You are on page 1of 13

Relato de atividade desenvolvida em sala

Representação gráfica do som... a partir do Filme Fantasia

Objetivo:
Estimular as crianças a estabelecer relações entre som e as representações gráficas
deste, para que estas criem suas próprias representações do som utilizando-se deste
pequeno repertório como referência.

Material:

 Filme Fantasia (o primeiro, de 1940) - capítulo 9 “Encontre a trilha”


 Cartões com imagens selecionadas do filme
 Papel e lápis
 Instrumentos ou objetos sonoros variados

Quem participou?
Crianças de 4 a 6 anos, de algumas turmas de Infantil IV e Infantil V da E.M.
Professora Maria Colomba Colella Rodrigues

Procedimento
Primeiro assistimos ao capítulo 9 do filme, denominado “Encontre a trilha”, onde
quem assiste é apresentado ao som graficamente representado por uma linha, que modifica
seu formato de acordo com o som tocado. Estão representados no filme os sons de alguns
instrumentos, são eles:

1. Harpa;
2. Violino;
3. Flauta transversal;
4. Pistão (hoje chamado Trompete);
5. Fagote;
6. Tambor;
7. Prato;
8. Caixa clara;
9. Triângulo.

© Carlos Roberto Prestes Lopes - 2008


© Imagens : Walt Disney - 1940 Página 1 de 13
A intenção aqui era que as crianças observassem como o som pode ser representado
graficamente, e não que decorem qual imagem representa cada instrumento no filme.
Após assistir ao filme, seguimos para a utilização das fichas (com imagens retiradas
deste trecho do filme) juntamente com instrumentos diversos (é importante que os
instrumentos escolhidos tenham timbres bem diferentes uns dos outros), escolhemos um
aluno e espalhamos as imagens para que a criança consiga ver todas, e escolha, ao ouvir o
som do instrumento, uma imagem que para ela represente aquele som. É interessante esta
etapa, pois é possível perceber como são várias as formas que as crianças relacionam as
imagens ao som.
A próxima etapa é o desenho que as crianças vão fazer para representar o som do
instrumento ouvido. Para isso utilizamos folhas com uma linha no centro, assim como no
vídeo, e tomamos o cuidado de esconder os cartões com as imagens, para que eles não as
copiem.
Por último, embaralhamos as imagens que a própria criança criou e ela indica qual
imagem representa qual som (nós marcamos a ordem nas folhas).

Algumas imagens utilizadas:

O que foi significativo?


Este trabalho é uma forma interessante de abordar o registro musical, pois traz
referências para o registro gráfico do som. Aqui é dada ênfase na representação das
características timbre e intensidade, assim como no filme, mas se prestarmos atenção há
também representado o aspecto altura em cada imagem.
© Carlos Roberto Prestes Lopes - 2008
© Imagens : Walt Disney - 1940 Página 2 de 13
Muitas crianças realmente criaram imagens que para elas representavam
determinado som, relação constatada quando fazemos o caminho inverso, na última etapa
da atividade.
O desenvolvimento deste trabalho pode ser feito apresentando às crianças mais
referências gráficas para o som, exemplos encontrados ricamente no repertório de música
“contemporânea”.

As escolhas
“Apesar de a leitura e a escrita musicais tradicionais não serem conteúdos próprios
da etapa da educação infantil, o conceito de registro de um som (ou grupo de sons) pode
começar a ser trabalhado com crianças de três anos, desde que em situações significativas
de interação e apropriação dos sons e de construção de sentidos” (Brito, p.178)
A escolha de utilizar um filme como meio para ilustrar esta interação entre imagem e
som, vem justamente buscar esta citada construção do sentido, já que no filme o
movimento auxilia a percepção deste paralelo.
Por que representar graficamente o som? “pois o registro gráfico conscientiza as
características do som”(Brito, p.181), tornando visíveis as diferenças e relações entre um
som e outro...”A notação gráfica seria o meio ideal para isso, pois essa notação relativiza
características do som, como [...] permitindo o exercício de uma percepção qualitativa dos
sons”(Brito, p. 181).

Bibliografia:

BRITO, T. A. Música na educação infantil. Peirópolis: São Paulo, 2003.

Imagens retiradas do filme “Fantasia” de 1940, criado por Walt Disney Company
Abaixo, todas as imagens que utilizei em tamanho maior para impressão:

© Carlos Roberto Prestes Lopes - 2008


© Imagens : Walt Disney - 1940 Página 3 de 13
© Carlos Roberto Prestes Lopes - 2008
© Imagens : Walt Disney - 1940 Página 4 de 13
© Carlos Roberto Prestes Lopes - 2008
© Imagens : Walt Disney - 1940 Página 5 de 13
© Carlos Roberto Prestes Lopes - 2008
© Imagens : Walt Disney - 1940 Página 6 de 13
© Carlos Roberto Prestes Lopes - 2008
© Imagens : Walt Disney - 1940 Página 7 de 13
© Carlos Roberto Prestes Lopes - 2008
© Imagens : Walt Disney - 1940 Página 8 de 13
© Carlos Roberto Prestes Lopes - 2008
© Imagens : Walt Disney - 1940 Página 9 de 13
© Carlos Roberto Prestes Lopes - 2008
© Imagens : Walt Disney - 1940 Página 10 de 13
© Carlos Roberto Prestes Lopes - 2008
© Imagens : Walt Disney - 1940 Página 11 de 13
© Carlos Roberto Prestes Lopes - 2008
© Imagens : Walt Disney - 1940 Página 12 de 13
© Carlos Roberto Prestes Lopes - 2008
© Imagens : Walt Disney - 1940 Página 13 de 13