You are on page 1of 8

Anlise do Discurso Aplicada na Letra da Msica SEM SADE de Gabriel O Pensador

Ana Cristina Cludia Christiano Marcela Naomi

INTRODUO

DISCURSO DO CIDADO INSATISFEITO

Eu j paguei o meu plano de sade mas agora ningum quer me aceitar E eu t com d, dot, num sei no que vai d! Emergncia! Eu t passando mal V morrer aqui na porta do hospital Eu num tenho educao, mas sade eu quero ter J paguei minha promessa, no sei o que fazer! J paguei os meus impostos, no sei pra qu? Eles sempre do a mesma desculpa esfarrapada: "A sade pblica est sem verba"

DISCURSO DO MDICO
Eu estudei a vida inteira pra ser doutor Mas ganho menos que um camel Na minha mesa s arroz e feijo S vejo carne na mesa de operao Ento eu fico 24 horas de planto pra aumentar o ganha po Uma vez, depois de um ms sem dormir, fui fazer uma cirurgia E s depois que eu enfiei o bisturi eu percebi que eu esqueci da anestesia O paciente tinha pedra nos rins E agora t em coma profundo A famlia botou a culpa em mim E eu fiquei com aquela cara de bunda Mas esse caso no vai dar em nada Porque a arma do crime nunca foi encontrada O bisturi eu escondi muito bem: Esqueci na barriga de algum

INFECO HOSPITALAR

Dos bebs que nascem virados pra lua e conseguem um lugar na maternidade A infeco hospitalar mata mais da metade E os que sobrevivem e no so sequestrados devem ser tratados com todo o cuidado Porque se os pais no tem dinheiro pra pagar hospital uma simples diarreia pode ser fatal

REFRO

Me cansei de lero lero D licena mas eu vou sair do srio Quero mais sade Me cansei de escutar...

REFERNCIA BIBLIOGRFICAS
ALVES, Camila de vila. A MSICA E O FATO NOTICIOSO: Como o fato noticioso abordado em composio de letras de msica. Belo Horizonte: Centro Universitrio de Belo Horizonte, 2007.