You are on page 1of 54

Workshop Tecnológico sobre “Pragas da Cana-de-açúcar”

Feromônios em cana-de-açúcar

Prof. Maurício Bento


ESALQ/USP
Perguntas do Termo de Referência*

Para quais pragas da cana-de-açúcar existe viabilidade


de utilização de feromônios para o monitoramento e
controle?

O falta para atingirmos o “status” de país detentor da


tecnologia na área?

O produtor de cana-de-açúcar está apto a aceitar a


tecnologia na área?

*JRP Parra, 2007 – Workshop, Piracicaba-SP


Relação de pragas da cana-de-açúcar*
Migdolus, Migdolus fryanus;
Gorgulho-da-cana, Sphenophorus levis;
Broca-da-cana, Diatraea saccharalis;
Broca-gigante, Telchin licus;
Bicho-bolo (Ligyrus, Eutheola, Stenocrates);
Lagartas (Spodoptera frugiperda, Mocis latipes...);
Elasmo, Elasmopalpus lignosellus;
Cigarrinha-da-folha, Mahanarva posticata;
Cigarrinha-da-raiz, Mahanarva fimbriolata;
Cupins (Heterotermes tenuis);
Pulgões (Rhopalosiphum maidis, Melanaphis sacchari).

*JRP Parra, 2007 – Termo de Referência, Workshop, Piracicaba-SP


Relação de pragas da cana-de-açúcar*

Cigarrinha-da-folha, Mahanarva posticata;


Cigarrinha-da-raiz, Mahanarva fimbriolata;
Cupins (Heterotermes tenuis);
Pulgões (Rhopalosiphum maidis, Melanaphis sacchari).

*JRP Parra, 2007 – Termo de Referência, Workshop, Piracicaba-SP


Relação de pragas da cana-de-açúcar*

Cigarrinha-da-folha, Mahanarva posticata;


Cigarrinha-da-raiz, Mahanarva fimbriolata;

*JRP Parra, 2007 – Termo de Referência, Workshop, Piracicaba-SP


Relação de pragas da cana-de-açúcar*

Cupins (Heterotermes tenuis);


Pulgões (Rhopalosiphum maidis, Melanaphis sacchari).

*JRP Parra, 2007 – Termo de Referência, Workshop, Piracicaba-SP


Relação de pragas da cana-de-açúcar*
Migdolus, Migdolus fryanus;
Gorgulho-da-cana, Sphenophorus levis;
Broca-da-cana, Diatraea saccharalis;
Broca-gigante, Telchin licus;
Bicho-bolo (Ligyrus, Eutheola, Stenocrates);
Lagartas (Spodoptera frugiperda, Mocis latipes...);
Elasmo, Elasmopalpus lignosellus;
Cigarrinha-da-folha, Mahanarva posticata;
Cigarrinha-da-raiz, Mahanarva fimbriolata;
Cupins (Heterotermes tenuis);
Pulgões (Rhopalosiphum maidis, Melanaphis sacchari).

*JRP Parra, 2007 – Termo de Referência, Workshop, Piracicaba-SP


Relação de pragas da cana-de-açúcar*
Migdolus, Migdolus fryanus;
Gorgulho-da-cana, Sphenophorus levis;
Broca-da-cana, Diatraea saccharalis;
Broca-gigante, Telchin licus;
Bicho-bolo (Ligyrus, Eutheola, Stenocrates);
Lagartas (Spodoptera frugiperda, Mocis latipes...);
Elasmo, Elasmopalpus lignosellus;

*JRP Parra, 2007 – Termo de Referência, Workshop, Piracicaba-SP


Feromônios em cana-de-açúcar

Uso no curto
prazo
Uso no curto prazo

Migdolus, Migdolus fryanus;

Gorgulho-da-cana, Sphenophorus levis;

Broca-da-cana, Diatraea saccharalis.


Uso no curto prazo

Migdolus,
Migdolus fryanus
Migdolus, Migdolus fryanus

Distribuição Geográfica

Bento et al., 1995


Migdolus, Migdolus fryanus

Danos e sintomas
Migdolus, Migdolus fryanus

Perdas
- Relato em mais de 100 mil hectares
- Perdas médias de até 25 ton/ha/ano
- Redução na longevidade dos canaviais

Bento et al., 1995


Migdolus, Migdolus fryanus

Ciclo de vida
OUT/NOV

Bento et al., 1995


Migdolus, Migdolus fryanus

Uso do feromônio sexual


- Monitoramento (out/mar)
- 1 armadilha / talhão

Bento et al., 1995


Migdolus, Migdolus fryanus

Uso da Coleta Massal

- 1 armadilha a cada 30 metros


Migdolus, Migdolus fryanus

Uso da Confusão Sexual


Migdolus, Migdolus fryanus
Migdolus, Migdolus fryanus

Dificuldades de Implementação e Uso do Feromônio

Áreas muito extensas;

Outras modalidades de amostragem da praga;

Logística para instalação e reinstalação das armadilhas;

Desconhecimento da tecnologia;

Necessidade de aprimoramento do sistema.


Uso no curto prazo

Gorgulho-da-cana,
Sphenophorus levis
Gorgulho-da-cana, Sphenophorus levis

Distribuição Geográfica Ocorrência em SP e MG

Total de 53 municípios
23 novos municípios em 2006

CTC, 2006
Gorgulho-da-cana, Sphenophorus levis

Danos e sintomas
Gorgulho-da-cana, Sphenophorus levis

Perdas
- Morte de 50-60% dos perfilhos com 5-7 meses
- Perdas médias de até 30 ton/ha/ano
- Redução no número de cortes

Preceti; Arrigoni, 1990


Gorgulho-da-cana, Sphenophorus levis

Ciclo de vida
ovos/fêmea
60 a 70

longevidade
200 a 220 dias
Ovo 7 a 12dias

Ciclo Total
Adulto 70 dias Larva

Pupa
7 a 15 dias 30 a 60 dias

Degaspari et al., 1983; Almeida, 2005


Gorgulho-da-cana, Sphenophorus levis

Flutuação populacional

40
Formas biológicas (%)

30

20

10

0
Jan Fev
Mar Abr
Adultos Mai Jun
Jul
Larvas Ago Set
Mês Out Nov
Pupas Dez

Preceti; Arrigoni, 1990


Gorgulho-da-cana, Sphenophorus levis

Monitoramento
100 armadilhas/ha

Avaliação a cada 20 dias

Almeida, 2005
Gorgulho-da-cana, Sphenophorus levis

Feromônio recentemente identificado,


2-methyl-4-octanol

Zarbin et al., 2003


Gorgulho-da-cana, Sphenophorus levis

Dificuldades de Implementação e Uso do Feromônio

Novos estudos para confirmar a eficiência do feromônio;

Desenvolver uma armadilha para uso em campo;

Estabelecer uma estratégia de uso do feromônio;

Correlacionar captura com dano;

Determinar no. armadilha por área e durabilidade.


Uso no curto prazo

Broca-da-cana,
Diatraea saccharalis
Broca-da-cana, Diatraea saccharalis

Distribuição Geográfica
Broca-da-cana, Diatraea saccharalis

Danos e sintomas

Lagartas Recém Eclodidas

Orifícios de Entrada
Broca-da-cana, Diatraea saccharalis

Danos e sintomas
Broca-da-cana, Diatraea saccharalis

Perdas
• Determinadas pela Intensidade de Infestação (I.I.)

0,77% em peso

1% I.I. 0,25% em açúcar

0,20% em álcool
Broca-da-cana, Diatraea saccharalis

Amostragem
100 x NIB
I.I. =
NI

Fase Lagarta

NC > 3%
Broca-da-cana, Diatraea saccharalis

Possibilidades de uso do Feromônio

- Monitoramento

- Confusão sexual (Controle)


Broca-da-cana, Diatraea saccharalis
Armadilhas com fêmeas virgens
Broca-da-cana, Diatraea saccharalis

Relatos na literatura de possíveis


compostos como sendo o feromônio
sexual da broca-da-cana;

Porém, com baixa eficiência em campo

Svatos et al., 2001; Santangelo et al., 2002; Batista-Pereira et al., 2003; Kalinova et al., 2005)
Broca-da-cana, Diatraea saccharalis

Dificuldades de Implementação e Uso do Feromônio

Novos estudos para confirmar a eficiência do feromônio;

Desenvolver uma armadilha para uso em campo;

Estabelecer uma estratégia de uso do feromônio;

Correlacionar captura com dano;

Determinar no. armadilha por área e durabilidade;

Possibilidade de ocorrência de raças.


Feromônios em cana-de-açúcar

Uso no
médio-longo
prazo
Uso no médio-longo prazo

Broca-gigante, Telchin licus;

Bicho-bolo (Ligyrus, Eutheola, Stenocrates);

Lagartas (Spodoptera frugiperda, Mocis


latipes...);

Elasmo, Elasmopalpus lignosellus.


Uso no médio-longo prazo

Broca-gigante,
Telchin licus
Broca-gigante, Telchin licus

Distribuição Geográfica
- Anteriormente restrita ao Nordeste
- Recém constatada no Sudeste (2007)
Broca-gigante, Telchin licus

Danos e sintomas
Broca-gigante, Telchin licus

Perdas
- Queda rendimento agrícola (t/ha): até 40%
- Queda no rendimento industrial (t pol/ha): até 50%
Broca-gigante, Telchin licus

Controle
Broca-gigante, Telchin licus

Ciclo de vida

Ciclo
Total
180 dias
Broca-gigante, Telchin licus

Há um relato na literatura de um
possível feromônio sexual;

Porém, com baixa eficiência em campo

Rebouças et al., 1999


Broca-gigante, Telchin licus

Dificuldades de Implementação e Uso do Feromônio

Novos estudos para identificar o feromônio;

Desenvolver uma armadilha para uso em campo;

Estabelecer uma estratégia de uso do feromônio;

Correlacionar captura com dano;

Determinar no. armadilha por área e durabilidade.


Feromônios em cana-de-açúcar

Conclusões
Perguntas do Termo de Referência*

Para quais pragas da cana-de-açúcar existe viabilidade


de utilização de feromônios para o monitoramento e
controle?
Curto Prazo
Migdolus, Migdolus fryanus;
Gorgulho-da-cana, Sphenophorus levis;
Broca-da-cana, Diatraea saccharalis.

Médio-longo Prazo
Broca-gigante, Telchin licus;
Bicho-bolo (Ligyrus, Eutheola, Stenocrates);
Lagartas (Spodoptera frugiperda, Mocis latipes...);
Elasmo, Elasmopalpus lignosellus.
*JRP Parra, 2007 – Workshop, Piracicaba-SP
Perguntas do Termo de Referência*

O que falta para atingirmos o “status” de país detentor da


tecnologia na área?

- Apoio financeiro para pesquisa (aquisição de novos


equipamentos e formação de novos pesquisadores);
- Maior intercâmbio entre os grupos de pesquisas já
existentes;
- Pesquisas para o uso aplicado dos feromônios
(correlação entre captura e dano, no. armadilha/área...);
- Maior acesso dos produtores às informações técnicas.

*JRP Parra, 2007 – Workshop, Piracicaba-SP


Perguntas do Termo de Referência*

O produtor de cana-de-açúcar está apto a aceitar a


tecnologia na área?

- Usinas e destilarias reconhecem a potencialidade deste


método, pela facilidade e confiabilidade;
- O custo necessita ser baixo;
- A tecnologia deverá gerar uma redução significativa da
população da praga para ser adotada.

*JRP Parra, 2007 – Workshop, Piracicaba-SP


Agradecimentos

Fapesp

Debatedores

Relatores

Related Interests