, frontal e coronário, mas o A vamos jogar pelo
cardíaco, e o OM vamos jogar pelo coronário. Vamos lá, as mãos sobre o coronário:

AAAAAAAAAAAAAAOOOOOOOOOOOOOOOooooooooooooommmmmmmmmmmm
mmmmmmmmm mais dois:

AAAAAAAAAAAAAAOOOOOOOOOOOOOOOooooooooooooommmmmmmmmmmm
mmmmmmmmm
AAAAAAAAAAAAAAOOOOOOOOOOOOOOOooooooooooooommmmmmmmmmmm
mmmmmmmmm vamos baixar os braços, vamos, de olhos fechados, mentalizar que no
centro do cérebro tem uma estrela branca, muito forte a luz, no centro do cérebro, na
glândula pineal tem uma estrela branca de uma luz muito forte... Agora vamos mentalizar
que essa estrela se torna incandescente... Como fogo, como a brasa, e além de brilhar,
produz uma chama branca, que faz com que o topo da cabeça pareça uma chama de fogão
só que na cor branca... A chama de fogão tem várias labaredas de forma circular... vamos
mentalizar estas várias labaredas saindo do topo das nossas cabeças, como se fosse a chama
de um fogão... na cor branca... O topo da cabeça produz uma grande labareda, mentalize
uma labareda de meio metro de altura sobre o topo da cabeça, uma grande labareda... que
queima... todas as energias inferiores, densas, negativas... Agora mentalize que a cor branca
se transforma na cor violeta... A cor violeta se transforma na cor dourada, a chama violeta
se transforma numa chama dourada... A chama dourada se transforma numa chama azul
escuro, azul anil, azul vivo mas escuro, mais vivo do que o índigo... e a chama entra dentro
do topo da cabeça e sai pelo frontal. O frontal começa a produzir uma chama azul, um azul
forte... Vamos agora colocar as mãos sobre o frontal... vamos mentalizar que as mãos
projetam também luz azul para o frontal, a testa, e na testa tem uma estrela que brilha na
cor azul. Vamos fazer o mantra OM três vezes:

OOOOOOOOOOOOOOOooooooooooooommmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

OOOOOOOOOOOOOOOooooooooooooommmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

OOOOOOOOOOOOOOOooooooooooooommmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

Vamos baixar os braços, relaxar o corpo... vamos mentalizar que essa chama azul faz uma
curva para cima e entra no coronário, sai pelo frontal, entra no coronário, formando um
círculo de luz, um círculo de fogo entre o frontal e o coronário. Desce pelo coronário por
dentro da nossa cabeça, vai para o frontal, sai pelo frontal, entra no coronário, formando um
círculo de luz de fogo azul...

Vamos mentalizar agora que a chama azul escuro entra pelo frontal, não vai mais para o
coronário... desce pelo pescoço, até o meio do pescoço, e sai pelo laríngeo, pela parte
frontal do pescoço... uma chama azul celeste, um azul bem claro... Vamos voltar a atenção
aqui para o ambiente, vamos cessar a concentração que eu preciso explicar um elemento
adicional dessa técnica do laríngeo.
Nós vamos pronunciar um mantra aqui que a gente não tem quase o costume de fazê-lo. É o
mantra Rá. Porque o laríngeo é da realização. Esse laríngeo, ele pela cultura mesmo, não
apenas pela família mas como pela sociedade como um todo, tem a tendência de reprimir
nossa ação, e acaba colocando uma coleira energética em nós. Esse mantra é para
arrebentar essa coleira, queimar essa coleira energética que muitas vezes é colocada em
nós, nos impedindo a movimentação daquilo que nós aspiramos, daquilo que nós
desejamos. Essa energização é para queimar esta coleira energética. O mantra Rá, ele será
pronunciado juntamente com uma suave palma, é... não precisa bater palma com força. Eu
vou fazer o mantra Rá para todos aprenderem como é. Ele não é um mantra suave como o
AOM ou como o OM, ele é um mantra enérgico, ele é um mantra yang, um mantra de ação,
de realização. O importante não é gritar, o importante é fazer com certa energia, não precisa
usar toda a energia da voz nesse mantra. Então eu vou fazer dois mantras para vocês
aprenderem, depois vamos fazer três mantras juntos...

Rá!

Rá!

Mentalizando uma explosão azul celeste dentro do laríngeo. Quando bater a palma, vai
visualizar que uma estrela azul celeste estoura dentro do laríngeo. Quando nós fazemos
uma sonda áurica numa pessoa que está com o corpo físico muito denso por energias
desarmônicas, verificamos uma bola de energia estagnada aqui no laríngeo. Quando nós
batermos a palma, na verdade você vai mentalizar como se estivasse batendo as palmas
nessa bola e o mantra, junto com a energia das mãos, irá fazer com que estoure essa bola,
como uma estrela que explode. Naturalmente que essa bola não é tão bonitinha como a
estrela, mas vamos mentalizar uma estrela azul celeste estourando... Concentrando... as
mãos, vamos energizar as mãos... elasticidade magnética... agora vamos mentalizar uma
bola de energia no nosso laríngeo... o laríngeo está bem no meio do pescoço... você
mentalizar de olhos fechados como se as suas mãos estivessem com essa bola no meio das
mãos... agora nós vamos fazer o mantra Rá e você bata palmas e estoure essa bola de
energia...

Rá!

Mentalize novamente a bola... vamos lá novamente com o mantra:

Rá!

Novamente o mantra:

Rá!

Está bom... vamos baixar as mãos... vamos mentalizar a energia saindo num azul escuro do
frontal e entrando no laríngeo. A energia pula como uma cascata do frontal e entra no
laríngeo, sobe por dentro do pescoço até a testa, sai do frontal e entra no laríngeo... numa
cor azul mais forte. A energia é uma luz e é um fogo, formando um círculo. O que é esse
movimento? Esse movimento limpa qualquer fragmento da energia, limpa os fragmentos...
Agora vamos inverter a direção do movimento da energia. A energia vai sair do laríngeo na
cor azul celeste e vai entrar no frontal, descer pelo pescoço, sair pelo laríngeo e entrar no
frontal, rapidamente, um círculo de fogo e de luz azul celeste sai...

Vamos mentalizar agora... o fogo e a luz azul celeste saindo do laríngeo, caindo como uma
cascata por dentro do pescoço, indo até o centro do peito e saindo pelo cardíaco, subindo
até o laríngeo, formando um círculo... desce por dentro do pescoço, vai até o meio do peito,
do coração, e no coração projeta-se para fora pela abertura do chacra, do centro de força,
volta a entrar no laríngeo, na cor azul celeste.

Agora a cor se transforma num rosa bem claro. Nós começamos com o azul para sintonizar
o laríngeo com o cardíaco. Agora vamos mentalizar a cor rosa saindo do cardíaco e subindo
até o laríngeo... Vamos colocar as mãos sobre o cardíaco, à altura do coração, as duas mãos,
vamos fazer três mantras Oms mentalizando uma luz rosa saindo das mãos para o peito:

OOOOOOOOOOOOOOOooooooooooooommmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

OOOOOOOOOOOOOOOooooooooooooommmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

OOOOOOOOOOOOOOOooooooooooooommmmmmmmmmmmmmmmmmmmm

Vamos agora baixar os braços novamente... vamos mentalizar uma chama dourada
queimando sobre a cabeça, ao mesmo tempo uma azul anil sobre a testa, sobre o frontal,
uma azul celeste no laríngeo, o pescoço, uma rosa no cardíaco, o coração... Essas quatro
chamas queimam ao mesmo tempo e vão ficando muito grandes.. até o nosso cardíaco em
diante, cardíaco, laríngeo, frontal e coronário viram uma grande labareda de quatro cores:
dois tons de azul, o celeste e o anil, se encontram mas não se misturam, o cardíaco encontra
as cores mas não se mistura, o coronário encontra as cores mas não se mistura. As quatro
cores das chamas queimam ao mesmo tempo sem se misturar, formando uma única
labareda...

Agora vamos mentalizar um redemoinho em volta do nosso corpo, fazendo a chama girar
como redemoinho também, e descer elo nosso corpo como um redemoinho de fogo que
queima dentro e fora todas as energias inferiores, dos chacras inferiores, do estômago, do
umbilical, do chacra básico, das pernas, dos pés... esse redemoinho de fogo queima por
dentro e por fora todas as energias inferiores. Mentalize o estômago sendo purificado... O
fogo só queima a energia inferior, não queima nenhum órgão, o órgão fica limpo...
Mentalize os intestinos limpos... as pernas, os pés... como se fosse cristal, transparente, os
ossos, a musculatura, a pele, todo o nosso corpo se transforma num cristal transparente,
multicolorido pelas chamas mas cuja cor real é um branco transparente... o cristal fica
incandescente como a brasa... Vamos visualizar que tudo o que estimula em nós uma
natureza animalizada é queimado nesse instante... vamos desejar que toda a manipulação,
todo o controle que há sobre nós das coisas densas neste momento se parte, se rompe e nos
liberta.

Com os olhos fechados vamos procurar olhar o centro da testa, suavemente, de olhos
fechados, olhar para cima e para o centro, suavemente, sem forçar os olhos, e vamos
procurar prestar atenção numa vibração produzida pelos nossos ossos... E agora vamos
mentalizar que do centro da terra projeta-se uma luz prateada que entra pelos nossos pés,
sobe pelas nossas pernas, pela coluna vertebral e vai até o cardíaco. Estaciona-se no
cardíaco, no coração. Vamos sintonizar que do nosso sol, da nossa estrela solar projeta-se
uma luz dourada que entra pelo topo da nossa cabeça, desce pelo pescoço e vai até o
coração e se encontra com a energia prateada, e o nosso cardíaco brilha intensamente como
uma estrela... e essa estrela vai crescendo até tomar o tamanho do nosso corpo... e nós nos
sentimos recebendo a energia do planeta Terra e do Sol...

Agora, a luz dessa estrela que nós nos tornamos projeta-se em um raio em nosso carro e o
torna luminoso, depois em nossa casa, e o nosso quarto fica luminoso, o chão, teto, paredes,
depois vai para os demais cômodos da casa, pega todos os cômodos da casa, em volta da
casa, na janela, ou varanda, no quintal... se for um prédio, entra pelo corredor do prédio em
que você transita, desce pelo corredor até a portaria do prédio, vai para o estacionamento
que geralmente você para, ou vai para a direção que você percorre mais, vai até o seu
trabalho... ilumina o seu ambiente de trabalho, sua sala, sua cadeira, sua mesa, todo o
ambiente de trabalho é iluminado, os objetos ou aparelhos ou máquinas são iluminados...
vai para a escola em que você estuda, o trajetório que você costuma fazer, ilumina sua sala
de aula, o chão, o teto, as paredes, as cadeiras, os objetos do ambiente se iluminam... Agora
vai para a casa dos seus parentes, dos seus amigos, a energia se propaga para a casa dos
seus amigos e ilumina o ambiente. Um punho de luz de proteção é feito em direção a todos
os locais que percorre diariamente, fazendo uma proteção contra qualquer energia intrusa
que possa densificar-lhe, e toda essa energia é sustentada pelo Sol e pela Terra. Nós somos
como um fusível por onde passa uma corrente elétrica... que vem da Terra e do Sol. Vamos
cessar a visualização...

Essa técnica, recomendamos que faça ela por esse tempo aproximado durante um mês. Ela
não apenas irá auxiliar na sutilização da energia do seu corpo, mas do ambiente em que
vive. O ambiente em que nós vivemos se torna uma extensão de nós e nós nos tornamos
uma extensão do ambiente onde vivemos, das coisas que comemos, das pessoas que
falamos e que escutamos. Há pessoas que nos limpam com a sua energia e a sua vibração, e
há pessoas que nos sujam. O planeta Terra é saturado de energias densas. Ao lidar com
essas energias, geralmente nos contaminamos e perdemos a sensibilidade espiritual.

Da mesma forma que lavamos nossas roupas, da mesma forma que tomamos banho
diariamente, precisamos também aprender a ter o hábito, o ritual, lógico e coerente de
limparmos também as energias do nosso corpo, para com isso termos mais saúde, mais
equilíbrio, mais vibração positiva, mais sutilização em nossa vida. Nosso corpo, cada
átomo, cada molécula, cada célula, cada tecido, cada órgão, cada membro recebe e projeta
energia. A energia que recebe, armazena. Essa energia, ela pode ser sutil ou densa. Mas
existe uma coisa na energia densa, nem toda a energia densa é negativa, nós precisamos
sempre lembrar isto, nem toda a energia densa é ruim. Só é ruim a energia densa que é
produzida pela negatividade: pelo desrespeito às leis da vida, pelo erro. Só essa energia
densa que é produzida pela desarmonia é que é prejudicial. A energia densa que não é
produzida pelo aspecto desarmônico de um movimento energético não é ruim em si. Nós
podemos aprender a nos densificar quando necessário, com a imposição da vontade. Isso
exige um certo conhecimento de energias psíquicas, que mais adiante nós vamos ter mais
elementos quando entrarmos nas aulas de energias mentais. Portanto nem toda a energia
densa é ruim, mas a maior parte vezes nossa desarmonia produz uma energia densa de
qualidade ruim, que gera em nós uma letargia mental, consciencial, psíquica.

Quando nós limpamos nosso corpo das energias impuras, nós sentimos uma diferença
muito grande no mundo em que vivemos. As energias negativas passam a nos fazer muito
mal. Lugares que antes íamos, não podemos ir mais porque sentimos como se tivéssemos
tomado um banho de lama. Não conseguimos mais conviver com ambientes saturados de
energias negativas, provoca-nos náuseas, tonteiras, mal estar, angústia, peso, aperto...
Algumas vezes quando estamos em casa e sentimos uma atmosfera carregada, sentimos
algo nos segurando, nos amarrando, nos limitando os movimentos e os pensamentos, isso é
um indício de que o ambiente em que nós moramos está energeticamente contaminado.
Precisa ser limpo... mais adiante em outras aulas, vamos falar sobre a limpeza desses
ambientes.

Mas, muitas vezes a comida que comemos já é o primeiro elemento de contaminação


energética. Muitas vezes comemos uma comida deliciosa, pode ser completamente
vegetariana, mas mesmo assim pode ter uma energia ali que pode nos contaminar, mesmo
sendo vegetariana, mesmo não tendo carne, poderá nos densificar. Quem fez a comida, se
estava de mal humor, se estava magoado, se estava chateado, contrariado com qualquer
coisa, irá imantar, irá programar na comida a densidade de sua desarmonia, a natureza de
sua angústia ou de sua dor. E quando nós comermos essa comida, não estará entrando no
estômago apenas a matéria, estará entrando a energia que saiu da pessoa, e essa energia irá
para nós. Digamos que a pessoa estava fazendo a comida, cheia de mágoa, essa mágoa virá
para nós, iremos sentir uma angústia sem saber porquê, um aperto no coração, sem saber
porquê. Se a pessoa estava com raiva vamos sentir umas pontadas no estômago sem saber a
origem... estava na comida. Vou contar para vocês uma história sobre comida e
densificação...

Há alguns anos atrás... eu costumava descer do ônibus numa rodoviária e... gostava de
comer pastel de queijo lá com caldo de cana, né... e era quase que uma passagem já
obrigatória, passou na rodoviária, lá estava eu: pastel de queijo e o caldo de cana. Chegou
uma certa noite, eu saí do corpo e em projeção astral desci na rodoviária, isso já não no
corpo físico mas sim no corpo astral, e tipicamente parei lá na pastelaria pra comer o pastel
e o caldoJ Mas quando me aproximei do local em questão, fiquei assombrado :-0... Sobre o
balcão, no chão do lado de fora e do lado de dentro, represava-se larvas esverdeadas,
misturada com bolor e outras coisas mais.. nojentas. As formas-pensamento perturbadas das
pessoas que ali passavam, contaminaram todo o local, e aquelas formas-pensamento
negativas contaminavam a comida, e quem ali comia, comia também algumas dúzias
daquelas larvas de formas-pensamento. Que, fisicamente poderia ter alguns sintomas
como... má digestão, problemas intestinais, dor de cabeça e os movimentos involuntários no
abdômen J J J...Ah, muitas vezes a nossa musculatura fica mexendo sem a gente querer e a
gente não imagina porquê... nem sempre é algum bichinho, mas na maioria das vezes é.
Algumas vezes é uma movimentação energética... não precisa falar que depois dessa noite
eu nunca mais comi nada ali.

O nosso problema é a ignorância, já que não temos a visão espiritual, muitas vezes
comemos venenos, comemos coisas que só nos afastam da percepção espiritual. Quando
nós não tivermos escolha, e formos comer num ambiente, que sentirmos que a energia
possa estar ruim naquele ambiente, vocês devem estar pensando “como eu vou sentir se a
energia está ruim ou não”... Nosso próximo curso será de energias da mente, após mais
duas aulas de sutilização corporal. Em energias da mente terá uma aula sobre “sonda
áurica” e nós aprenderemos como identificar a energia do ambiente, se é boa ou ruim.

A comida precisa ser energizada. Quando não foi feito por alguém de vibração boa, de
energia boa... Não é à toa que a comida da nossa mãe é tão gostosa... mesmo que seja
simples. Na maior parte das vezes a comida da nossa mãe, daqueles que nos amam, é
gostosa. Mesmo que seja lá o arrozinho, o feijãozinho, porquê é feita com AMOR, como
bons sentimentos, com a boa intenção. Se você vai comer num restaurante que te vê apenas
como um dígito, ali está mais um dinheiro, algumas vezes a energia pode não ser tão boa...
Precisa sempre verificar a natureza da energia do ambiente em que vai comer. Quando nós
estamos comendo, evitar falar da dor humana... evitar ficar com a televisão ligada,
passando cenas de violência, cenas deprimentes, cenas negativas, porque a energia da
imagem repercute em nós nos fazendo sentir coisas ruins. É até mesmo uma forma-
pensamento visual que imanta, são apenas que imanta (sucata?) mas no chão, nas paredes,
no teto... Em nossa casa, a televisão...

Certa vez visitando no astral a casa de um rapaz, assim que cheguei vi imagens de filmes
pouco recomendável, é... na parede, era como se as paredes virassem telas de cinema e
vários filmes ficassem passando ao mesmo tempo. Como o rapaz estava sendo orientado
por mim em sua evolução recomendei a ele que tivesse cautela com o que assistisse, visto
que seu ambiente, que serviria para realimentá-lo e protegê-lo, estava na verdade
contaminando ele com energias que não condiziam mais com sua busca evolutiva. O que
passa pela televisão nos alimenta energeticamente, o que escutamos... Outra coisa que
também nos alimenta muito é a maledicência...

Evite de ficar dando ouvidos à maledicência alheia. Tem seres humanos maravilhosos aqui
na Terra, que nos amam de coração e que tudo o que podem fazer para nos auxiliar, fazem.
No entanto há outros seres humanos que seu desejo sincero é de que nós deixássemos de
existir. Tem pessoas que gostariam que nós deixássemos de existir, que nós sumíssemos,
porque nossa simples existência o aborrece, o chateia, o incomoda. Nós precisamos
aprender a aceitar os seres humanos como eles são, não é concordar com o que eles são,
mas se nós não aceitarmos, mesmo o erro naqueles que erram, nós iremos nos revoltar e
fazer uma sintonia energética e comer o verbo, os pensamentos e as intenções dessas
pessoas e contaminar nossa energia. A nossa energia vital, a nossa energia psíquica pode
ser contaminada com as palavras das pessoas se nós nos ofendermos. Se nós não nos
ofendermos, as pessoas podem falar mal de nós o quanto desejarem, a energia não terá
penetração em nossa aura, ela não entrará em nossa aura porque nós não abriremos uma
brecha, nós não abriremos uma fenda. Se nós nos ofendermos, a fenda será aberta. Se nós
não ofendermos a nossa aura, a pessoa não terá poder sobre nós. Só existe um ser na vida
capaz de nos julgar ou nos condenar, e este ser está dentro de nós. Ninguém, absolutamente
ninguém tem o direito de nos julgar ou nos condenar.

Em alguns casos nós restringimos nossa manifestação, mas não mudar a natureza de nossa
manifestação, seja ela boa ou ruim. Deus, em sua infinita misericórdia, mesmo os seres
muito perversos, demoníacos não são exterminados por ele, são levados para locais onde
podem realizar seus desejos sombrios e assim terem a oportunidade de evoluir. Não somos
nós, meros arremedos de Deus, que iremos fazer aquilo que nem Ele faz. Porque nós somos
aprendizes ainda mas, como aprendizes, nós ainda cometemos erros, nós julgamos e
condenamos e nós nos ofendemos quando somos julgados e condenados, e aí abrimos em
nós uma brecha da maledicência para nos contaminar e nos densificar energeticamente. Por
isso, aquilo que vemos, aquilo que escutamos, muda a qualidade da nossa energia.

Filmes, selecione. Evite filmes onde estimule a perversidade, a maldade, a crueldade.


Assistam filmes onde o contexto da mensagem, onde a mensagem que fica é esperança,
amor, transcendência, caridade, porquê? Só estes filmes edificam a nossa energia em
direção a um aprimoramento interno, que é uma vibração mais apurada...

Orar pela manhã e à noite, meditar... Volto a relembrar, quando nós amamos estamos
tocando nosso instrumento, quando nós oramos e meditamos estamos afinando o nosso
instrumento. Nós temos vinte e quatro horas por dia, tirar vinte minutos pela manhã e à
noite, dá quarenta minutos, que seja quinze, dá meia hora, pra orar um dia... será que é
pedir muito pra alimentar, nós dedicamos aí tanto tempo para comer, para fortificar nosso
corpo e não dedicamos quase nada para comer energia e alimentarmos nosso espírito.
Nossa alma aqui quanto mais é o espírito é forte mais a alma é forte. A alma é o espírito
vestindo este corpo. Nós estamos vivendo épocas duras, o desespero está tomando conta
das ruas, das pessoas... nós precisamos nos fortificar e para isso uma das fases é sutilizar a
energia do corpo purificando-a.

Vamos agora pra mais uma técnica. Nós fizemos uma técnica, a técnica anterior foi de
limpeza, nós vamos fazer uma técnica de dinamização da energia de nosso corpo. Com
certeza todos já estão se sentindo bem melhor do que quando chegaram porque nós demos
uma limpada boa na aura. Mas agora vamos fazer uma sintonia.

Vamos fechar os olhos...

Relaxando o corpo...

Vamos agora mentalizar o ar... o ar do auditório, do ambiente se tornou como se fosse uma
chama dourada. Nós respiramos fogo dourado. E esse fogo entra pelos nossos pulmões...
cheio de vida... vamos mentalizar agora que todos os objetos do ambiente desaparecem...
vamos nos ver sentado no chão. Visualize-se sentado no chão. O chão é um mármore
polido, limpinho de cor branca... você está sentado de pernas cruzadas, coluna ereta... as
mãos sobre as pernas...

Mentalize agora uma galáxia, um disco galáctico sobre a sua cabeça... que projeta uma luz
branca sobre o seu corpo, o centro dessa galáxia que flutua sobre a sua cabeça... A luz que
sai do centro da galáxia envolve todo o seu corpo... todo o seu corpo fica dentro dessa luz...
Agora mentalize que em volta do seu corpo sentado nós vamos evocar, nós vamos chamar
em nossa mente a presença dos seres que iluminam o planeta Terra.
Imaginem que também sentado à sua frente o Mestre Jesus, que personificou o Cristo no
planeta Terra, que personifica o Cristo no planeta Terra, sentado à nossa frente com uma
roupa branca de luz, uma roupa de luz branca... à nossa direita vamos ver Sidarta Gautama,
Buda, sentado, com a roupa de luz na cor dourada... à nossa esquerda vamos evocar a figura
a vibração amorosa da nossa grande mãe, Maria, que foi mãe de Jesus... atrás de nós vamos
visualizar a figura de Crishna, com aspecto transcendental, sentado sobre um lótus,
brilhando na cor branco azulado... sobre nós, acima do disco galáctico vamos visualizar
uma cúpula de luz composta por anjos e arcanjos, sobre essa cúpula de anjos e arcanjos
vamos ver a figura do Arcanjo Miguel nos protegendo contra as trevas... vamos mentalizar
agora que a aura desses seres iluminados projeta uma luz para nós e nós recebemos a luz
desses seres em nosso corpo, nos dando o Amor Crístico, nos dando a sabedoria
transcendental, o poder para romper a ignorância e os obstáculos ao longo do caminho,
guiados pelo amor e pela sabedoria e pela justiça... vamos sentir a nossa vida protegida...
vamos cessar a visualização...

Vamos abrir agora o momento para as perguntas. É só levantar a mão.

P1) Por favor repita a ordem das cores para limpeza do chacra coronário.

R1) Na limpeza dos chacra coronário nós usamos diversas cores. Nós começamos com a
branca... a cor branca, ela é boa porque ela limpa e ela possui uma cor suave, pra começar é
melhor com uma cor suave. Depois usamos a cor violeta que é uma cor fortíssima; a cor
dourada que é uma cor que tanto limpa como vitaliza, energiza; depois nós misturamos com
a cor azul anil no frontal. É importante misturar as cores dos chacras pra fazer uma sintonia
entre eles. O chacra coronário comanda o frontal, o frontal o laríngeo e o laríngeo não
comanda o cardíaco. O cardíaco, como o coronário, é um chacra condutor, é um chacra
independente. Nós temos dois comando em nós, nós temos o coração, o cardíaco, e nós
temos o coronário, sabedoria, entendimento, raciocínio, intuição. Nós podemos mentalizar
tanto do cardíaco para cima como do coronário para baixo, porque o cardíaco também é um
chacra condutor, que pode dirigir nossas ações, nossas idéias, nosso raciocínio, da mesma
forma que o nosso raciocínio pode conduzir nossos sentimentos.

P2) É benéfico ter fotos de galáxias, de planetas em nosso quarto de dormir?

R2) Se a pessoa acredita que precisa de tais fotos para visualizar melhor, não há problema,
no entanto como seres que buscam a libertação das ilusões, nós precisamos aprender a
carregar dentro de nós, dentro dos nossos sentimentos e dos nossos pensamentos, as
imagens, pra não termos tanta coisa pra carregar na vida, senão é uma “tranheira” que não
acaba mais. Mas não somos contra, estamos apenas dizendo que é melhor carregar aqui do
que carregar em volta.
P3) Quais os exercícios que devemos fazer para os chacras inferiores?

R3) Por enquanto aquele do redemoinho nas cores que nós mencionamos. O redemoinho
desce, queima por dentro e queima por fora e todo o corpo fica como uma estátua de cristal
incandescente e multicolorida pelas chamas multicoloridas.

P4) Para quem trabalha em hospitais, como deve se proceder para a purificação?

R4) Não se envolver emocionalmente, tenha compaixão sem ter dó. A dó é acreditar que
nós somos vítimas ou que alguém é vítima de injustiças, a compaixão é desejar que
ninguém sofra mas, quando o sofrimento é inevitável, ver o lado educativo do sofrimento.
No entanto, em “energias da mente” nós vamos aprender sobre blindagem áurica, aí vamos
ter técnicas complementares para preservar a densidade corporal ou a sutilização corporal.

P5) Para quem ministra palestras, a energização do laríngeo é fundamental?

R5) Perfeitamente. Um bloqueio no laríngeo irá impedir que a pessoa fale com
tranqüilidade, que tenha um poder de realização desenvolvido. O bloqueio limita a
realização, limita a expressão. Por isso, quanto mais limpar o laríngeo, mais facilmente irá
realizar as aspirações, os projetos e terá facilidade também de se expressar sem medo da
não aceitação das coisas ditas. No entanto, nós temos a tendência de falar demais de coisas
inadequadas. Se que limpar o laríngeo, vença primeiro a maledicência. Não saia falando
mal de ninguém, não saia falando coisas inúteis... fale o mínimo, só aquilo que é
imprescindível, aí vai estar trabalhando para limpar o laríngeo, porque se a gente fizer de
nosso laríngeo um lugar sujo pelas palavras, não dá, as palavras precisam ser educadas o
suficiente pra limpar os pés antes de entrar, ou melhor dizendo, antes de sair...

P6) O quê as vacinas podem proporcionar em termos energéticos e espirituais?

R6) Não temos nenhum conhecimento se melhora ou piora.

P7) É aconselhável o uso de lâmpadas coloridas em casa como são usadas em


cromoterapia?

R7) É recomendável que o uso de lâmpadas coloridas seja com finalidade terapêutica.
Vamos evitar lâmpadas de cores fortes sem um direcionamento terapêutico, visto que
podemos ficar saturados de determinada freqüência energética, e aí a saturação faz mal... A
água que mata a sede é a mesma água que nos mata afogados, então precisamos ter cautela.

P8) Poderia falar sobre a incorporação espírita e a psicografia, essas práticas alteram a
energia do médium?

R8) Sim. Se o médium não estiver com a energia muito boa, ele pode se contaminar e ficar
vários dias com a energia densa deixada por espíritos sofredores, por isso, cautela com a
própria energia.

P9) A energia dos cinemas e teatros é alterada? De que forma?

R9) Quando em um cinema passa assim um filme muito violento, por algum tempo
permanecem naquele ambiente as formas-pensamento produzidas pelas pessoas, como
também produzidas pelas imagens que ficaram gravadas na parede, no teto e no chão. Nós
podemos não perceber, mas tudo o que acontece é gravado nos objetos que assistem, que
presenciam... alguns sensitivos, dotados de uma faculdade chamada de psicometria,
conseguem ver tudo o que um objeto viu, ouvir tudo o que um objeto escutou. Aí a gente
fala “ah, mas um objeto não tem olhos”... não, “um objeto não tem ouvidos”... não, mas o
objeto tem átomos com subpartículas tão sutis que produzem alterações. As coisas são
gravadas nos átomos. O som é gravado no átomo, a sensação é gravada no átomo. A
humanidade está começando agora a estudar o átomo como fonte de mídia de gravação,
mas a natureza já utiliza o átomo para gravar as coisas há muito, muito tempo, desde que a
criação surgiu aqui nesse mundo.

Por hoje ficamos por aqui, até a próxima aula, se Deus quiser.

Retirado de:
http://comandoashtar.ning.com/group/aldomon/forum/topics/sutilizacao-corporal-aula-2

Related Interests